Seção Óleo de Peroba.

Ontem:
FHC, então Presidente da República, em entrevista televisiva, ao ser inquerido sobre as possíveis(sic) irregularidades nos processos de privatizações – doações? – do patrimônio brasileiro, com a candura dos cínicos e o cinismo dos impunes, respondia que “ao Presidente da República não cabe prender ninguém”

Hoje:
FHC, com toda empáfia, que sói portar, o sociólogo burlesco urra nas entrevistas, clamando ações do Presidente da República para prender os corruptos.

Ontem, hoje, agora e sempre.
Nós, os incrédulos, aguardamos explicações da origem do patrimônio de sua (dele) ex-celência.
Share the Post:

Artigos relacionados

Anistia nunca mais

A História do Brasil está intoxicada por sucessivas anistias e conciliações. Como sequela impera a certeza da impunidade. O desprezo

Ler mais