Saiu na midia – 12/06 – Alquimia

A alquimia que ameaça a imagem de Alckmin.
Blog do Josias de Sousa.

A bruxa baixou no terreiro de Geraldo Alckmin. A horrenda senhora entregou-se a uma alquimia letal. Levou a um mesmo caldeirão cinco encrencas produzidas sob Alckmin no governo de São Paulo. Adicionou à mistura uma incômoda pitada de curiosidade do Ministério Público.

Ajuda a engrossar o caldo da bruxaria a inusitada doação de 400 peças do estilista Rogério Figueiredo para Lu Alckmin. Presente fino. Se tivesse mexido na bolsa para ter os panos que lhe recobriram o corpo, madame Alckmin teria desembolsa entre R$ 3.000 e R$ 5.000 por peça.

Outro ingrediente levado ao caldeirão é o inusitado patrocínio de R$ 60 mil que a CTEEP, a companhia de transmissão de energia elétrica de São Paulo, proporcionou à revista Ch’an Tao, que traz Alckmin na capa de sua última edição.

O vínculo mais próximo da publicação com o setor energético está na ponta das agulhas que seu dirigente, Jou Eel Jia, espeta em Geraldo Alckmin, para mantê-lo ligado. Jia é presidente da Associação de Medicina Tradicional Chinesa do Brasil, que controla a revista. É também o acupunturista pessoal do candidato tucano.

Share the Post:

Artigos relacionados

Anistia nunca mais

A História do Brasil está intoxicada por sucessivas anistias e conciliações. Como sequela impera a certeza da impunidade. O desprezo

Ler mais