Eleições 2006 – Opinião

A carta da Cofamil, postado aí abaixo, já começa a provocar repercussões. Leitores que não querem se identificar, através de comentários no blog, têm me ligado emprestando solidariedade. Quanto aos candidatos, o blog procura ser imparcial e democrático, dando voz a todos, independente da minha preferência.

Alckmin está operando uma estratégia equivocada ao “bater” no “grande líder” da incompetência. Ele, o barbudo, é imune a essas “pancadas” pois a massa de eleitores é indiferente à roubalheira dos parlamentares.

A população já considera isso um problema endêmico e, portanto independente do governante de plantão.
Saliente-se, ao contrário do que se divulga, que nas pesquisas por faixa de escolaridade, a preferência pela votação do Presidente está empatada com Alckmin, nas camadas mais esclarecidas da população.

Não é só o povão que é vulnerável ao “dudismo” da empulhação
Share the Post:

Artigos relacionados

Anistia nunca mais

A História do Brasil está intoxicada por sucessivas anistias e conciliações. Como sequela impera a certeza da impunidade. O desprezo

Ler mais