Computação – Dicas de Programa – Word

Por Carlos Alberto Teixeira – Jornalista

Acontece com todo o mundo que trabalha em dois micros (um em casa e outro no escritório, por exemplo) e transporta arquivos de um para o outro. Ou quem trabalha com documentos sujeitos a revisão por terceiros: cedo ou tarde você acabará com duas versões de um mesmo documento, em uma das quais foram removidos trechos, acrescentados outros e alterados uns outros tantos.

O resultado são dois documentos “quase iguais”, o que torna particularmente difícil detectar as diferenças.
Como saber o que foi acrescentado, removido ou editado em cada um deles?
Como produzir um único documento “decente” que contenha apenas as partes “boas” de cada versão?

Comparar “na força bruta”, além de dar um trabalho insano, provavelmente resultará em um camelo (que, como se sabe, é um cavalo projetado por um grupo de trabalho).
Mas se você usa uma versão recente do Word, a solução está ao alcance de um par de cliques.

Faça o seguinte: abra o Word, carregue uma das versões do documento, abra o menu “Ferramentas” e clique na opção “Comparar e mesclar documentos”.
Na janela que então se abre, localize a outra versão, selecione-a e clique no botão “Mesclar” (ou execute um duplo clique sobre ela).
Você verá, como por milagre, abrir-se um novo documento que não somente corresponde à síntese das duas versões como traz destacado em vermelho os trechos que foram inseridos (sublinhados) e removidos (tachados) da primeira versão.

E se você clicar com o botão direito em cada destaque poderá aceitar ou rejeitar cada inclusão ou exclusão.
Só isso já é uma ajuda e tanto.Mas tem mais: com o novo documento abre-se a barra de ferramentas “Revisão” que permite, entre outras coisas, abrir o “Painel de revisão”, onde aparecem apenas os elementos que diferem em ambas as versões e no qual, também clicando sobre eles com o botão direito, você pode decidir se inclui ou exclui cada alteração.

Se você está com duas versões do mesmo documento de texto em mãos e se sente como se estivesse perdido em um labirinto, essa função será a ajuda que você precisa para encontrar a saída.

Share the Post:

Artigos relacionados

Anistia nunca mais

A História do Brasil está intoxicada por sucessivas anistias e conciliações. Como sequela impera a certeza da impunidade. O desprezo

Ler mais