Bolsonaristas assassinos

Mais dois do bando. Não falha.

Ines Gemilaki, a mulher de 48 anos que, na companhia do filho médico Bruno Gemilaki Dal Poz, de 28, assassinou dois idosos a tiros e ainda deixou um padre ferido, após invadir a casa de um homem com quem tinha uma desavença por dívidas, na pequena Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso, segue perfis de figurões da extrema direita brasileira e ainda é fã de uma página chamada Louvores do Reino, de caráter evangélico.

Disparando indiscriminadamente com um grande revólver na sala da residência de seu alvo, que acabou saindo ileso, enquanto o filho médico atirava do lado de fora com uma escopeta calibre 12, Ines tirou a vida de Pilson Pereira da Silva, 80 anos, e Rui Luiz Bolgo, de 68. O clérigo católico atingido foi operado num hospital da região e não corre risco de vida, segundo a Polícia Civil.

Share the Post:

Artigos relacionados

Ex-libris

O ex-libris é uma espécie de gravura inserida geralmente nas primeiras folhas de um livro ou na contracapa, contendo o

Ler mais