Walt Whitman – Versos na tarde – 05/02/2016

Neste momento terno e pensativo Walt Whitman¹ Neste momento terno e pensativo Aqui sentado a sós Sinto que existem noutras terras outros homens Ternos e pensativos, Sinto que posso dar uma espiada Por cima e avistá-los Na França, Espanha, Itália e Alemanha Ou mais longe ainda No Japão, China ou Rússia, Falando outros dialetos, E … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , ,

Walt Whitman – Versos na tarde – 10/02/2015

Desdobrado das Dobras Walt Whitman ¹ Desdobrado das dobras da mulher O homem se desdobra e está sempre Por vir a se desdobrar: Desdobrado da mulher mais soberba da terra Está por vir o mais soberbo homem da terra, Desdobrado da mulher mais amigável Está por vir o mais amigável dos homens; Só desdobrado do … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , ,

Emily Dickison – Versos na tarde – 09/01/2015

Poema Emily Dickison ¹ Para o Ódio nunca tive – Tempo – pois que a Morte espreita – E a vida nunca foi tanta Que uma Aversão se acabasse. Nem tempo tive de Amar – Ocupar-me Era preciso – Do amor o simples Trabalho – Como achei – Que Me bastava. ¹ Emily Dickinson * … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,

Robert Creeley – Versos na tarde – 28/11/2014

Claridade Robert Creeley¹ Específica, intensiva claridade, como nada mais, nada menos que ela mesma – tudo isso, ecoa, visto, ouvido, sentido ou provado, o uno e múltiplo. Mas o punho contra a porta, pergunta magro, contrita entrada quer mais. Tradução Regis Bonvicino ¹Robert Creeley * Massachusetts, Usa – 21 de Maio de 1926 d.C + … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , ,

Elizabeth Bishop – Versos na tarde – 21/03/2014

Poema Elizabeth Bishop ¹ Perca algo todos os dias. Aceite a perturbação De perder as chaves da porta, A hora mal usada. A arte de perder Não é difícil de dominar ¹ Elizabeth Bishop * Massachusetts, Usa – 8 de Fevereiro de 1911 d.C + Massachusetts, Usa – 6 de Outubro de 1979 d.C [ad#Retangulo … Continued

Postado na categoria: Padrão - Palavras chave: , , ,

Sylvia Plath – Versos na tarde – 16/02/2014

Eu sou vertical Sylvia Plath ¹ Mas não que não quisesse ser horizontal. Não sou árvore com minha raiz no solo Sugando minerais e amor materno Para a cada março refulgir em folha, Nem sou a beleza de um canteiro Colhendo meu quinhão de Ohs e me exibindo em cor, Desconhecendo que me despetalo em … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,

Paul Auster – Versos na tarde – 09/10/2013

Poema Paul Auster¹ Leve-me com você, e de nossas duas misérias faremos talvez uma espécie de felicidade. ¹Paul Benjamin Auster * Newark, Usa – 3 de Fevereiro de 1947 d.C Escritor, filósofo e poeta norte-americano autor de vários best-sellers como Timbuktu, O Livro das Ilusões, A Noite do Oráculo e A Música do Acaso. Frequentou … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Walt Whitman – Versos na tarde – 28/09/20132

O Próprio Ser Eu Canto Walt Whitman¹ O próprio ser eu canto: Canto a pessoa em si, em separado _ embora use a palavra Democracia e a expressão Massa. Eu canto o Corpo Da cabeça aos pés: Nem só o cérebro Nem só a fisionomia Tem valor para a Musa – digo que a forma … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , ,

Emily Dickinson – Versos na tarde – 03/08/2013

Poema Emily Dickinson¹ Eu sou Ninguém! E tu quem és? Também tu és – Ninguém? Então somos dois? Não digas nada! Haviam de apregoar – sabes! Como é aborrecido – ser – Alguém! Como é público – qual rã – Dizer-se o nome – Junho fora – A um Charco admirador! ¹Emily Dickinson * Boston, … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , ,

Edna St. Vincent Millay – Versos na tarde – 17/07/2013

O amor não é tudo Edna St. Vincent Millay ¹ O amor não é tudo: nem carne nem bebida, nem é sono, lar da gente, nem a tábua lançada para quem se afunda e volta e afunda novamente. O amor não pode encher o pulmão forte, pôr osso no lugar, tratar humores, embora tantos dêem … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , ,