Delator mostrará caixa dois de Marina em 2010, diz jornal

De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, contará em delação premiada detalhes do caixa dois que, segundo ele, irrigou a campanha de Marina em 2010

Segundo o jornal O Globo deste domingo (12), na negociação de delação premiada do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, o empresário prometeu contar detalhes do caixa dois que, segundo ele, irrigou a campanha de Marina Silva à Presidência em 2010.

De acordo com o colunista do jornal, Lauro Jardim, o pedido a Pinheiro foi feito por Guilherme Leal, um dos donos da Natura, candidato a vice-presidente de Marina naquela eleição.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]Oficialmente, na prestação de contas de sua campanha ao TSE, Marina não registrou doações da empreiteira. Ainda deve ser citado por Léo Pinheiro o empresário Alfredo Sirkis, que acompanhava Guilherme Leal quando a negociação foi fechada.

Tanto a ex-senadora, quanto o ex-candidato da vice-presidente na chapa de Marina Silva, Guilherme Leal, negaram que a campanha de 2010 tenha recebido recursos ilícitos conforme relatos de Léo Pinheiro.

Em nota, Marina Marina alegou que nunca usou “um real sequer” em suas campanhas que não tivesse sido regularmente declarado. A ex-senadora ainda aproveitou para afirmou que dá todo apoio à Lava Jato.

Guilherme Leal afirmou que, “de fato houve uma reunião em 2010 com a presença de Léo Pinheiro, Alfredo Sirkis, então dirigente nacional do PV e responsável pela pré-campanha, e Leandro Machado, seu assessor.

“Na oportunidade, apresentamos as propostas da candidatura e houve sinalização da OAS em apoiar a campanha por meio do PV, certamente nos termos da lei, com o devido registro na Justiça Eleitoral. Qualquer outra insinuação é uma inverdade”, conta Leal.

Ainda segundo apuração de Lauro Jardim, a OAS e a Odebrecht prometem detalhar aos investigadores um esquema de caixa dois para a campanha do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB). Paes também nega irregularidades e diz que “todas as doações às suas campanhas eleitorais ocorreram de forma oficial e legal e foram declaradas à Justiça Eleitoral”.

Leia a íntegra da nota de Marina Silva:

“Todo apoio à Lava Jato’

Neste sábado, recebi a notícia de que estaria sendo divulgado em alguns jornais e sites uma suposta menção a meu nome em delação premiada à força-tarefa que investiga a corrupção na Petrobras. Segundo essas fontes, dinheiro de uma empreiteira teria sido destinado ao “caixa-dois” da minha campanha à Presidência da República em 2010.

Como ressaltou recentemente o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, “da esquerda à direita, do anônimo às mais poderosas autoridades, ninguém, ninguém mesmo, estará acima da Lei”. Por esse motivo, quero que as autoridades deem a devida atenção a essa acusação.

De minha parte, reafirmo que a Operação Lava Jato não pode sofrer nenhuma tentativa de interferência ou constrangimento para apurar denuncias de corrupção, posso alegar que nunca usei um real sequer em minhas campanhas que não tivesse sido regularmente declarado.

Guilherme Leal, que foi candidato a vice em minha chapa à Presidência em 2010, sempre foi fiel ao compromisso ético e à orientação política de que todos os recursos de financiamento da campanha teriam origem e uso inteiramente legais e não acredito que nenhum dirigente do PV possa ter usado meu nome sem ter me dado conhecimento, ainda mais para fins ilícitos.

Posso assegurar à opinião pública brasileira que, neste momento em que a sarjeta da política já esta repleta de denunciados, o melhor caminho é confiar no trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal. Por isso reitero meu apoio e confiança no trabalho da Justiça.”

Leia a íntegra da nota de Guilherme Leal:

“Solicitado a me manifestar sobre a alegação do Sr. Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, envolvendo doação à campanha presidencial de 2010 e se referindo à minha pessoa, informo que: de fato houve reunião em 1 de semestre de 2010, com a presença de Léo Pinheiro, Alfredo Sirkis, então dirigente nacional do PV e responsável pela pré-campanha, e Leandro Machado, meu então assessor. Na oportunidade, apresentamos as propostas da candidatura e houve sinalização da OAS em apoiar a campanha por meio do PV, certamente nos termos da lei, com o devido registro na Justiça Eleitoral. Qualquer outra insinuação é uma inverdade”.

Leia a íntegra da nota do prefeito Eduardo Paes:

“O prefeito Eduardo Paes afirma que todas as doações às suas campanhas eleitorais – sejam aquelas feitas diretamente a ele ou via diretórios municipal, estadual e nacional do seu partido – ocorreram de forma oficial e legal e foram declaradas à Justiça Eleitoral. Paes ressalta que as contas de campanha foram devidamente aprovadas pela Justiça Eleitoral”.

Leia a matéria do O Globo

Mais sobre Marina Silva

Marina Silva defende o vice investigado pelo IBAMA por crime ambiental

Usando os mesmo argumentos de cunho político, dos quais acusa os adversários, a candidata à presidência Marina Silva, fica sem argumentos ecologicamente corretos para explicar o vice candidato de investigação do IBAMA.
Acontece que os fatos são reais e independem do surrado argumento “isso é armação dos meus adversários políticos”! O senhor Guilherme Leal não pode ser condenado apenas por uma denúncia, mas também não pode ser inocentado apenas por negação da candidata. Tudo deve ser devidamente apurado antes da ‘surrada’ desculpa de jogar as responsabilidades sobre a “disputa política”.
Para quem encarna a preservação da natureza é no mínimo constrangedor.
O Editor


Pernas curtas

O PV chegou a desmentir a investigação do Ibama, mas era mentira: a ação foi confirmada pelo presidente do órgão, Abelardo Bayma.

Irregularidades

O empreendimento Pontal da Barra do Tijuípe, de Guilherme Leal, fica entre Serra Grande e Itacaré, e nem sequer teria licenças ambientais.

Motosserra

Os opositores da candidatura do ricaço dentro do próprio PV já se referem a ele, de gozação, como “Guilherme motosserra”.

coluna Claudio Humberto



[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Vice de Marina Silva é procurado por crime ambiental

Ibama caça vice de Marina por ‘crime ambiental’

O Ibama está no encalço do bilionário Guilherme Leal, dono da Natura e candidato a vice na chapa de Marina Silva (PV).

Ele é acusado de irregularidades ambientais em um luxuoso complexo residencial de 80 mil hectares, de sua propriedade, localizado entre Serra Grande e Itacaré, sul da Bahia.

A obra está em área de preservação ambiental, com dunas e restinga, supostamente sem autorização do Ibama.

A assessoria do PV não respondeu às nossas ligações.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

Todo irregular

O loteamento de luxo de Guilherme Leal não teria também licenças do IMA, órgão ambiental baiano, tampouco das prefeituras da região.

coluna Claudio Humberto

Eleições 2010: Campanha de Marina Silva recebe maquiagem de 2 bilhões de dólares

Marina Silva já arrumou um vice de 2 bilhões de dólares.

Agora é a nova queridinha da mídia. Te cuida Serra

Os especialistas em marketing eleitoral que me corrijam, mas ouso dizer que nem o Serra e nem mesmo o FHC, em seus bons tempos, foram contemplados com uma centimetragem tão grande nos jornais e com tantos minutos no horário nobre da TV, como Marina Silva o foi no lançamento de sua modesta candidatura pelo humilde e pobretão PV.

Desculpem a ironia.

A verdade é que Martina e o PV não têm nada de pobres. Para bancá-la , ela arrumou um vice de dois bilhões de dólares, Guilherme Leal, o homem dos cosméticos que, em menos de uma década, desbancou a Avon no Brasil.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

De sua parte, o partido já levantou confessados 90 milhões de reais para as despesas de campanha, mais do que os 80 milhões confessados pelo PT na vitoriosa campanha de 2002.

Tudo isso para dizer que não há mais a menor dúvida. A mídia e porventura a classe média “politizada”, que recorre à ecologia para não precisar falar de reforma agrária, encontraram em Marina a alternativa ideal para o caso do provável naufrágio da candidatura Serra.

O discurso da candidata não poderia ser mais vago e ambíguo: não só poupa como sempre que pode elogia tanto Lula como FHC e defende um bem bolado “estado mobilizador” que pode não dizer nada como conceito, mas é bom estribo para que ela trepe no muro e fique eqüidistante do “estado mínimo” dos tucanos e do “estado anabolizado” dos PT neogetulista.

Marina, no Datafolha de vinte dias atrás, já estava com 12%. Avalio que ela deve estar agora com 15%, bem mais do que os 9% do IBOPE, com os quais o alucinado Montenegro pretendeu contê-la, só para não desmentir a bobagem que ele vem repetindo há um ano: “não haverá segundo turno”. Pois não só haverá esse segundo turno como ele pode ser disputado por duas mulheres.

Francisco Barreira/blog Fatos Novos Novas Ideias

Eleições 2010: Marina Silva coloca PSDB e PT na mesma vala do atraso ambiental

A pré-candidata do Partido Verde à Presidência da República, Marina Silva, usou a moto serra, sem trocadilhos, do verbo, para dar uma ‘podada’ na arcaica política desenvolvimentista neo liberal, associada aos tucanos, e à paternalista, associada a Dilma Rousseff.
Marina quer um olhar mais moderno do desenvolvimento sustentável, bandeira do Partido verde. A proposta de Marina propõe uma economia sustentável praticada por todo o planeta.

O Editor

Marina Silva associa PT e PSDB a atraso ambiental

De um lado, a velha e defasada política desenvolvimentista, associada ao tucano José Serra e à petista Dilma Rousseff. Do outro, a visão moderna, defendida pelos verdes e sintonizada com a economia sustentável que avança pelo planeta.

Foi assim que Marina Silva se apresentou ontem ao eleitorado na festa de lançamento de sua pré-candidatura, na casa de shows RioSampa, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense.

No evento — que confirmou o nome do empresário Guilherme Leal, dono da Natura, como pré-candidato a vice-presidente em sua chapa — Marina abandonou o habitual tom diplomático de seu discurso para marcar a diferença dos verdes frente aos candidatos de PT e PSDB:[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

— As duas candidaturas são muito parecidas: estão discutindo desenvolvimento pelo desenvolvimento, velho paradigma do século XX, quando o mundo inteiro está mudando: a China, o Obama, que está fazendo um investimento muito grande na economia de baixo carbono. E o Brasil ainda está fazendo o discurso do século XX.

Em sua primeira aparição pública ao lado da pré-candidata, o cantor e compositor Gilberto Gil, ex-ministro da Cultura do governo Lula (2003-2008), reforçou as críticas de Marina.

Depois de levantar o público ao cantar “Andar com fé” fazendo uma leve mudança na letra (“Andá com Marina eu vou, que a fé não costuma faiá”), Gil disse que os verdes levam o debate para novos patamares:

— A candidatura da Marina desloca muitas coisas para além do desenvolvimentismo clássico, ao qual vários partidos, o PT e o PSDB, inclusive, estão atados.

Apesar dos elogios ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, do mesmo PSDB que deverá unir-se aos verdes no Rio, Marina disse temer que a visão desenvolvimentista dos petistas — “o PT não se conectou ao século XXI” — e tucanos custe caro ao país futuramente.

A exemplo de Lula, a pré-candidata apelou até para uma metáfora de futebol para criticar a estagnação nacional, enquanto o mundo estaria elaborando um novo pensamento para os velhos problemas em relação à destruição ambiental:

— Daqui a pouco, o carbono vai estar “precificado”, vamos ter barreiras tarifárias e um monte de consequências. Continuamos olhando para onde a bola está e não para onde ela vai estar.

Chico Otavio e Ludmilla de Lima/O Globo

Eleições 2010: Presidente da Natura será o vice de Marina Silva

Marina Silva anunciou o empresário Guilherme Leal, da Natura, como seu vice.
Foto: Carolina Laureano

‘Convocação é impossível de ser negada’, afirmou o presidente da Natura.

Artistas e o pré-candidato ao governo do RJ Gabeira estão presentes.

O presidente da Natura, Guilherme Leal, foi anunciado neste domingo (16) como candidato à vice-presidente da República na chapa do Partido Verde encabeçada pela senadora Marina Silva. O evento do PV acontece em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Foi Marina quem anunciou Leal, mas ela ainda não tinha feito o seu discurso até às 13h35.

O empresário afirmou: “Não foi uma decisão fácil (aceitar a candidatura), mas essa convocação é impossível de ser negada”, disse Leal: “é com enorme satisfação, entusiasmo e senso de grande responsabilidade que aceito o convite do PV”.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

“Meu ingresso na vida política e minha falta de experiência me deixam sem a fluidez de discurso que tem Marina, (Fernando) Gabeira, e outros companheiros, mas a emoção é grande”, afirmou também Leal, citando o pré-candidato ao governo do RJ pelo partido, Fernando Gabeira.

Além de Gabeira, estão presentes na mesa: a cantora Adriana Calcanhotto, o cantor e ex-ministro Gilberto Gil, o poeta amazonense Thiago Melo entre outros.

Carolina Lauriano/G1

Eleições 2010: Marina escolhe executivo da Natura Cosméticos para vice presidente na chapa do PV

Guilherme Leal, Presidente da empresa de cosméticos Natura é o vice de Marina Silva.

Foto: Clayton de Souza/AE

A senadora Marina Silva (PV-AC) confirmou nesta quinta (28) o empresário Guilherme Leal, co-presidente da Natura, como o candidato à vice de sua chapa para a Presidência. Segundo Marina, Leal é um empresário que discutia e se preocupava com a sustentabilidade “quando o tema ainda não era moda”.

A senadora e pré-candidata à Presidência minimizou o anúncio do PSOL de que não apoiará oficialmente sua candidatura e reafirmou que, apesar da ausência de aliança, vai apoiar Heloísa Helena ao Senado por Alagoas.

Eleições 2010. Donos da Valisère se filiam ao PT. Acreditem!

Brasil: da série “cuméquié?”

Tupiniquins, Tapebas, Tupinambás, Timbiras e demais tribos desse Brasil varonil, que acreditam em Saci-Pererê, Mula sem Cabeça, Boi Tatá, Caipora, e todos aqueles que acreditam que “a crise não é minha. A crise é do Senado!”

“Ôceis nun tão sabendo?” Então lá vai!

Tá “assim” de capitalistas, empresários e “socialites” — esse é o nome sofisticado que agora se dá pra dondoca — virando petista de carteirinha. Todos jurando amor eterno pela estrela vermelha, e que são amigos do ‘cara’ desde criancinha.

Quer dizer então que essa turma não tem mais ‘nadica’ de medo do sapo barbudo? Ou, para os adeptos de teorias conspiratórias, esse não será um plano maquiavélico para se infiltrarem nas hostes petralhas e avacalharem, com todo o respeito às vacas, com os barbudinhos de língua ‘plesa’?

Bom, depois do dono da Natura Cosméticos, Guilherme Leal, se filiar ao PV da Marina Silva, — aliás, será que esse neo ecológico político do PV, assim como Gabeira, será também um defensor do ‘mato’? — é bem possível acontecer a filiação de Antonio Ermírio de Moraes a PSOL da esgoelada Heloísa Helena.

Mesmo Zé Bêdêu, o derradeiro abestado crédulo da Praça do Ferreira, em Fortaleza — para a ingênua e alencarina criatura, o mensalão não existiu, o Paulo Coelho e o Sarney são escritores, o DEM não tem nada a ver com o PFL… — não entendendo nada desses neo-socialistas perguntou: “será que a Daslu passará a abrigar a sede do PT?”

O editor

PS 1. Qual foi mesmo o compositor que cantou “parem o mundo que eu quero descer?”


Ivo e Eleonora Rosset filiam-se ao PT

O presidente da Valisère, Ivo Rosset, e sua mulher, a psicanalista Eleonora Rosset (ex-Mendes Caldeira), vão se filiar amanhã ao Partido dos Trabalhadores. O evento está marcado para as 11 horas na Câmara Municipal de São Paulo e está sendo organizado pelo Diretório Municipal da legenda.

As principais lideranças do PT, inclusive o presidente nacional, Ricardo Berzoini, devem marcar presença na cerimônia que marca a entrada oficial do casal no partido.

Ivo Rosset foi um dos primeiros empresários de peso a apoiar publicamente o então candidato petista Luiz Inácio Lula da Silva na campanha presidencial de 2002. Já sua mulher Eleonora é reconhecida no partido como uma antiga militante ’sem ficha’, em razão de ter capitaneado ao longo de anos eventos em prol de candidaturas petistas, como a da ex-prefeita Marta Suplicy.

O casal organizou em setembro de 2002, em pleno auge da campanha presidencial, um dos mais badalados jantares em apoio a Lula, reunindo em sua residência centenas de convidados da alta sociedade paulistana e boa parte do PIB do País, como Benjamin Steinbruch, Horácio Lafer Piva, José Mindlin, Cláudio Bardella e Eugênio Staub.

O casal também apoiou Lula na campanha pela reeleição em 2006. De acordo com lideranças petistas, o dono da Valisère sempre externou seu apoio à condução da política econômica nos dois mandatos do presidente Lula, principalmente em razão das medidas de estímulo ao crescimento econômico promovidas pela equipe do governo petista.

O próximo dia 03 de outubro é a data limite imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a filiação partidária e transferência de domicílio eleitoral para quem deseja concorrer a algum cargo nas eleições gerais de 2010.

Agência Estado

Eleições 2010: Marina Silva também quer um milionário ‘pra chamar de seu’

Nos rastro, nada a ver com o antigo perfume Rastro (ainda existe?), da trilha percorrida por Lula para chegar à presidência — misturou metalurgia, ele próprio, Lula, com tecelagem, o vice José Alencar , a nossa ‘jungle girl’ acreana também faz alianças díspares de olho no Palácio do Planalto.

O editor


A mistura de creme Avon com Saci-Pererê deu em política

Guilherme Leal, um dos bilionários brasileiros, dono da Natura, filiou-se ao PV de Marina Silva. É cotado para vice na chapa. O Brasil é mesmo engraçado. É claro que Lula e Marina têm muita coisa em comum. Também ele quis um “bilionário” para chamar de seu: José Alencar.

Leal confere, digamos, densidade a Marina Silva junto àquilo que antes se chamava capital — e que, hoje em dia, sei lá, poderia ser chamado de “setor empenhado em disponibilizar recursos para o exercício da cidadania por meio da geração social de riqueza…”

Marina já está andando pra cima e pra baixo com publicitários amigos de Leal, um dos grandes anunciantes do país. Sua empresa tem, sem dúvida, uma história impressionante de sucesso. Esse negócio de juntar creme Avon com Saci-Pererê e Boi-Tatá foi uma sacada realmente inteligente. E Marina, como ninguém, simboliza essa síntese.

blog Reinaldo Azevedo