Gerardo Melo Mourão – Versos na tarde – 09/07/2015

E a duração do lírio fora um hálito Gerardo Melo Mourão ¹ E a duração do lírio fora um hálito, o lírio, Geraldino, de cristal, que te floresce sobre a sepultura; o lírio, Telmo, que em teus olhos pálpebras apascentam de pétalas no claustro. E no entanto durara: ao tempo quando a madressilva não temia … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,

Gerardo Melo Mourão – Versos na tarde – 04/08/2013

Eva Gerardo Melo Mourão¹ Adormecera à beira do riacho e o sonho e a flor dessa maçã da primeira saudade – do primeiro desejo do mundo habitavam seu sono. Despertara – e dela despertaram um tato uns olhos um perfume – e o véu dos cabelos cobria ancas seios nunca vistos: Eva bailava sobre chão … Continued

Postado na categoria: Brasil, Literatura - Palavras chave: , , , , , ,

Gerardo Melo Mourão – Versos na tarde

Poema Gerardo Melo Mourão ¹ E surgia ao salto de um peixe de prata na cachoeira a garganta respondia ao tom das águas e o reflexo dos mangarás vermelhos se quebrava na lagoa aos cangapés e deles súbito o fauno de sete anos relinchava no barranco erguendo a saia da menina aguadeira ¹ Gerardo Melo … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,