Eleições 2010: A culpa é do Nordeste!

Inegavelmente existe uma ‘zelite’ no Brasil, essencialmente concentrada no ‘sul maravilha’, saudosa das guerras secionais do tipo da revolução Farroupilha de 1835, que procurava separar o Rio Grande do Sul do resto do Brasil.

Por não aceitarem a eleição de Dilma Rousseff – aqui não entro no mérito do fato em si – , essa elite, agora mais especificamente centrada no Estado de São Paulo, e com ressonância na grande mídia, emerge da sarjeta para destilar o fel do preconceito, com declarações vergonhosamente preconceituosas e não republicanas, desqualificando o voto dos nordestinos. Em um “post” no ‘Twitter’, uma paulista (Mayara Petruso estudante de Direito em São Paulo) a imbecilidade chega ao ponto de prometer prêmio para quem matar um nordestino por afogamento. ->> leia aqui

Assim, pensa a beócia, o Brasil não corre o risco de ter que aturar novos Graciliano Ramos; José Lins do Rego; Rachel de Queirós; Gonçalves Dias; José de Alencar; Augusto dos Anjos; Castelo Branco; Guimarães Rosa; Paulo Bonavides; Ariano Suassuna; Clóvis Beviláqua; Patativa do Assaré…

A intolerância desses fascistas é o emblema mais rasteiro da impossibilidade da convivência com os contrários e a dificuldade de exercer a democracia.

O Editor
Ps. 1 ->Como o cinismo eleitoreiro não tem limites, todos esses ‘ilustres’ sulistas a cata de votos, a cada eleição vem ao nordeste comer a mesma buchada dos famélicos. Farsesca tentativa de fingir que rapadura é caviar.
Ps. 2 ->Leia aqui: Distribuição dos votos. Dilma venceria sem os votos do nordeste.
Ps. 3 ->
Onde está o Ministério Publico que não indicia essa Mayara em Crime de Racismo, conforme a LEI nº 7.716, Art. 1º: Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Pena: reclusão de dois a cinco anos.
E no que dispõe o artigo 286 do Código Penal, Incitação ao Crime: Incitar, publicamente, a prática de crime. Pena: detenção, de três a seis meses, ou multa.


Dilma foi eleita. E para a desgraça de quem nasceu na Região NE, a culpa é toda nossa.

Sim, nós somos os responsáveis não só pela eleição de Dilma Rousseff, como somos responsáveis por todos os males que existem no país.

Os Nordestinos, esse povo remelento, faminto, mal-educado, aidético e ignorante, são responsáveis pelo Brasil ser o país horrível que é.

Afinal, foram os nordestinos que elegeram Tiririca como o Deputado Federal mais votado de SP.

Também fomos nós nordestinos os responsáveis por colocar Clodovil e Paulo Maluf (de novo) na Câmara dos Deputados.

Foram nordestinos os culpados pela morte do João Hélio, foi um nordestino quem arremessou a menina Isabela pela janela de um edifício, nordestinos comandam o tráfico no rio e o PCC em São Paulo.

Os buracos nas estradas? São tapados de dia pelo governo e abertos à noite pelos nordestinos. Os baixos níveis educacionais nas classes pobres do sul/sudeste é culpa dos nordestinos.

Adolescentes e jovens de classe média alta se drogando, fumando, bebendo e pegando AIDS são culpa dos nordestinos também. Aliás, acho que os nordestinos criaram a AIDS.

Vamos separar o NE do resto do Brasil. Isso vai resolver todos os problemas. Chega dessa gente fedorenta e apodrecida perto de mim. Afinal de contas, quem são os verdadeiros brasileiros senão descendentes de nórdicos de olhos claros e nobres de pele clara e sangue azul?[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

É amigos, eu só lamento se você tem orgulho de ter nascido num determinado pedaço de chão separado por uma linha imaginária. Não sei se vocês sabem, mas a fronteira não existe de verdade.

Não há uma linha pontilhada dizendo “aqui é o NE” demarcando o chiqueiro do país. A separação, a linha pontilhada está na sua cabeça.

Orgulho de ser nordestino? Eu não tenho. Eu não escolhi nascer aqui. Que opção eu tive? Por que me orgulhar de ser estatística em uma convenção geográfica? Mas menos orgulho ainda eu tenho é de ser brasileiro.

Se já é chato ser rotulado de nordestino, aidético, morto de fome, mal-educado, ignorante, sujo e o escambau, mil vezes pior é ser chamado de brasileiro, pois isso me faz ser mesquinho, mentiroso, racista, preconceituoso, mal-agradecido, criminoso e outros adjetivos menos louváveis ainda.

Olhando assim, separar o NE nem parece ser tão má idéia.

do blog Cadê o meu Dorflex?

Médicos confirmam morte cerebral de Clodovil

medicos-confirmam-morte-cerebral-de-clodovil

O deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) teve morte cerebral confirmada pelo diretor do Hospital Santa Lúcia, Cícero Henrique Dantas Neto. Segundo o hospital, o coração, o fígado, as córneas e os rins do parlamentar serão doados.

Vítima de acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico, Clodovil estava internado desde a segunda-feira (16).

Clodovil foi um dos mais renomados estilistas brasileiros e era apresentador de programas de televisão, onde se notabilizou pelo comportamento polêmico.

Nasceu no interior de São Paulo e foi adotado por um casal de imigrantes espanhóis, Domingo Hernández e Isabel Sánchez. Ele nunca conheceu seus verdadeiros pais. Nos anos 1960 ganhou fama como estilista de alta costura, mantendo uma ” rivalidade ” com o também famoso estilista Dener.

Clodovil formou-se professor mas nunca exerceu a profissão. Ainda jovem começou a trabalhar em televisão, veículo em que permaneceu por mais de 45 anos. Ele passou por quase todas as emissoras de TV do país.

No início dos anos 1980, participou na Rede Globo do programa feminino TV Mulher, considerado revolucionário na época, ao lado da ex-prefeita de São Paulo e sexóloga Marta Suplicy, do cartunista Henfil e da apresentadora Marília Gabriela.

Em 2004, Clodovil foi acusado de racismo por ter chamado de ” macaca de tailleur metida a besta ” a vereadora Claudete Alves, durante o programa A Casa é Sua. Clodovil também enfrentou uma acusação de antissemitismo, depois de declarar em uma entrevista à Rádio Tupi, em 27 de outubro de 2006, que os judeus teriam manipulado o holocausto e forjado o atentado de 11 de setembro contra o World Trade Center.

Sua carreira política começou em 2006 quando se elegeu deputado federal pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC). Ele foi o terceiro parlamentar mais votado em São Paulo. Em setembro de 2007 trocou de partido e filiou-se ao Partido da República (PR).

Em 2007 se envolveu em nova polêmica no Congresso, após discutir com a deputada Cida Diogo, do PT do Rio de Janeiro. A discussão se iniciou por conta das declarações de Clodovil de que ” as mulheres ficaram muito ordinárias, ficaram vulgares, cheias de silicone ” e ainda que ” as mulheres trabalham deitadas e descansam em pé ” . Ao ser questionado pela deputada quanto à declaração, respondeu: ” Digamos que uma moça bonita se ofendesse porque ela pode se prostituir. Não é o seu caso. A senhora é uma mulher feia. ”

Em sua atuação na Câmara, Clodovil apresentou, entre outros projetos, uma proposta de mudança na Constituição Federal para reduzir o número de deputados de 513 para 250, além de uma proposta que visa restringir a exibição de imagens violentas na TV nos horários das refeições.

O deputado também pretendia instituir o dia 8 de maio como o ” Dia Nacional do Turismo ” e conferir a Alberto Santos Dumont o título de ” Pai do Turismo Brasileiro ” . Outro projeto tinha o intuito de garantir ao dublador de obra audiovisual a menção de seu nome ou sinal nos créditos da obra e o direito de participar dos resultados de exibição.

do OGlobo

Clodovil sofre queda e é internado em estado grave

Deputado Federal Clodovil que foi absolvido pelo TSE na quinta-feira(12) teve na madrugada de hoje(16) um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

O deputado federal Clodovil Hernandes, do Partido da República (PR), foi internado na madrugada desta segunda-feira (16), na UTI de um hospital particular de Brasília (DF). De acordo com informações de sua assessoria de imprensa, ele teria caído da cama e batido com a cabeça no chão, mas as últimas informações confirmam que antes da queda, Clodovil teve um AVC.

Clodovil teve hemorragia no lado esquerdo do cérebro e, em princípio, os médicos avaliaram que não se trata de caso para cirurgia e fazem a retirada de coágulos por meio de um catéter. O estado de saúde dele é considerado grave e ele está sedado e com pressão alta.

do G1

Clodovil é absolvido no TSE

deputado-federal-clodovil-e-absorvido-no-tse

Clô, para os íntimos, é absolvido da acusação de infidelidade partidária.

O deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) disse nesta quinta-feira (12), após ser absolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da acusação de infidelidade partidária, que fez sua campanha para as eleições de 2006 “com o coração”.

“Não gastei nada na minha campanha. Essas campanhas milionárias são sempre suspeitas. Eu fiz com o meu coração, mas antes disso trabalhei 40 anos”, afirmou em tom de desabafo, após ter garantido seu mandato.

Apesar disso, Clodovil afirmou que sua absolvição não é motivo para felicidade. “Não posso ficar feliz. Não é uma situação que traga felicidade. Sou feliz quando ajudo os pobres, quando cuido do povo que me colocou aqui”, completou.

O deputado foi absolvido por sete votos a zero pela acusação de infidelidade após trocar o PTC, partido pelo qual foi eleito, pelo PR,  em setembro de 2007. Ele foi eleito com 493.951 votos.

Clodovil alegou que trocou de partido por ter sido perseguido e também porque houve total abandono e “conduta antiética” da legenda pela qual foi eleito, além de mudanças nos ideais do PTC. “Tenho certeza que 500 mil votos não podem pertencer ao partido, e sim à pessoa”, destacou o deputado durante entrevista.

do G1