Arnaldo Jabor acusado de racismo.

Freud já havia discorrido sobre atos falhos.

O pai da psicanálise em “Mal Estar na Civilização”, publicado em 1930, discorre sobre os conceitos de culturas neuróticas, mais os conceitos de projeção, sublimação, regressão e Transferência.

Já o Padre Antonio vieira foi mais, digamos, poético, no Sermão de São Francisco Xavier Dormindo:
“Os sonhos são uma pintura muda, em que a imaginação a portas fechadas, e às escuras, retrata a vida e a alma de cada um, com as cores das suas ações, dos seus propósitos e dos seus desejos.”

O Editor


O comentarista da Rádio CBN, Arnaldo Jabor, foi acusado nesta sexta (28) pela ministra Maria do Rosário (Secretaria de Direitos Humanos) e pela deputada Manuela D’Ávila de cometer o crime de racismo. Isso após um comentário sobre a saída de Orlando Silva do Ministério do Esporte.

“Finalmente, Orlando Silva cai do galho”, disse na abertura do programa do dia 27.

As duas publicaram críticas ao comentário no micriblog, twitter.

“Quero repudiar veementemente a declaração racista do Arnaldo Jabor sobre o ex-ministro Orlando Silva. Isso é inaceitável!”, escreveu Maria do Rosário.

“Para Jabor o problema de @OrlandoSilva_Jr era ser negro? ‘finalmente ele caiu do galho’.

Isso é crime”, ajudou Manuela D´Ávila.
coluna Cláudio Humberto


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]