Metade dos jovens brasileiros tem acesso a conteúdo impróprio na web

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Levantamento da ONG Safernet analisa internautas brasileiros.

63% dos pais não impõem regras para navegação dos filhos.

Do G1

Um estudo divulgado nesta quinta-feira (9) pela organização não-governamental Safernet indica que 53% das crianças e jovens com acesso à internet no Brasil já tiveram contato com conteúdos “agressivos e considerados impróprios para sua idade”. A ONG, que defende os direitos humanos na web, opera em parceria com o Ministério Público Federal em São Paulo a central de denúncias de crimes cibernéticos.

O levantamento baseado em entrevistas com 1.326 internautas brasileiros também indica que 64% dos jovens navegam pela internet principalmente em seus quartos, contrariando uma dica de segurança (as máquinas usadas por menores devem ficar sempre em áreas comuns, para que a navegação seja monitorada). Além disso, 87% dos jovens dizem que não possuem restrições para usar a web e 80% deles são usuários de sites de relacionamento, como o Orkut.

Em relação ao público adulto, indica o estudo, 74% dos pais temem que seus filhos entrem em contato com conteúdo inapropriado na internet. Cerca de 84% deles também têm medo que as crianças sejam vítimas de adultos mal-intencionados, mas 63% admitem não impor regras para a navegação dos filhos no universo virtual.

Os dados levantados na pesquisa serviram de subsídio para a elaboração de uma nova cartilha gratuita, a ser disponibilizada no site da ONG, que relaciona conteúdo de nível pedagógico com o uso da internet. Futuramente, a Safernet pretende divulgar outra pesquisa, essa voltada para educadores e também LAN houses.

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário