Mensalão do PSDB, Azeredo e o STF

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Punho erguido., Blog do MesquitaO não mensalão do Azeredo e essa “absolvição” conferida ontem pelo STF.

Absolvição? Sim, pois retornando para a 1ª instância, e com a sabida letargia com a qual o sistema judiciário brasileiro se move, o processo do mensaleiro do PSDB Eduardo Azeredo irá para as calendas, alcançando a almejada, e programada, com precisão cirúrgica, prescrição em breve – fez mais pelo PT do que todas as ações dos fanáticos militantes petistas ao longo dos anos.

A decisão do STF, posso estar enganado, claro, mas na minha avaliação a corte jogou um imensurável número de votos nas urnas do PT. Outubro nos dirá.

Como previsto.

O “ômi” é tucano. Por outro lado jogaram um caminhão de votos no colo do PT. Agora os mensaleiros irão trombetear o mantra que o julgamento do mensalão foi político.

Era tudo que Dirceu e cia. precisavam para robustecer o discurso segundo o qual, o julgamento do mensalão foi um julgamento de exceção e político.

Os punhos levantados passam a ter uma retórica maior que a metáfora do simbolismo neles contidos.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

E pensar que me ensinaram no Curso de Direito que o Brasil é um Estado Federativo…

Art. 1º – A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito.

É não. Segundo nova jurisprudência do STF Minas Gerais é outro país.
Fui enganado.

Trecho do solitário e coerente voto do ministro Joaquim Barbosa na sessão do STF que livrou a cara do corrupto mensaleiro do PSDB Eduardo Azeredo:

“Eu me mantenho fiel ao entendimento que sustentei nas ações 333 (Ronaldo Cunha Lima), e 396 (Natan Donadon), pois a renúncia do réu não pode ser motivo para esquivar ou retratar a ação penal. No caso em análise, a renúncia do réu poucos dias depois da ação teve como finalidade evitar o julgamento.”
Essa corrupção padrão Azeredo e mensalão do PT somente poderá ser minorada quando esse tipo de canalhice criminosa passar a ser tipificado como crime hediondo e imprescritível, com pena mínima para corruptos (corrupção passiva) e corruptores (corrupção ativa) de 10 anos.”

Ele, Joaquim Barbosa foi o único que votou pela manutenção do processo no STF. No entanto, lá no início do processo, não deveria, como não o fez no caso do mensalão do PT, ter desdobrado o processo. Assim todos os indiciados, com ou sem foro privilegiado, como os que haviam no processo do PT, fariam parte do mesmo processo, e aí ficaria mais difícil livrar a cara do Azeredo.

Como esperado o funcionário do PSDB no panfleto semanal, escreveu no site que o STF votou de forma correta no caso do mensalão do PSDB do Azeredo.
Não esquecer que o operador do mensalão do Azeredo foi o mesmo Marcos Valério da roubalheira do PT. As capas dos panfletos semanais nos revelará o tom de marrom desse tipo de imprensa.

Ps1. Novo verbete no dicionário das benesses Tapuias:
Azeredices. Derivado de Azeredo.
1. s.m – Prêmio jurisdicional para quem fizer mensalão e renunciar ao mandato antes de ser julgado em foro privilegiado. É preciso que o “inocente” pertença ao PSDB.

Ps2. Papuda em festa. Escutam-se repetidos estouros de rolhas de garrafas de Champanhe.

Ps3. Acabo de extirpar da minha biblioteca os livros de autoria de Luiz Roberto Barroso. Doei-os a um catador de lixo que chafurdava na lixeira aqui na esquina.
Não quero que no futuro meus netos tenham vergonha do que o avô leu.

José Mesquita

José Mesquita

Nasceu em Fortaleza,Ce. Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em Administração, Ciências da Computação e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. É consultor em Direito Digital. Participou de mais de 250 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Design Gráfico, já criou mais de 35 marcas, logotipos, logomarcas, e de livrosa de arte para empresas no Brasil e Exterior Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. Foi diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo da Ecola de Aviação Civil do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association - NAPP, Usa. É membro da Academia Fortalezense de Letras e Membro Honorário da Academia Cearense de Letras. Autor de três livros de poesias - e outros quatro ainda inéditos; uma peça de teatro; contos e artigos diversos para jornais; apresentações e prefácios de publicações institucionais; catálogos e textos publicitários. Ministra cursos gratuítos de Arte e de Computação Básica para crianças e adolescentes em centros comunitários de comunidades carentes na periferia das cidades.

Gostou? Deixe um comentário