José Albano – Versos na tarde – 04/06/2015

Esparsa
José Albano ¹

Há no meu peito uma porta
A bater continuamente;
Dentro a esperança jaz morta
E o coração jaz doente
Em toda parte onde eu ando,
ouço este ruído infindo:
São as tristezas entrando
E as alegrias saindo

¹ José Albano
* Fortaleza, CE. – 12 de Abril de 1882 d.C
+ Montauban, França – 11 de julho de 1923 d.C


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Deixe uma resposta