• mqt_for@hotmail.com
  • Brasil

Internet: prefixo .xxx para sites de sexo explícito

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Internautas em busca de conteúdo ‘adulto’ poderão acessar em breve sites pornográficos.

Sufixo .xxx para sites pornográficos deve ser aprovado nesta sexta-feira

‘Sex’ é o termo mais buscado no mundo, com 25% de todas as buscas na web.

Há cerca de 370 milhões de sites ‘adultos’; uso de .xxx pode superar o de .com.

A companhia que supervisiona a concessão de endereços de internet, Icann, deve aprovar formalmente nesta sexta-feira (25) a criação do sufixo .xxx para sites com conteúdo pornográfico, afirmaram representantes da empresa nesta quinta-feira (24).[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

A Icann, que é controlada pelo governo dos Estados Unidos, vinha resistindo à criação do sufixo.

Por várias vezes nos últimos anos, a empresa rejeitou um pedido da norte-americana ICM Registry de autorização para distribuir endereços de sites com sufixo .xxx.

Mas membros do conselho da Icann vinham argumentando que, para manter a neutralidade na concessão dos nomes de domínio, deveria ser criado o .xxx, permitindo que sites com conteúdo sexualmente explícito utilizassem o sufixo de maneira voluntária.

“Caso os resultados de nossa análise sejam positivos, então iremos negociar contratos com a ICM (para o sufixo .xxx)”, disse o conselheiro-geral da Icann, John Jeffrey, a representantes do órgão em reunião em Bruxelas nesta quinta-feira (24).

Mais de US$ 3 mil são gastos com pornografia na internet a cada segundo.

A pornografia on-line é uma indústria gigante.

Segundo dados do grupo de estudos Internet Pornography Statistics, mais de US$ 3 mil são gastos com pornografia na internet a cada segundo, e a palavra “sex” (sexo, em inglês) é o termo mais buscado no mundo, representando 25% de todas as buscas na web.

Estima-se que existam cerca de 370 milhões de endereços pornográficos na internet, o que significa que .xxx pode se tornar o sufixo mais usado do mundo, talvez até superando o .com.

Alguns membros da indústria pornográfica, no entanto, são contrários à utilização do .xxx, afirmando que o sufixo facilita a censura e pode prejudicar os negócios.

A direita religiosa norte-americana também é contra a criação do sufixo por razões morais.

G1

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário