Hannah Arendt – Poesia


Poema
Hannah ArendtArtes Plásticas,Lucien De Cassan,Blog do Mesquita

Não chore pela suave tristeza
Quando o olhar de quem não tem lar
Ainda o corteja envergonhado.
Sinta como a história mais pura
Ainda oculta tudo.

Sinta o movimento mais tenro
De gratidão e fidelidade.
E você saberá: sempre,
O amor renovado será dado.

Pintura de Lucien de Cassan


Você pode se interessar também sobre: Íbico – Versos na tarde – 10/07/2015


Postado na categoria: Literatura, Padrão -

Leia também:

Hélio Pellegrino - Frase do dia - 09/12/2014

"A inteligência voltada para o mal é pior do que a burrice." Hélio Pellegrino

December 9, 2014, 10:02 am
Carlos Pena Filho - Versos na tarde - 16/07/2013

Poema Carlos Pena Filho ¹ Senhora de muito espanto, vestindo coisas longínquas e alguns farrapos de sono, eu vim para te dizer que inutilmente contemplo na planície de teus olhos...

July 16, 2013, 9:19 pm
Fatos & Fotos - 17/10/2017

Você é linda como uma flor Vinícius de Moraes Como uma jovem rosa, a minha amada... Morena, linda, esgalga, penumbrosa Parece a flor colhida, ainda orvalhada Justo no instante de...

October 17, 2017, 9:00 pm
Barão de Itararé - Frase do dia - 01/12/2015

“O Brasil é feito por nós. Só falta agora desatar os nós”. Barão de Itararé

December 1, 2015, 10:00 am
Lya Luft - Frase do dia - 03/06/2013

"O contrário do amor não é o ódio, é a indiferença." Lya KLuft

June 3, 2013, 10:00 am
Luiz Gonzaga - Versos na tarde - 08/02/2016

Palavras ao vento Luiz Gonzaga¹ Ando por aí querendo te encontrar Em cada esquina paro em cada olhar Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar Que o...

February 8, 2016, 9:00 pm