• mqt_for@hotmail.com
  • Brasil

Expedição encontra plásticos no ponto mais profundo do Pacífico

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Produção de plástico no mundo;400 milhões de toneladas/ano

Conduzido pelo desejo de visitar os cantos mais profundos dos cinco oceanos, o investidor de capital privado e oficial aposentado da Marinha dos Estados Unidos, Victor Vescovo, alcançou o ponto mais extremo do Pacífico, a Fossa de Mariana. Mas a felicidade veio acompanhada de uma descoberta nada animadora: sacolas plásticas e embalagens de doces emporcalhavam a área, localizada no Pacífico.

A expedição aconteceu em primeiro de maio, mas foi divulgado somente nesta segunda-feira (13). Em sua jornada, Victor Lance Vescovo, de 53 anos, desceu mais de 11 mil metros em relação à superfície, passando quatro horas explorando o fundo do mar dentro do seu submarino particular, o Triton 36000, observando a vida marinha.

A equipe de Vescovo estima ter descoberto quatro novas espécies de camarões, além de uma espécie de Echiura, organismo invertebrado marinho, a sete mil metros e um peixe-caracol rosa, a oito mil metros. Algo ainda a ser confirmado pelos cientistas.

A notícia sobre haver lixo plástico na parte mais profunda do oceano Pacífico é mais um indício sobre um problemão ambiental típico dos nossos tempos. Atualmente, estima-se que dois a cinco por cento dos plásticos produzidos vão parar no mar, onde esse lixo é absorvido por animais marinhos até chegarem à cadeia alimentar.

Pesquisadores alertam para o rápido crescimento da produção de plástico no mundo. São 400 milhões de toneladas por ano.

A equipe de Vescovo coletou materiais orgânicos e inorgânicos e os enviaram para teste para determinar se existe a presença de microplásticos nas criaturas marinhas.

Five Deeps

A expedição na Fossa das Marianas faz parte da Expedição chamada Five Deeps (Os cinco Profundos, em tradução livre), em referência aos cinco oceanos do planeta (Pacífico, Atlântico, Ártico, Antártico ou Austral e Índico) de Victor Vescovo.

A expedição Five Deeps começou em dezembro e completou quatro das cinco missões. O primeiro mergulho recorde de Victor Vescovo o levou a 8.376m abaixo do nível do mar até o fundo da Fossa de Porto Rico, a parte mais profunda do Oceano Atlântico.

Na Fossa Sandwich do Sul, no Oceano Austral, chegou a 7.433 m ; e na Fossa de Java, no Oceano Índico a 7.192m.

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário