Fernando Pessoa – Versos na tarde – 05/07/2014

A água chia no púcaro que elevo à boca
Fernando Pessoa/Alberto Caeiro ¹

A água chia no púcaro que elevo à boca.
«É um som fresco» diz-me quem me dá a bebê-la.
Sorrio. O som é só um som de chiar.
Bebo a água sem ouvir nada com a minha garganta.

¹ Fernando Antonio Nogueira Pessoa
* Lisboa, Portugal – 13 de Junho de 1888 d.C
+ Lisboa, Portugal – 30 de Novembro de 1935 d.C

>> biografia de Fernando Pessoa


[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

Deixe uma resposta