Sua zona de conforto, questão de tempo e lugar, haverá de esgarçar seus sonhos.

No fim de noite desta terça-feira fiquem com Scott Hamilton – When You’re Smiling


CPI da Pandemia? Hahahaha. Tolinhos! Claro, mas só depois da pandemia. Uma “dama” apurou que Ministros do STF estão tendentes a modular a decisão do Ministro Barroso e afirmar que a CPI precisaria ser presencial. Não há nada na Constituição Federal que estabeleça isso. Seria a CPI da Pandemia Sem Pandemia. Desistir do Brasil está sendo quase uma obrigação.


Deixa eu entender; o senador Kajuru – aliado do Bolsonaro após mandar abrir CPI contra o Bolsonaro, mandou pro Kassio Nunes, – também aliado do Bolsonaro – ,um pedido para obrigar o Rodrigo Pacheco – outro aliado do Bolsonaro, –  a iniciar um processo de impeachment contra Alexandre do STF? Eles se merecem.


Enquanto preparo o chazinho das 16h – ou um “perfect cuppa” como dizem os locais – fiquem com Chet Baker e Paul Blay interpretando Everytime We Say Goodbye.


Caro(?) Luís Pondé, lockdown não é #fetiche nem da esquerda nem de ninguém. Na tua tara por ignorância, tu não entendes que salvar vidas é apenas a prioridade das pessoas sensatas desse país, a qual não pareces estar incluído?!


Além do Senador Kajuru – argh! -, o Cidadania é o partido do Fernando Cury, o assediador da Assembleia Legislativa de SP. Só político de alto nível.


No meio do dia desta terça-feira fiquem com Duke Pearson
Black Coffee


Marianela Nuñez – The Royal Ballet,UK
Em D.Quixote


Eduardo Cunha deixa as profundezas do inferno para avisar que, após o golpe contra Dilma, apoiaria o Bolsonaro. Zero surpresa.


Soberano!


Tutankamon II baba opinião sobre tudo. A imprensa o considera uma espécie de Francis Fukuyama com verniz “intelectual”. Só bodeja placitudes vaselinadas. No fundo, não passa de uma besta “gourmet”.
Na Folha de São Paulo: FHC defende STF e prega ‘personalização’ – que diabos será isso? – do centro para 2022″. É do carvalho!


Jackson Pollock,Circumcision (1946)



Na data de hoje, mas em 1901 nascia Jacques Lacan – Jacques-Marie Émile Lacan.
Depois dos estudos em Medicina, Lacan se orientou em direção à Psiquiatria e fez seu doutorado em 1932, com a tese Da Psicose Paranóica em suas Relações com a Personalidade. Depois de ser analisado por Rudolph Loewenstein, ele passou a integrar a Sociedade Psicanalítica de Paris (SPP) em 1934, e nesta é eleito membro titular em 1938. É depois da Segunda Guerra Mundial que seu ensino toma importância. Teve contato com a psicanálise através do surrealismo e a partir de 1951, opondo-se aos pós-freudianos que promoveram a Psicologia do Ego, propõe um retorno a Freud. Morreu em 9 de setembro de 1981 em Parais,França.


Walter Gasch s/t s/d


Ala do STF tenta adiar a CPI da Covid para depois da pandemia. Ou seja, o governo de Jair Bolsonaro , maior responsável pelo descontrole da pandemia, só será investigado quando a pandemia estiver sobre controle. É jogar gasolina no incêndio.


6 milhões numa mansão! E morreu o assunto?!


Foto do dia – Fotografia de Sabine Weiss
Foggy Morning,Lyon,1950Arte,FineArt,Fotografia,Sabine Weiss,Photography,Foggy Morning, Lyon, 1950,Blog do Mesquita PL


László Koday s/t s/d


Quatro filhos. Três são políticos e nunca trabalharam em empresas privadas. Um abriu uma empresa recentemente, mas já é suspeito de atuação junto ao gov federal e investigado por tráfico de influência e lavagem de dinheiro. O que têm em comum? São neoliberalóides e defendem o estado mínimo.
Ah!, todos têm Bolsonaro no sobrenome.



A classe dominante – sim, dominante. Recuso-me a chamar de elite, pois elite implica em seres portadores de inteligência e honra – mandou um capataz cuidar dos porcos e agora reclama que ele está malcheiroso. “Hodam”-se!


Esse senador K**uru é a forma de vida mais baixa do planeta. Uma barata recém-saída do esgoto é um monumento à dignidade perto dele.


Marie Bartolini s/t s/d


Estranho! Muito estranho, cantaria o Dalton.
A incrível história do telefonema gravado e divulgado pelo senador Kajuru a pedido do presidente Bolsonaro, que demonstrou sua indignação com a voz embargada pela falta de talento dramático.

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e designer gráfico e digital.

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me