CPI da Petrobras; governo tempera mais uma pizza e/ou um tiro no pé da oposição

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Tiro no pé Blog do MesquitaApesar das resistências dos “cunpaêros”, a minoria conseguiu finalmente instalar as CPIs da Petrobras no Congresso Nacional.

Agora, ficaremos os Tapuias, sabedores que tipos de maracutaias jorram dos cofres da estatal mastodôntica.
Além do óleo saberemos que a lama jorra, também, da petrossauro, em forma de patrocínios, concorrências, no mínimo estranhas, salários astronômicos e “otras cositas mas”.

Por que o forno já está preparado para a pizza?

Simples assim!
Vejam só que gracinha, os “meninos” aprontaram. É praxe em CPIs que a presidência da comissão e a relatoria sejam ocupadas, cada uma, por representantes da situação e da oposição.

Fazendo valor sua maioria parlamentar e o contumaz descaramento, o governo do PT e coligados colocaram cúmplices, desculpem correligionários, nos dois cargos.

Pasmem!
Uma CPI com o senador governista na presidência, e outro governista de relator, só pode ser gozação, né? E de quebra, quebra?

Essa trupe, pelas norma regimentais, terá 180 dias para apurar tudo. Nem Zé Bêdêu, o derradeiro abestado crédulo da Praça do Ferreira, em Fortaleza, acredita que algo aconteça.

O risco da oposição é ter dado um tiro no pé.

[ad name=”Retangulo – Anuncios – Esquerda”]Afinal muita gente da oposição já sujou a mão no óleo da Petrobras.

Caso comecem a pedir, como diria o imortal Odorico Paraguassu, os “patrasmente”, o bicho vai pegar.

Tem muita coisa nas profundas da empresa, além do pré-sal. Patrocínios para ONGs amigas no desgoverno de FHC, é somente uma das perfurações que podem ser feitas.

Veremos, quando for apresentado um requerimento pedindo a quebra de sigilo da ONG criada por Ruth Cardoso, o que acontecerá.

Ah, não esqueçamos que o genro de FHC foi presidente da estatal.

Quem deve ter “a d o r a d o” a criação da pizzaria é o o pessoal que está nos trilhos do Tremsalão Paulista.

Os emplumados possivelmente envolvidos com o “proprinoduto” da Alstom e da Siemens, os beneficiários de uma corrupção que faz a “grana” do mensalão do PT parecer trocado.

Ao fim e ao cabo servirão ao povaréu novamente pão e circo.

E pizza. Naturalmente.

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário