Cecília Meireles – Versos na tarde – 26/12/2017


Desenho
Cecília Meireles

Traça a reta e a curva,
a quebrada e a sinuosa
Tudo é preciso.
De tudo viverás.

Cuida com exatidão da perpendicular
e das paralelas perfeitas.
Com apurado rigor.
Sem esquadro, sem nível, sem fio de prumo,
traçarás perspectivas, projetarás estruturas.
Número, ritmo, distância, dimensão.
Tens os teus olhos, o teu pulso, a tua memória.

Construirás os labirintos impermanentes
que sucessivamente habitarás.

Todos os dias estarás refazendo o teu desenho.
Não te fatigues logo. Tens trabalho para toda a vida.
E nem para o teu sepulcro terás a medida certa.


Você leu?: Alexandre O’neill – Há palavras que nos beijam – Poesia


Somos sempre um pouco menos do que pensávamos.
Raramente, um pouco mais.

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: ,

Leia também:

Nardélio Fernandes Luz - Querer e não querer - Poesia
Nardélio Fernandes Luz - Querer e não querer - Poesia

Se já me quis um dia, não responda, Querer e não querer, poesia de Nardélio Fernandes Luz versos

November 4, 2019, 5:30 pm
Hannah Arendt - As coisas efêmeras são as mais necessárias
Hannah Arendt - As coisas efêmeras são as mais necessárias

Das coisas tangíveis, as menos duráveis são as necessárias

November 3, 2019, 6:00 pm
Michel de Montaigne - A virtude pura não existe
Michel de Montaigne - A virtude pura não existe

A virtude pura não existe Numa época tão doente como esta, quem se ufana de aplicar ao serviço da sociedade uma virtude genuína e pura, ou não sabe o que...

November 16, 2019, 7:00 pm
Walt Whitman - Só raízes e folhas - Poesia
Walt Whitman - Só raízes e folhas - Poesia

Brisas da terra e do amor que sopram das praias

October 26, 2019, 7:45 pm
Você tem quatro lobos dentro de si
Você tem quatro lobos dentro de si

A diferença entre o lobo e o homem: nenhuma

October 21, 2019, 6:37 pm
Eduardo Alves da Costa - Não te renda jamais - Poesia
Eduardo Alves da Costa - Não te renda jamais - Poesia

Procura acrescentar um côvado à tua altura.

November 6, 2019, 7:34 pm