Artes Plásticas – Pinturas

Abbott Fuller – Acalanto para Helena

Alexey Venetsianov-Russian 1780/1847

Robert Panitzsch “A sunlit room”,1936

William Holman Hunt – English 1827/1910

Alexander Savinov – Rússia1881/1942
“Lilac”,1920

Konstantín Flavitski “Princesa Tarakânova no Forte de Pedro e Paulo”,1864

Cope Charles West “The Thorn”,1866

Adolphe William Bouguereau “Faneuse”,1869

Otto Diderich Ottesen 1816/1892

Sébastien Stoskopff,1644

Vassíli Tropínin “A rendeira”,1823

Artes Plásticas – Peder Mørk Mønsted

Peder Mønsted era um pintor realista dinamarquês. Mais conhecido por suas paisagens detalhadas, seu trabalho geralmente apresenta cenas de florestas densas e da vida rural dinamarquesa renderizadas com um alto nível de precisão, criando uma visão romântica e poética da natureza.

Mønsted rapidamente se tornou conhecido por sua capacidade de descrever a grandiosidade e o aspecto monumental da paisagem, buscando detalhes e cores precisos. Seus estudos abrangentes de diferentes técnicas artísticas lhe permitiram misturar o naturalismo acadêmico com uma abordagem quase fotorrealista de assuntos familiares.

Nascido em 10 de dezembro de 1859 em Balle Mølle, na Dinamarca, Mønsted se matriculou na Academia de Copenhague, onde estudou com proeminentes pintores dinamarqueses de gênero, como Johann Julius Exner e Andreas Fritz, de 1875 a 1879.

Mønsted teve uma carreira longa e prolífica, viajando para lugares como o norte da África e o Oriente Médio, e exibia regularmente seu trabalho nos salões de Paris e Munique. Hoje, seu trabalho pode ser encontrado em instituições como o Museu Chi-Mei, em Taiwan, e o Museu Dahesh, em Nova York. O artista morreu em Fredensborg, Dinamarca, em 20 de junho de 1941.

Farmyard with Hollyhocks,1931

Literatura,Poesia,Cultura,Filosofia,Frases,Blog doMesquita 11

Miguel Torga – Poesia

Prospecção
Miguel Torga

Não são pepitas de oiro que procuro.
Oiro dentro de mim, terra singela!
Busco apenas aquela
Universal riqueza
Do homem que revolve a solidão:
O tesoiro sagrado
De nenhuma certeza,
Soterrado
Por mil certezas de aluvião.
Cavo,
Lavo,
Peneiro,
Mas só quero a fortuna
De me encontrar.
Poeta antes dos versos
E sede antes da fonte.
Puro como um deserto.
Inteiramente nu e descoberto.

Pintura de Kris Gebhardt

Artes Plásticas – Pinturas

Henri Eugene Augustin 1862/1939
Le Sidaner

Berthe Morisot “Woman and Child Seated in a Meadow”,1871

Abbott Handerson Thayer
Landscape at Fontainebleau,1876

Abbott Handerson Thayer
Landscape at Fontainebleau (1876)

CamiLLe Pissarro – View from my window Eragny,1886

Edvard Munch
At the General Store In Vrengen,1888

Esteban Murillo
Due donne alla finestra 1660

Felix Nussbaum (1904-44)

Gustave Leonard de Jonghe (1829-1893)

Gustave Courbet Still Life Fruit,1871

Franz Sedlacek 1891-1945
Industrial Landscape

John Singer Sargent (1856 – 1925)

John Singer Sargent (1856-1925)
Mid-Winter,1876

Paul Klee

Paul Klee

Odilon.Redon,Vase de fleurs,1885

Van Gogh,First Steps (after Millet), 1890

Claude Monet “Landscape at Giverny”, 1888