Após denúncias, STF retira mordomias aéreas do ar


STF e as mordomias aéreas do ar

:
Supremo atribuiu a retirada de informações sobre gastos com passagens aéreas do site a “inconsistências encontradas nos dados anteriormente divulgados” e informou que o fato é temporário; reportagem do Estadão na última semana revelou que o tribunal gastou R$ 2,2 milhões com viagens entre 2009 e 2012; no período, R$ 608 mil foram destinados a bilhetes de esposas de cinco ministros; jornal omitiu, porém, que, desse dinheiro, R$ 437 mil foram usados pela mulher de Gilmar Mendes; deputado Amauri Teixeira (PT-BA), que é auditor fiscal, pede apuração no TCU e devolução do dinheiro.

Uma semana depois de a imprensa destacar os exorbitantes gastos com passagens aéreas pelo Supremo Tribunal Federal – inclusive com viagens internacionais para as esposas, em período de férias – a corte retirou os dados de sua página na internet.
Mensagem publicada pelo tribunal diz que “as informações referentes aos gastos com passagens foram retiradas temporariamente deste portal devido a inconsistências encontradas nos dados anteriormente divulgados. As informações serão novamente disponibilizadas, assim que revisadas”.
[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo publicada no dia 20 de maio revela, com base nos dados que estavam publicados no site do STF, conforme determina a Lei de Acesso à Informação, que em quatro anos (de 2009 a 2012), o total de recursos públicos gasto em passagens pelos ministros e suas esposas foi de R$ 2,2 milhões, sendo que R$ 1,5 milhão foi usado em viagens internacionais. No período, foram destinados R$ 608 mil para as mulheres de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski – ainda na corte -, Carlos Ayres Britto, Cezar Peluso e Eros Grau – já aposentados.
No total, foram feitas 39 viagens nesses quatro anos pelas cinco esposas, sendo 31 para fora do País. Os destinos incluem capitais famosas e turísticas na Europa, África, Ásia e América: Veneza (Itália), Paris (França), Lisboa (Paris), Moscou (Rússia), Washington (Estados Unidos), Cairo (Egito), Cidade do Cabo (África do Sul), Nova Délhi (Índia) e Pequim (China). Um detalhe muito importante e não divulgado pelo Estadão, porém, foi que desses R$ 608 mil, boa parte (R$ 437 mil) custeou as viagens de Guiomar Feitosa de Albuquerque Ferreira Mendes, a esposa do ministro Gilmar Mendes.
O dado, omitido pelo jornal, foi divulgado pela CartaCapital nesta segunda-feira 27, na reportagem Esposas a tiracolo. Como justificativa para as viagens, o Supremo apresentou uma norma interna de 2010, que permite que o tribunal pague passagens a dependentes de ministros, inclusive em viagens internacionais, sob a alegação de que a presença do parente seja “indispensável” no evento do qual participará o ministro do STF.
Atualmente, porém, um membro da corte não precisa dar justificativas quando leva a esposa em suas viagens.À CartaCapital, o deputado federal Amauri Teixeira (PT-BA), que é auditor fiscal, avalia que um ato interno não serve como justificativa e, por isso, pedirá ao Tribunal de Contas da União (TCU) que o caso seja investigado e que, dependendo do resultado, o dinheiro seja devolvido ao erário. “Imagine o STF diante de resoluções internas de tribunais menores ou das cinco mil câmaras de vereadores autorizando pagar passagens para esposas de agentes públicos. Não dá para aceitar um ato interno desse”, disse Teixeira.Outro lado

A assessoria de imprensa do STF entrou em contato com o 247 no fim desta tarde e informou que a retirada das informações sobre as passagens do site “não tem nada a ver” com a reportagem do Estadão e que as “inconsistências” se devem a viagens que estavam registradas, mas que não haviam sido feitas – por cancelamento ou desistência. Nesses casos, segundo o tribunal, o dinheiro foi devolvido.

O Supremo informou ainda que os dados foram retirados nesta segunda-feira e deverão ser publicados novamente de forma retroativa, mês a mês, começando ainda nesta semana. Os dados incorretos foram observados pelos próprios servidores e ministros que, de acordo com a assessoria, se depararam com registros de viagens que não realizaram. O STF não informou a quantidade nem de quem eram as viagens que não realizadas.
Fonte:Brasil247


Você pode se interessar também sobre: Marketing. Aprenda com um gigante: Igreja Universal


Postado na categoria: Brasil - Palavras chave: , , , , , , , , ,

Leia também:

Nova lei eleitoral é muito boa; Pra eles, não pra você
Nova lei eleitoral é muito boa; Pra eles, não pra você

O Senado concluiu a votação da chamada lei eleitoral. Os senadores votaram pisando em ovos. Dos eleitores. A lei se divide em três partes. Um pedaço é apenas ruim. Outro...

September 17, 2009, 10:29 am
Lula a Alckmin: Seria mais proveitoso explicar desvios no metrô e na merenda
Lula a Alckmin: Seria mais proveitoso explicar desvios no metrô e na merenda

Alckmin declarou que " Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção" O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu às críticas do governador de São Paulo (PSDB),...

January 31, 2016, 11:10 am
Sem humor não dá - Pro dia nascer melhor - 13/05/2016
Sem humor não dá - Pro dia nascer melhor - 13/05/2016

[ad#Retangulo - Anuncios - Duplo]

May 13, 2016, 10:10 am
Fatos & Fotos -28/08/2017
Fatos & Fotos -28/08/2017

"É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe." Epiteto ***** A meritíssima está togada de razão. Ministra Cármen Lúcia; "Nenhum brasileiro acredita mais nas instituições". *****...

August 28, 2017, 12:02 pm
USA x BRICS; uma pedra no meio do caminho da NWO.
USA x BRICS; uma pedra no meio do caminho da NWO.

Estávamos no caminho. Aí os rentistas se uniram aos USA. Em pouco tempo os BRICS se transformou em um novo centro de poder, preparando um comércio sem o papel pintado...

January 11, 2018, 9:49 am
Tom Jobim - Pro dia nascer melhor - 04/02/2012
Tom Jobim - Pro dia nascer melhor - 04/02/2012

Antonio Carlos Jobim e Pat Metheny - Insensatez - How Insensitive [ad#Retangulo - Anuncios - Duplo]

February 4, 2012, 10:00 am