1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Nietzsche – Poesia

Estas Almas Incertas Nietzsche Quero um mal de morte  A estas almas incertas.  Tortura-as a honra que vos fazem,  Pesam-lhes, dão-lhe vergonha os seus louvores.  Porque não vivo  Preso à sua trela,  Saúdam-me com um olhar agridoce.  Onde passa uma inveja sem esperança.  Ah! Porque não me amaldiçoam!  Porque não me viram francamente as costas!  […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Tasso de Oliveira – Poesia

Pássaro na treva Tasso da Silveira No fim de contas, um pássaro cantando na noite densa é coisa que a gente encontra muitas vezes, mesmo longe do vago mundo da lenda. Alma é dor, mas também êxtase. E quando menos se espera da areia surge uma fonte, nasce uma rosa na sombra, canta um pássaro […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Carlos Costa – Poesia

Todas as mulheres do mundo. Carlos Costa Penso-as como dunas quando aquela areia fina paira sobre elas e assenta delicada como véu em seu dorso nu. É tarde, quase amanhã novamente deixo seu perfume tomar conta dos meus sentidos e vejo-a e sei que é quase um sonho mas é um sonho feliz e reside […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Carlos Drummond de Andrade – Poesia

Para o sexo a expirar Carlos Drummond de Andrade Para o sexo a expirar, eu me volto, expirante. Raiz de minha vida, em ti me enredo e afundo. Amor, amor, amor – o braseiro radiante que me dá, pelo orgasmo, a explicação do mundo. Pobre carne senil, vibrando insatisfeita, a minha se rebela ante a […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Shakespeare – Sonetos – Poesia

Soneto XVIII Shakespeare ¹ Se te comparo a um dia de verão És por certo mais belo e mais ameno O vento espalha as folhas pelo chão E o tempo do verão é bem pequeno Às vezes brilha o Sol em demasia Outras vezes obscurece com frieza; O que é belo declina num só dia, […]

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Versos na tarde – Sogyal Rinpoche

Amor romântico e amor genuíno Sogyal Rinpoche 1. Ando pela rua. Há um buraco fundo na calçada. Eu caio… Estou perdido… Sem esperança. Não é culpa minha. Leva uma eternidade para encontrar a saída. 2. Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada. Mas finjo não vê-lo. Caio nele de novo. Não posso […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Versos na tarde

Poema CLXXX Eu te vejo Mesmo se você não estiver lá. E eu te escuto Mesmo sem ouvir. Dentro do espanto de um olhar, Enquanto procura a cor certa, na caixa de desejos E tingir com emoção suave O nascer do novo dia. Um passo longe de você. E a vida fica bonita. Tweet

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Versos na tarde

Poema CLXXX Eu te vejo Mesmo se você não estiver lá. E eu te escuto Mesmo sem ouvir. Dentro do espanto de um olhar, Enquanto procura a cor certa, na caixa de desejos E tingir com emoção suave O nascer do novo dia. Um passo longe de você. E a vida fica bonita. Tweet

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Tempo Gastão Cruz Qualquer tempo é um tempo duvidoso assim o meu cercado de cidades plataformas instáveis praticáveis cobertos de infinita gente náufraga que se inclina nas águas como um palco Paro na convergência dos estrados chove já sobre a raça ameaçada Incertas multidões em volta passam contemporâneas falam interpretam a duvidosa língua das imagens […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Marta Pais de Oliveira – Versos na tarde

Erguer Marta Pais de Oliveira Como erguer terremotos e inundações. Pó, guindastes, ferro  e alguém que diz: mais devagar, por favor.  Como erguer da barafunda atenção para abrir de noite a janela  sabendo que epopeias e libélulas têm a mesma grandeza.  Quando nascemos começamos logo a morrer,  depois há o abismo da imaginação.  Como aprender […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Ana Hatherly – Versos na tarde

Esta Gente / Essa Gente. Ana Hatherly O que é preciso é gente gente com dente gente que tenha dente que mostre o dente   Gente que não seja decente nem docente nem docemente nem delicodocementeGente com mente com sã mente que sinta que não mente que sinta o dente são e a mente Gente que […]

,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Marta Pais de Oliveira

Necessidades Marta Pais de Oliveira É necessário algum caos como  gavetas abertas, um garfo entre as colheres  despentear o mundo com toda a certeza  também beijar os olhos logo ao nascer  falo de todos aqueles que for possível, sim  esquecer o que esperar se tudo são  lírios e delírios  e o que há mais?  É […]

,