Wislawa Szymborska – Poesia


O fim e o início
Wislawa SzymborskaArte,Pintura,Blog do Mesquita

Depois de toda guerra
alguém tem que fazer a faxina.
As coisas não vão
se ajeitar sozinhas.
Alguém tem que tirar
o entulho das ruas
para que as carroças possam passar
com os corpos.
Alguém tem que abrir caminho
pelo lamaçal e as cinzas,
as molas dos sofás,
os cacos de vidro,
os trapos ensanguentados.
Alguém tem que arrastar o poste
para levantar a parede,
alguém tem que envidraçar a janela,
pôr as portas no lugar.
Não é fotogênico
e leva anos.
Todas as câmeras já foram
para outra guerra.
Precisamos das pontes
e das estações de trem de volta.
Mangas de camisas ficarão gastas
de tanto serem arregaçadas.
Alguém de vassoura na mão
ainda lembra como foi.
Alguém escuta e concorda
assentindo com a cabeça ilesa.
Mas haverá outros por perto
que acharão tudo isso
um pouco chato.
De vez em quando alguém ainda
tem que desenterrar evidências enferrujadas
debaixo de um arbusto
e arrastá-las até o lixo.
Aqueles que sabiam
o que foi tudo isso,
têm que ceder lugar àqueles
que sabem pouco.
E menos que pouco.
E finalmente aos que não sabem nada.
Alguém tem que deitar ali
na grama que cobriu
as causas e conseqüências,
com um matinho entre os dentes
e o olhar perdido nas nuvens.

Tradução de Regina Przybycien


Você pode se interessar também sobre: Jorge Luis Borges – Reflexões na tarde – 06/10/2013


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: ,

Leia também:

Álvares de Azevedo - Versos na tarde

Poema Álvares de Azevedo ¹ Amemos! Quero de amor Viver no teu coração! Sofrer e amar essa dor Que desmaia de paixão! Na tu'alma, em teus encantos E na tua...

September 20, 2009, 9:00 pm
Walt Whitman - Versos na tarde - 18/11/2012

Poema Walt Whitman ¹ Sei que sou sólido e são, para mim num permanente fluir convergem os objetos do universo; todos estão escritos para mim e eu tenho de saber...

November 18, 2012, 9:00 pm
Teresa de Calcutá - Frase do dia - 21/12/217

“Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor...

December 21, 2017, 9:45 am

"As leis são como as teias de aranha; os pequenos insetos prendem-se nelas, e os grandes rasgam-nas sem custo." Anarcasis/600 a.C.

March 19, 2010, 10:02 am
Semônides de Amorgos -Versos na tarde

Fragmento 1 Semônides de Amorgos ¹ O que mais belo disse o homem de Quios, "Os homens passam como as folhas passam", muito poucos mortais, de quantos o ouvem, o...

February 17, 2011, 9:00 pm
Caetano Veloso - Versos na tarde - 22/12/2014

Dor de Cotovelo Caetano Veloso O ciúme dói nos cotovelos, na raiz dos cabelos, gela a sola dos pés. Faz os músculos ficarem moles, e o estômago vão e sem...

December 22, 2014, 9:00 pm