Thiago de Melo – Poesia – Literatura


Como um rio
Thiago de MeloRio,Fotografia,Blog do Mesquita,Flickr

Ser capaz, como um rio
que leva sozinho
a canoa que se cansa,
de servir de caminho
para a esperança.

E de levar do límpido
a mágoa da mancha,
como o rio que leva
e lava.

Crescer para entregar
na distância calada
um poder de canção,
como o rio decifra
o segredo do chão.

Se tempo é de descer,
reter o dom da força
sem deixar de seguir.
E até mesmo sumir
para, subterrâneo,
aprender a voltar
e cumprir, no seu curso,
o ofício de amar.


Você leu?: Eugenio de Andrade – Em louvor ao fogo – Poesia


Como um rio, aceitar
essas subitas ondas
feitas de águas impuras
que afloram a escondida
verdade das funduras.

Como um rio, que nasce
de outros, sabe seguir
junto com outros sendo
e noutros se prolongando
e construir o encontro
com as águas grandes
do oceano sem fim.

Mudar em movimento,
mas sem deixar de ser
o mesmo ser que muda.
Como um rio.

Foto Flickr

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Carlos Drummond de Andrade - A máquina do mundo
Carlos Drummond de Andrade - A máquina do mundo

E como eu palmilhasse vagamente

August 27, 2019, 6:40 pm
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia

Como se te perdesse, assim te quero

September 9, 2019, 7:56 pm
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia

Só faz exibir seus encantos, nunca vai ser tua presa

August 30, 2019, 6:00 pm
Poesia - Eu te amo
Poesia - Eu te amo

...desta palavra eu sei todo o peso.

September 16, 2019, 6:30 pm
O Deus de Ezpinoza - O que é a filosofia
O Deus de Ezpinoza - O que é a filosofia

Já em seu Tratado Teológico Político, anterior à Ética

September 9, 2019, 11:55 am
Brecht - Louvor de Aprender - Poesia
Brecht - Louvor de Aprender - Poesia

Não te acanhes de perguntar, companheiro!

August 29, 2019, 7:00 pm