Thiago de Mello – Poesia


É preciso fazer alguma coisa
Thiago de MelloThiago de Mello,Poesia,Literatura

Dentro do riso torto que disfarça
a amargura da tua indiferença,
na mágica eletrônica dourada,
no milagre que acende os altos-fornos,
no desamor das mãos, das tuas mãos,
no engano diário, pão de cada noite,
o homem agora está, o homem autômato,
servo soturno do seu próprio mundo,
como um menino cego, só e ferido,
dentro da multidão.
Ainda é tempo.
Sei por que canto: se raspas o fundo
do poço antigo da tua esperança,
acharás restos de água que apodrece.
É preciso fazer alguma coisa,
livrá-lo dessa situação voraz
da engrenagem organizada e fria
que nos devora a todos a ternura,
a alegria de dar e receber,
o gosto de ser gente e de viver.

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Tocqueville - Frase do dia - 29/04/2015

"Em política, a comunhão de ódios é quase sempre a base das amizades." Tocqueville

April 29, 2015, 10:58 am
Bertrand Russell - Frase do dia - 18/07/2012

"Se a raça humana sobreviveu, foi graças à ineficiência." Bertrand Russell

July 18, 2012, 10:02 am
Pablo Neruda - Versos na tarde - 28/02/2015

Poema Pablo Neruda ¹ Plena mulher, maçã carnal, lua quente, espesso aroma de algas, lodo e luz pisados, que obscura claridade se abre entre tuas colunas? que antiga noite o...

February 28, 2015, 9:00 pm
Vera Pavlova - Versos na tarde - 22/12/2016

Felicidade Vera Pavlova ¹ Denso como o mel, cada momento, Raiando como o âmbar. Há muito perdi a noção do tempo E exilei o calendário. Odeio a contagem do que...

September 22, 2010, 9:00 pm

"Não há lugar para a sabedoria onde não há paciência." Santo Agostinho de Hipona

April 19, 2010, 10:02 am
O “tango alegre” e inédito de Borges vira livro

Depois de 14 anos de idas e vindas, finalmente se publicam as conferências feitas pelo escritor em Buenos Aires em 1965 sobre as origens do célebre ritmo argentino. Jorge Luis...

August 30, 2016, 2:00 pm