Thiago de Mello – A fruta aberta – Poesia

Aprendi contigo, amada. Aprendi com a tua beleza


A fruta aberta
Thiago de MeloPicasso,Retrato de François,Pintura,Blog do Mesquita

Agora sei quem sou.
Sou pouco, mas sei muito,
porque sei o poder imenso
que morava comigo,
mas adormecido como um peixe grande
no fundo escuro e silencioso do rio
e que hoje é como uma árvore
plantada bem alta no meio da minha vida.

Agora sei as coisas como são.
Sei porque a água escorre meiga
e porque acalanto é o seu ruído
na noite estrelada
que se deita no chão da nova casa.
Agora sei as coisas poderosas
que valem dentro de um homem.

Aprendi contigo, amada.
Aprendi com a tua beleza,
com a macia beleza de tuas mãos,
teus longos dedos de pétalas de prata,
a ternura oceânica do teu olhar,
verde de todas as cores
e sem nenhum horizonte;
com a tua pele fresca e enluarada,
a tua infância permanente,
tua sabedoria fabulária
brilhando distraída no teu rosto.

Grandes coisas simples aprendi contigo,
com o teu parentesco com os mitos mais terrestres,
com as espigas douradas no vento,
com as chuvas de verão
e com as linhas da minha mão.


Você leu?: Maria J. Carvalho – Saudades – Poesia


Contigo aprendi
que o amor reparte
mas sobretudo acrescenta,
e a cada instante mais aprendo
com o teu jeito de andar pela cidade
como se caminhasses de mãos dadas com o ar,
com o teu gosto de erva molhada,
com a luz dos teus dentes,
tuas delicadezas secretas,
a alegria do teu amor maravilhado,
e com a tua voz radiosa
que sai da tua boca
inesperada como um arco-íris
partindo ao meio e unindo os extremos da vida,
e mostrando a verdade
como uma fruta aberta.

Arte: Pablo Picasso – Portrait of Françoise,1946
Lápis sobre papel, 44×32,7cm

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: ,

Leia também:

Oito Afirmações Marxistas Que Podem Te Surpreender
Oito Afirmações Marxistas Que Podem Te Surpreender

Marx previu que o capitalismo criaria a globalização

October 13, 2019, 11:20 am
David Hume - Inveja e Proximidade
David Hume - Inveja e Proximidade

Não é a desproporção entre nós e os outros

October 20, 2019, 6:36 pm
Joaquim Pessoa - As tuas lágrimas
Joaquim Pessoa - As tuas lágrimas

As tuas lágrimas As tuas lágrimas respiram e florescem, o lugar onde te sentas é o rio que corre em sobressalto por dentro de uma árvore, seiva renovada que transporta...

October 6, 2019, 6:50 pm
Fernando Pessoa - Fresta - Poesia
Fernando Pessoa - Fresta - Poesia

Revivo, existo, conheço...

September 26, 2019, 6:52 pm
Abgar Renault - A vida tem uma faca na mão - Poesia
Abgar Renault - A vida tem uma faca na mão - Poesia

...vai sob as unhas, vai direto ao coração,

October 14, 2019, 7:15 pm
Artur Eduardo Benevides - Soneto de indagação
Artur Eduardo Benevides - Soneto de indagação

Será tarde, Senhora, será tarde?

September 27, 2019, 6:14 pm