Windows Phone 7 chega no final do mês


Aparelho da HTC com Windows Phone 7. (Foto: Divulgação)

Nove aparelhos com Windows Phone 7 chegam no final do mês

Celulares serão vendidos em alguns países da Europa, Ásia e nos EUA.

Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

A Microsoft apresentou nesta segunda-feira (11) nove aparelhos com o novo sistema operacional Windows Phone 7 que chegarão às lojas da Europa, Ásia e dos Estados Unidos para as vendas de Natal.

Segundo a assessoria de imprensa da companhia, ainda não há previsão de lançamento de celulares com o novo sistema no Brasil.

A partir de 21 de outubro, alguns países da Europa e da Ásia já começarão a vender os novos smartphones, e no início de novembro, os aparelhos com o sistema da Microsoft chegarão aos Estados Unidos.

Os celulares com o Windows Phone 7 foram apresentados por Steve Ballmer, presidente-executivo da Microsoft, em uma coletiva de imprensa em Nova York.

“A Microsoft e os seus parceiros estão apresentando uma experiência diferente de celulares”, disse Ballmer.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

Entre os parceiros que irão fabricar aparelhos com o sistema estão Dell, HTC, LG e Samsung.

Os novos celulares são integrados com programas da Microsoft, como Xbox LIVE, Microsoft Office Mobile, Zune, Windows Live e Bing.

“Hubs” e botões fixos

O Windows Phone 7 tenta repetir a experiência bem sucedida da Apple.

Os botões físicos dos aparelhos são padronizados: os fabricantes terão de disponibilizar a tecla “Windows”, que volta para a tela inicial, a tecla “voltar”, para retroceder uma tela na navegação, e o botão de busca, com ícone em formato de lupa.

O usuário que comprar o aparelho com o sistema só poderá baixar softwares aprovados pela Microsoft, disponibilizados no Windows Phone Market Place.

Steve Ballmer apresenta os nove aparelhos com Windows Phone 7. (Foto: Emmanuel Dunand/AFP)

Os ícones na tela –separados entre “trabalho” e “vida pessoal” – não abrem programas específicos, mas sim conteúdo organizado em “hubs”, ou portos centrais temáticos.

Desta forma, o ícone de fotos serve para entrar nas imagens tiradas pela câmera do celular, mas também nas disponibilizadas por seus contatos em redes sociais como o Facebook.

Alguns dos aparelhos lançados nesta segunda-feira. (Foto: Emmanuel Dunand/AFP)

É possível também criar “hubs” para acompanhar todo o conteúdo on-line de um contato específico.

Você pode, por exemplo, adicionar um ícone – que muda de acordo com cada atualização de conteúdo – para seguir tudo o que sua namorada te enviar por e-mail, torpedo ou mesmo publicar no Twitter, Facebook, Orkut, LinkedIn. Não importa a rede, mas sim a pessoa.

Uma vantagem em relação ao iPhone é a facilidade em criar atalhos para seleções específicas de música.

Na demonstração ao G1, Valdez criou, com poucos cliques, um “hub” para acessar toda sua coleção de discos do U2.

Depois, adicionou outro, para o disco “Death Magnetic”, do Metallica. O telefone transformou fotos da banda e a capa do disco em um ícone.

Do G1, em São Paulo