Tópicos do dia – 20/11/2011

08:07:24
Sarney faz e você paga a conta
Vício arraigado – Sarney: despesas pessoais à custa do Senado
Ciente de que sua imagem nos últimos anos despencou ladeira abaixo, José Sarney resolveu se mexer. Contratou em julho uma consultoria, a carioca Prole, para fazer um diagnóstico e sugerir como agir para seu filme ficar menos queimado.
Entre as ideias propostas estava a criação de um site para recontar sua trajetória política e literária. O conteúdo é 100% chapa-branca — mas ninguém esperaria outra coisa. A reciclagem de um passado tão movimentado só esbarrou num detalhe: como é de praxe, Sarney não coçou o bolso.
Os 24.000 reais pagos pela pesquisa foram pendurados na conta do Senado — repetindo o que ocorreu em 2009, quando uma empresa recebeu 8.600 reais para organizar o acervo pessoal de livros e documentos de Sarney.
Ao usar dinheiro público para fins particulares, fica mais difícil ainda para Sarney conseguir ficar bem na foto.
Lauro Jardim, Radar on line

08:15:14
ONG de deputado defensor de Lupi ganhou R$ 4 milhões do seu ministério
O ministro Carlos Lupi (Trabalho) fez um convênio de R$ 4,09 milhões com a ONG Fedecma (Federação de Desenvolvimento das Organizações do Terceiro Setor do Maranhão), registrada em nome da mãe do deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA), que era secretário da Juventude e dos Esportes do governador pedetista Jackson Lago, próximo de Lupi. O deputado é o principal defensor de Lupi, flagrado em várias mentiras. A informação é da Folha de S. Paulo. Segundo o cartório onde a ONG está registrada, a mãe do deputado continua responsável pela instituição e tem mandato de presidente até 2012. Segundo o portal da Transparência, do governo federal, dos R$ 4,09 milhões previstos, foram repassados R$ 3,179 milhões.

10:21:23
Dando nome aos bois
Governo que chama conchavo político de ‘governabilidade’ e corrupção de ‘malfeito’ autoriza ministro a chamar mentira de ‘lapso de memória’.
Regina Passarelli, leitora de O Globo

10:25:24
Copa: Manaus e Cuiabá têm estádios mais caros
Os estádios construídos ou reformados com dinheiro público, para a Copa de 2014, são os mais caros, considerando-se o custo por cadeira. O de Manaus, com 43 mil lugares numa obra de R$ 533 milhões, cada cadeira custará R$ 12 mil. A arena do Pantanal, em Cuiabá, cada lugar custará R$ 11,8 mil (43 mil lugares por R$ 518 milhões). Quando o estádio é privado, o valor cai 90%: em Porto Alegre, sairá a R$ 4,8 mil cada uma das 60 mil cadeiras; o estádio, R$ 290 milhões.
coluna Claudio Humberto

14:05:05
Sen@do.com
Pesquisa da empresa Miti Inteligência sobre atuação de 11 senadores nas redes sociais da internet revelou dados curiosos.
Veja só. Os 11 (são os indicados ao Prêmio Congresso em Foco) estão conectados a mais de 430 mil internautas, entre seguidores no Twitter, fãs e amigos no Facebook. De 9 de outubro a 7 de novembro, mais de 1 milhão de pessoas viram suas mensagens no Twitter. O senador mais atuante nas redes sociais é Cristovam Buarque. O pedetista de Brasília tem 248 mil seguidores no Twitter e 4.300 amigos e fãs no Facebook. Eduardo Suplicy é o segundo, com pouco mais de 47 mil seguidores no Twitter e cerca de 500 amigos no Facebook.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]