Waldick Soriano – Versos na tarde – 01/10/2013

Tortura de amor
Waldick Soriano¹

Hoje que a noite está calma
E que minh’alma esperava por ti
Apareceste afinal
Torturando este ser que te adora
Volta fica comigo
Só mais uma noite
Quero viver junto a ti
Volta meu amor
Fica comigo não me desprezes
A noite é nossa
E o meu amor pertence a ti

Hoje eu quero paz
Quero ternura em nossas vidas
Quero viver por toda vida
Pensando em ti

¹Waldick Soriano
Cantor e compositor

* Caetité, Bahia, Brasil – 13 de Maio de 1933 d.C
+ Rio de Janeiro, Brasil, – 4 de Setembro de 2008 d.C

>> Biografia de Waldick Soriano


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Waldick Soriano morre aos 75 anos

Morreu nesta madrugada, o porta voz da dor de cotovelo, Waldick Soriano. Um personagem que já está na história do Brasil, mesmo contra o nariz empoado dos pseudos intelectuais.

Para quem não lembra ou não tem nenhuma MP3 do
Waldick Soriano (quase impossível), abaixo, 3 letras de músicas, das mais conhecidas da lavra do bardo baiano, que em vida gravou mais de uma centena de discos, vários DVDs e foi tema de um documentário, recente, dirigido pela atriz Patricia Pilar.

Paixão De Um Homem

Amigo
Por favor leve essa carta
E entregue à aquela ingrata
E diga como eu estou
Com os olhos rasos d’água
E o coração cheio de mágoa
Estou morrendo de amor


Amigo
Eu queria estar presente
Para ver o que ela sente
Quando alguém fala em meu nome
Eu não sei se ela me ama
Eu só sei que ela maltrata

O coração de um pobre homem


Amigo
Se essa cartinha falasse
Pra dizer àquela ingrata
Como está meu coração
Vou ficar aqui chorando
Pois um homem
Quando chora
Tem no peito uma paixão


Ah! Vou ficar aqui chorando
Pois um homem quando chora
Tem no peito uma paixão

Torturas de Amor

Hoje que a noite está calma
E que minh’alma esperava por ti
Apareceste afinal
Torturando este ser que te adora
Volta fica comigo
Só mais uma noite
Quero viver junto a ti
Volta meu amor
Fica comigo não me desprezes
A noite é nossa
E o meu amor pertence a ti


Hoje eu quero paz
Quero ternura em nossas vidas
Quero viver por toda vida
Pensando em ti

Eu Não Sou Cachorro Não

Eu não sou cachorro não
Pra viver tão humilhado
Eu não sou cachorro não
Para ser tão desprezado


Tu não sabes compreender

Quem te ama
quem te adora
Tu só sabes maltratar-me
E é por isso que eu vou embora


A pior coisa do mundo
É amar sem ser amado
Quem despreza um grande amor
Não merece ser feliz
Nem tão pouco ser amado


Tu devias compreender
Que por ti, tenho paixão
Pelo nosso amor,
Pelo amor de Deus
Eu não sou cachorro não.

>> Biografia de Waldik Soriano

Do G1
Cláudia Loureiro

Morreu por volta das 5h30 desta quinta-feira (4) o cantor Waldick Soriano. A informação foi confirmada pela esposa dele, Walda Soriano, com quem ele vivia há 38 anos. “Fiquei sozinha. Fica um vazio muito grande. Ele era um ótimo pai e marido”, lamentou a esposa. Segundo ela, o cantor deixa oito filhos registrados.

Ainda não há informação sobre o horário e o local do enterro.

A família conta que o compositor estava internado desde o último domingo (31) no Instituto Nacional do Câncer, no Rio. Aos 75 anos, ele tratava de um câncer na próstata há mais de dois.

A filha do cantor, Valquíria Soriano, informou que o cantor descobriu que estava com a doença muito tarde, quando ela já tinha se espalhado.

Nascido em Caetité, no sertão da Bahia, Waldick tem mais de 40 anos de carreira e entre os seus sucessos, do gênero brega, estão “Eu não sou cachorro, não” e “Tortura de amor”. Antes de se tornar cantor, ele chegou a ser peão, motorista de caminhão e garimpeiro.

No ano passado, o cantor voltou aos holofotes e lançou CD e DVD embalado no documentário dirigido pela atriz Patrícia Pillar, “Waldick, Sempre no Meu Coração”, sobre sua vida.


Os Cafonas do AI 5
Continue lendo