Tópicos do dia – 23/03/2012

08:58:19
Thor já atropelou outro ciclista, diz colunista de jornal
O colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, afirmou na sua coluna que Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, já havia atropelado outro ciclista antes de matar Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, que pedalava na rodovia Washington Luís na noite de sábado, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo Gois, “no dia 27 de maio de 2011, a bordo do Audi placa EBX 0001, (Thor) atropelou um senhor de 86 anos, também numa bicicleta, na avenida Sernambetiba, na Barra (da Tijuca). Uma ambulância do Samu levou o idoso ao Hospital Lourenço Jorge, que depois foi transferido para o Copa D’Or.”
O colunista disse ainda que “Thor prestou socorro ao senhor e pagou todas as despesas médicas. Segundo um filho da vítima, que prefere não aparecer, a família não registrou queixa e não pediu indenização. O senhor, hoje recuperado, fraturou o acetábulo (parte da bacia onde a cebeça do fêmur se encaixa). Pôs duas placas e cinco parafusos, fez fisioterapia, hidroterapia e teve sessões com psicólogo para se livrar do trauma.” Na quarta-feira, o filho do presidente do grupo EBX com a ex-modelo Luma de Oliveira compareceu à 61ª Delegacia de Polícia, em Xerém, para depor sobre a morte de Wanderson Pereira dos Santos.

09:10:35
Eleições 2014: Dilma sinaliza que não se importa com reeleição
A atitude de Dilma é de quem não disputará a reeleição. Suas broncas que impressionam pela ferocidade, além de ministros, atingem aliados e “eleitores” importantes. Em recente visita ao Rio, ela embarcou com o governador e o prefeito num passeio que se tornaria desagradável, no teleférico de uma favela. Fechada a porta, ela se dirigiu a Sérgio Cabral tão asperamente que Eduardo Paes, sem saber o que fazer, colou o rosto na janela oposta, insinuando não testemunhar a cena degradante.
Coluna Claudio Humberto

10:14:56
Cuba, Usa e os mentecaptos
Assim eu “nunguento”!
A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), juro ainda exite esse partido, ontem na tribuna do senado, anunciou sua posição favorável a requerimento para que os USA suspendam bloqueio econômico a Cuba pode ser considerado um “atentado aos direitos humanos”.
Já a liberdade de imprensa, libertação de presos políticos, dirieto de ir e vir, eleições…a senadora, vejam só, disse que não se imiscuía, argh, nos assuntos internos de outro país! Há, há há.
E eu que imaginava ser somente o senador Suplicy o único mentecapto no parlamento da Taba dos Tupiniquins!

10:22:40
Assessores de Aécio Neves no Senado recebem jetom em estatais mineiras
Assessores do gabinete do senador Aécio Neves (PSDB-MG) estão engordando seus contracheques graças a cargos em estatais mineiras. Três servidores comissionados recebem, além do salário do Senado, remunerações por integrar conselhos de empresas do Estado, governado pelo tucano de 2003 a 2010 e agora sob o comando do aliado Antônio Anastasia (PSDB). Assim, turbinam os rendimentos em até 46%. Ninguém é obrigado a bater ponto no Senado e, nas estatais, são exigidos a ir a no máximo uma reunião por mês.
Fábio Fabrini/Estadão Online

15:04:59
Chico Anysio morre aos 80 anos
Comediante estava internado em hospital no Rio de Janeiro.
Ele começou no rádio, fez sucesso na TV e atuou em filmes.
“Não tenho medo de morrer. Tenho pena.”
Chico Anysio


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Bell do Canadá é processada por atrasar acesso à internet

Olhe essa!
Aqui, na aldeia dos Tupiniquins, se o que está “pegando” com o desserviço da empresa canadense fosse aplicado, ia faltar borduna pra dar cacetadas financeiras nos provedores de acesso. As nossas conexões, exceto as raríssimas exceções de praxe, são tão “lépidas” quanto uma explanação do Senador Suplicy.

Claudia Rondon, do Plantão INFO

A Bell Canada Inc., empresa canadense de telefonia, é processada por reduzir a velocidade de acesso à internet.
A empresa com sede em Montreal admitiu estar usando em horários de picos o pacote de inspeção (DPI – sigla em inglês), tecnologia utilizada para reduzir a velocidade da internet em aplicativos como o BitTorrentMontreal.

De acordo com a empresa acusada pela “Union de Consommateur” (união dos consumidores, em tradução livre), a medida foi necessária para minimizar o congestionamento na rede devido ao elevado número de usuários.