Copa do Mundo de 2014: Filipão outra vez?

Já escrevi aqui várias vezes que sou talvez um dos poucos brasileiros que não entende nada, ou quase nada de futebol. Mas sobre tramoias, a vida me ensinou um pouco.

Ouço em programa de rádio que o tal senhor Felipão – o aumentativo procede, mas isso é outra estória – será o novo técnico da selecinha.

E daí? Nada!

A Copa do Mundo de Futebol é somente ‘business’.

Acabou a seriedade nos 6 X 0 da Argentina sobre o Peru na copa de 1978 nos campos platinos.

O mais é pantomima para engabelar os Zés, Johns, Pierres, Abduls, Manés, Juans, Kimuras, Xings, e demais abestados.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Tópicos do dia – 16/02/2012

09:54:39
CBF: o meio de campo continua enlameado.
Teixeira recebeu dinheiro de empresa que superfaturou jogo da Seleção
A Polícia Civil do DF descobriu, em suas investigações, cheques de R$ 10 mil que foram entregues ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Os cheques foram emitidos por Vanessa Precht, uma das sócias da Ailanto, suspeita de ter superfaturado um amistoso da seleção brasileira na cidade do Gama (DF). Segundo a Folha, que divulgou sua informação, um contrato entre Vanessa e Teixeira, de março de 2009, estabelece um arrendamento da fazenda dele, em Piraí, a cerca de 80 km do Rio, para a sócia da Ailanto. Com a descoberta dos cheques, a polícia concluiu que há um vínculo entre Teixeira e a Ailanto, que organizou o amistoso contra Portugal, em 2008.

10:15:11
Ricardo Texeira na frigideira.
O notório deverá renunciar a qualquer momento e ir moreara em Miami. Deverá ssumir o provecto vice, José Maria Marin, 80 anos.
O senhor Marin tem um curriculum a altura:
Foi vice do Maluf, e assumiu na época que ele Maluf se candidatou a deputado federal e recebeu 815 mil votos.Foi zagueiro do São Paulo e presidente da Federação Paulista de Futebol. Recentemente foi flagrado pondo umas medalhas escondidas no bolso. Por outro lado se ele não assumir, assumirá o vice do Norte e Nordeste, o Fernando Sarney, filho do Senador José Sarney.

14:20:16
Tecnologia da informação a serviço da cidadania.
Documentos on line
A Biblioteca Nacional vai digitalizar 170 mil documentos de moradores do Rio (certidões de nascimento, casamento, óbito, divórcios, procurações, registros de imóveis…).
Em um mês, os cariocas já poderão consultá-los na internet.

14:28:48
Ministra das mulheres, aborto e falta de argumentos
Intolerância é um liame entre o preconceito e o Estado Totalitário.
Não concordar com as posições da nova Ministra das Mulheres – eu discordo frontalmente das posições abortistas dea referida senhora – não dá o direito de ofendê-la com adjetivos escatológicos. Quem assim age, carece de argumentos.
O debate democrático se faz com argumentos, elegância e educação. O mais é fascismo.

18:40:25
Lei da Ficha Limpa.
Maioria do STF reconhece a constitucionalidade da lei. Os ministros, que assim votaram, não reconheceram o princípio da irretroativadade da lei, um dos fundamentos que sustentam o edifício de segurança jurídica. Assim sendo, quado o cidadão pretender tomar alguma decisão sobre a legalidade de um ato a ser efetivado agora, ao invés de consultar um advogado, deverá consultar videntes e paranormais, pois somente tais advinhos poderão informar, ao desconstitucionalizado cidadão, que no futuro surgirá uma lei tipificando tal conduta como ilegal.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Tópicos do dia – 10/11/2011

11:05:21
Ele pensa que tem a força?
Declaração de Paulo Pereira da Silva, presidente de uma tal de força sindical:
“Não dá para aceitar que a imprensa fique derrubando ministro de 15 em 15 dias.”
Quem “não dá para aceitar” cara pálida?
Se for corrupto, ou agasalhar corrupção, eu aceito até que seja de hora em hora!

11:12:51
Urubú Rei.
Renata Lo Prete, Folha de S. Paulo:
“De Brasília, José Dirceu tem orientado os pedetistas que se mobilizam na defesa da permanência de Carlos Lupi no Ministério do Trabalho a resistir “contra a mídia”. De lá também saíram petardos contra petistas com assento no Planalto. E elogios ao vice, Michel Temer.”

11:25:08
Traficante Nem vale hum milhão para advogado.
Um dos policiais militares envolvidos na ação que resultou na prisão do traficante Antônio Bonfim Lopes, conhecido como Nem, diz que os homens que ajudavam na fuga do criminoso chegaram a oferecer R$ 1 milhão de suborno para que eles fossem liberados. Nem foi preso na madrugada de quinta-feira (10). Ele é apontado como o chefe do tráfico de drogas da Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

“Primeiro, eles ofereceram R$ 20 mil, depois, R$ 1 milhão para liberarmos eles”, contou o soldado Heitor, um dos agentes do Batalhão de Choque que abordou o veículo usado na tentativa de fuga do traficante. Nem foi encontrado no porta-malas do carro de luxo e preso com apoio da Polícia Federal.
–>> mais aqui

12:23:20
Segurem os bolsos!
Ouço agora na TV Senado entrevista com o, com licença da palavra, senador Romero Jucá:
“… precisamos avançar…” perora o senador.
Quando ouço sua ex-celência usar o verbo avançar coloco logo as mãos no bolso.

12:35:25
O ouro de Moscou e os revolucionários de Ipanema
Fidel Castro está entre os homens mais ricos do mundo, segundo a Revista Forbes.
De onde veio esse dinheiro?
Claro que do miserável povo cubano! E também do celébre “ouro de Moscou” que financiou essa porcaria de ditadura. Contudo du-vi-dê-ó-dó que o Chico Buarque e outros ‘revolucionários de Ipanema’ tenham destinado alguma renda de bilheteria de seus shows para a caixinha do genocida barbudo.

14:03:03
Milésimo jogo da seleção brasileira de futebol no Gabão???
Olha não entendo nada, ou quase nada de futebol, mas sei algumas coisas de ‘marketing’. A mais importante e famosa seleção de futebol, completando mil jogos, fosse de outro país, e o jogo seria transformado num evento mundial. Teriam que juntar dinheiro com auxílio de pá mecânica. Aqui os ‘çabios’ da CBF fazem um joguninho, com anônimos, nas profundas dum ‘paiseco’ dominado há 40 anos por uma família de ditadores. PUTZ!

14:15:42
Seleção Brasileira; Galvão Bueno faz escola e o FêBêApá ¹ faz falta.
Ouço o técnico da selecinha de futebol na TV:
“… o resultado do jogo depende do desempenho da seleção.”
Jura? ‘Nuncridito!’ É um gênio da obviedade.

¹ Aos mais novos que não sabem o que é o FêBêApá, façam uma busca no Google.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Abílio Diniz usa o Twitter para se desculpar com clientes

Cada vez mais fica patente o poder das redes sociais.
Blogs, Facebook, Twitter, entre outros, podem ser valiosas ferramentas de comunicação corporativa, bem como instrumento de marketing pessoal.
A abrangência capilar das redes sociais não pode ser desprezada.

O Editor


Abílio Diniz, presidente do conselho do Grupo Pão de Açúcar, pede desculpas via Twitter

O presidente do Grupo Pão de Açucar lamentou a publicação de anúncio que agradecia a participação do Brasil na Copa após eliminação.

O presidente do Grupo Pão de Açúcar, proprietário da rede de hipermercados Extra, Abílio Diniz, pediu desculpas via Twitter pelo anúncio publicado erroneamente, hoje, no jornal Folha de S.Paulo.

O anúncio agradecia a Seleção brasileira por sua participação na Copa após uma suposta eliminação. O Brasil venceu o Chile por 3 a 0, ontem, em jogo válido pelas oitavas de final.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

“Como Pres. do Conselho de Adm. do GPA peço desculpas, em meu nome e do Grupo, aos brasileiros e, principalmente, aos jogadores da seleção. Infelizmente, a Folha de SP cometeu um grave erro com o anúncio do Extra, o que é inadmissível”, disse ele.

“Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irá responsabilizar os culpados”, completou.

Segundo a assessoria de imprensa do Grupo Pão de Açúcar, a Folha de S.Paulo deve publicar uma nota explicando o erro.

Vinicius Aguiari/INFO Online

Copa do Mundo – Jogadores da seleção brasileira em todas as copas

Lista de clubes brasileiros que cederam jogadores para a seleção em todas as Copas:

01) Botafogo – 46
02) São Paulo – 42
03) Flamengo – 33
04) Vasco – 32
05) Fluminense – 30
06) Palmeiras e Santos – 24
08 ) Corinthians – 23
09) Cruzeiro – 11
10) Atlético-MG – 10
11) Internacional – 8
12) Grêmio – 7
13) Portuguesa – 6
14) Ponte Preta e São Cristóvão – 5
16) Bangu – 4
17) América – 3
18) Americano (RJ), Atlético-PR, Goytacaz (RJ), Guarani, Portuguesa Santista e Ypiranga (Niterói-RJ) – 1

Presença de jogadores atuando no estrangeiro na seleção brasileira em Copas

1930 – 24 jogadores atuavam no Brasil
1934 – 17 jogadores no Brasil e um do exterior (Araken – Nacional de Montevidéu)
1938 – 22 jogadores no Brasil
1950 – 22 jogadores no Brasil
1954 – 22 jogadores no Brasil
1958 – 22 jogadores no Brasil
1962 – 22 jogadores no Brasil
1966 – 22 jogadores no Brasil
1970 – 22 jogadores no Brasil
1974 – 22 jogadores no Brasil
1978 – 22 jogadores no Brasil
1982 – 20 jogadores no Brasil, um na Espanha (Dirceu) e um na Itália (Falcão)
1986 – 20 jogadores no Brasil e dois jogadores na Itália (Edinho e Júnior)
1990 – 10 jogadores no Brasil, um na Alemanha (Jorginho), cinco em Portugal (Ricardo Gomes, Branco, Valdo, Silas e Aldair), quatro na Itália (Dunga, Careca, Alemão e Müller), um na Holanda (Romário) e um na França (Mozer)
1994 – 10 jogadores no Brasil, dois na Itália (Taffarel e Aldair), três na Alemanha (Jorginho, Dunga e Paulo Sérgio), dois no Japão (Ronaldão e Leonardo), três na Espanha (Bebeto, Mauro Silva e Romário) e dois na França (Márcio Santos e Raí)
1998 – 9 jogadores no Brasil, seis na Itália (Aldair, André Cruz, Cafu, Edmundo, Leonardo e Ronaldo), dois no Japão (César Sampaio e Dunga), três na Espanha (Giovanni, Rivaldo e Roberto Carlos), um em Portugal (Doriva) e um na Alemanha (Emerson)
2002 – 13 jogadores no Brasil, quatro na Itália (Cafu, Júnior, Ronaldo e Roque Júnior), um na Alemanha (Lúcio), dois na França (Edmílson e Ronaldinho Gaúcho) e três na Espanha (Denílso, Rivaldo e Roberto Carlos)
2006 – 3 jogadores no Brasil (Rogério Ceni, Mineiro e Ricardinho), seis na Itália (Adriano, Cafu, Dida, Emerson, Kaká e Júlio César), quatro na Alemanha (Gilberto, Juan, Lúcio e Zé Roberto), cinco na Espanha (Cicinho, Roberto Carlos, Robinho, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho) um em Portugal (Luisão), um na Inglaterra (Gilberto Silva) e dois na França (Fred e Juninho Pernambucano)
2010 – 3 jogadores no Brasil (Gilberto, Kleberson e Robinho), oito na Itália (Doni, Felipe Melo, Juan, Júlio César, Júlio Baptista, Lúcio, Maicon e Thiago Silva), quatro na Espanha (Daniel Alves, Kaká, Luis Fabiano e Nilmar), dois em Portugal (Luisão e Ramires), dois na Alemanha (Grafite e Josué), um na França (Michel Bastos), um na Inglaterra (Gomes), um na Turquia (Elano) e um na Grécia (Gilberto Silva)

Eleições 2010 e Seleção brasileira: Dunga é a Dilma de chuteira

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]O nosso técnico da Seleção, o exaltado patriota Dunga, na convocação dos 23 craques contratados pelos poderosos e endinheirados clubes do mundo, foi fiel ao seu estilo, com alguns retoques não sei se para melhor ou para pior.

Que exagerou na dose, não há dúvida. A composição da imagem do patriota, com a camisa verde sobre a camiseta amarela e o blusão escuro compôs o personagem que aparece na primeira página de todos os jornais, tem espaço cativo nas revistas e desfrutou a suprema ventura da entrevista no Jornal da TV-Globo das 20 horas, pelo casal Wlliam Bonner e Fátima Guedes.

Dunga além de um patriota de carteirinha é um escravo da coerência. A chave mágica que explica e justifica as exclusões da lista de convocados das revelações do Santos, Neymar e Ganso, além de Ronaldinho Gaúcho e do tanque Adriano, que realmente não atravessa uma boa fase seja no futebol como no comportamento. Não entendi a coerência na convocação do medíocre Grafite, que provavelmente foi contemplado com uma viagem para assistir do banco de reservas a Copa da África e torcer pela Seleção.

A candidata Dilma Rousseff, com as adaptações óbvias, é uma adepta da cartilha do Dunga. Ou a Dilma de chuteira o reverso do Dunga candidato a técnico campeão do mundo. Em mais uma viagem de pré-campanha, a candidata Dilma deu uns retoques na sua imagem de candidata, que vem sendo cultivada com firme determinação. Já não há mais o que esticar no rosto ou no pescoço e o guarda-roupa é precavido e apto para atender a emergência de viagens ao Pólo ou ao deserto da África equilibrada no lombo do camelo.

Mais intrigante e curioso é o ajuste à linguagem de candidata em campanha. Ela e o candidato José Serra andam batendo cabeça nos deslocamentos da campanha. O tucano José Serra esteve no Rio Grande do Sul para tentar o apoio do PMDB estadual. Na semana seguinte, Dilma desembarcou na cidade de Rio Grande.

E foi direta ao que interessa; “cabe aos eleitores decidir com o que está mais identificado: se com os programas do governo Lula ou com a estagnação, desemprego e desigualdade” – uma carapuça para a cabeça do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Na mesma cadência, a candidata Dilma sustentou que esteve presente “em cada programa do governo.” Aí a decisão não é dela, mas dos eleitores “que votarão no candidato que considerar mais comprometido com o desenvolvimento. E aí não sou eu que resolvo. Aposto na inteligência da população brasileira”.

“O que eu posso dizer – continua Dilma na declaração mais enfática- é que eu fiz isso. Eu fiz este governo, eu participei dele 24 horas por dia nos últimos sete anos e meio e me afastei há um mês, mas eu quero dizer que em cada programa deste governo tem a minha participação”.

Do vírus da modéstia a candidata Dilma está livre, vacinada e com fôlego para topar qualquer parada.

Villas Bôas Corrêa