Por que celulares ‘antigões’ estão conquistando cada vez mais adeptos?

Em plena hora do rush, um homem chama a atenção na multidão que se desloca pelo metrô de Nova York. Danny Groner é o único no vagão que não está encarando uma tela de celular.

A atriz Scarlett Johansson exibe seu celular ‘antigo’ – Image copyrightGETTY

Aos 32 anos, ele é o típico público-alvo do mercado de smartphones: é jovem e gerencia o banco de imagens Shutterstock, uma das empresas mais bem-sucedidas da chamada Silicon Alley. O escritório da empresa ocupa dois andares do lendário edifício Empire State e tem a cara de qualquer boa startup, com um estúdio de ioga, salas de jogos e balanços.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

Mas ele se orgulha de não ser mais um dos mais de 60% dos americanos que possuem um aparelho do tipo: assim como os executivos bilionários Warren Buffett e Stephen Schwartzman, a única conexão móvel de Groner com o mundo é um velho e bom celular com flip (aqueles que abrem e fecham), objeto do desejo no começo dos anos 2000, que ele usa apenas para fazer chamadas ou mandar torpedos.

Cercado de tecnologia, Groner explica por que preferiu dizer “não” aos smartphones: “Não quero virar escravo. Já passo 13 ou 14 horas por dia na frente de uma tela. É o suficiente”, diz.

Apesar de seu entusiasmo por aparelhos mais “retrô”, ele admite que nem todos nós podemos nos dar ao luxo de dispensar o smartphone. “Se todos fossem como eu, o trabalho não avançaria”, reflete.

‘Você no comando’


A editora-chefe da revista ‘Vogue’ americana, Anna Wintour, é vista com um velho e bom flip phone –  – Image copyrightGETTY

Para a professora de psicologia Holly Parker, da Universidade Harvard, o uso de celulares comuns pode ajudar muitas pessoas a colocar um limite entre o trabalho e o lazer.

“As empresas podem se beneficiar do aumento de produtividade se permitirem que seus funcionários mantenham um espaço para se recuperarem do trabalho”, afirma.

Estudos científicos que analisam os efeitos do uso de aparelhos eletrônicos em profissionais de várias áreas coincidem ao concluir que os smartphones são os mais prejudiciais.

“A popularidade dos celulares com flip é uma reação à sensação de que nos tornamos escravos do smartphone”, diz o advogado David Ryan Polgar, especialista em “ética da tecnologia”. “Adotar um modelo simples é uma maneira luxuosa e enfática de proclamar que é você quem está no comando.”

Polgar, no entanto, diz acreditar que o mero ato de não levar o smartphone para todo lado também é uma solução para quem quer se desconectar. “É mais uma maneira de projetar uma imagem de poder e liberdade.”

Franceses à frente

A cantora Rihanna também prefere um modelo antigo de celular
Image copyrightALAMY

O problema é que esse tipo de disciplina é muito difícil de conquistar. Por isso, a França se tornou o primeiro país que deve analisar o “direito a se desconectar”, ou seja, a garantir que alguém possa desligar o smartphone sem sentir remorso por isso.

A iniciativa, por incrível que pareça, nem veio dos poderosos sindicatos franceses, mas sim de Bruno Mettling, vice-diretor da Orange, empresa francesa de telecomunicações.

Em setembro passado, ele submeteu ao Ministério do Trabalho de seu país um relatório sobre o trabalho na era digital e defendeu que a realidade do relacionamento entre gerentes e subalternos não reflete a atual legislação.

Mas, mesmo com a proteção da lei, muitos de nós achamos impossível resistir ao apelo da telinha para checar a caixa de entrada ou mandar uma última mensagem antes de dormir, por exemplo.

Foi isso que levou Ellyn Shook, diretora de recursos humanos da consultoria internacional Accenture, a fazer um “downgrade” de seu telefone. No ano passado, ela comprou um celular com flip para tentar substituir seu iPhone, que vivia em sua mesa de cabeceira.

A tática funcionou. “Voltar no tempo me permitiu passar fins de semana inteiros sem olhar para o telefone”, comemora.
Nick Clayton/BBC

Tópicos do dia – 27/03/2012

09:06:03
Irã, Israel, Obama e bomba atômica
Aumentou a pressão dos Estados Unidos e aliados nucleares contra a Coréia do Norte e o Irã, proibidos de possuir a bomba. Se insistirem, os coreanos ficarão sem comida e os iranianos a um passo dos ataques de Israel. O problema é que além dos americanos, detém artefatos nucleares Inglaterra, França, Índia, Paquistão, China, Rússia e Israel.

A quinze minutos de deter o mesmo poder encontram-se a Alemanha e o Japão, apesar das cortinas-de-fumaça pacifistas que taticamente levantam. A pergunta é sobre o que aconteceria caso o Brasil decidisse seguir as lições do saudoso ex-vice-presidente da República, José Alencar, para quem deveríamos perseguir o mesmo objetivo, sem resistências nem impedimentos. Se os outros podem, por que não poderíamos, como potência emergente?
Carlos Chagas,Tribuna da Imprensa

09:43:50
Hacker que vazou fotos de Scarlett Johansson pode pegar 60 anos de prisão
Christopher Chaney vai se declarar culpado para diminuir pena de 121 anos para 60 anos. Ele também invadiu conta de mais 50 celebridades.
Christopher Chaney, o hacker que invadiu o email de celebridades como Scarlett Johansson e publicou fotos pessoais dela na internet, pode pegar até 60 anos de prisão pelos crimes, de acordo com a Reuters.

O rapaz, que também invadiu a conta da atriz Mila Kunis e da cantora Christina Aguilera, vai se declarar culpado das acusações. Ele teria invadido a conta de mais de 50 celebridades nos últimos anos.

Ao se declarar culpado, ele reduzirá os 121 anos de prisão que pegaria com 26 acusações feitas contra ele para 60 anos.

De acordo com o FBI, Chaney usou softwares de código aberto para descobrir email e senha das celebridades e acessar as mensagens pessoais delas.

17:43:19
Papa em Cuba
Na Globo News:
‘Papa reza por “privados de liberdade” em Cuba’.
Privados de liberdade é ótimo. Adoro os sofistas.
PS. As aspas duplas em “privados de liberdade” são do texto/letreiro do noticiário da emissora.

17:46:19
No G1: “Procuradoria vai investigar elo entre senador e Cachoeira.
Jornal apontou que Demóstenes Torres pediu dinheiro a empresário ligado a jogo ilegal.”
Já? Pra que tanta pressa?

17:55:48
Lula recebe visita de FHC em hospital de São Paulo
Lula tratou câncer de laringe e se recupera de inflamação na garganta.
Ele também passa por sessões de fonoaudiologia no hospital Sírio-Libanês.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu na manhã desta terça-feira (27) a visita do  ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, segundo informou a assessoria do Instituto Lula.
G1


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Redes Sociais: Tumblr, você já ouviu falar?

Tumblr hospeda milhões de cadernos de recortes virtuais


Eureca!

Três anos atrás, David Karp percebeu que a maioria do conteúdo que as pessoas compartilhavam na internet não era criação própria, e sim coisas coletadas alhures: uma foto inspiradora, uma frase edificante, um vídeo engraçado.

E criou uma plataforma de blogs ultrassimplificada: o Tumblr.

Depois de abrir uma conta gratuita no site – basta preencher seu endereço de e-mail e criar uma senha – você estará diante de sete botões coloridos, que devem ser usados de acordo com o conteúdo que você quer compartilhar: texto, foto, citação, link, chat, áudio ou vídeo.[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]

Essa fórmula estimula a criação de caderninhos virtuais de recortes, cujas variações de tema são infinitas: moda, Scarlett Johansson, imagens engraçadas ou mesmo miscelânea pura.

Como no Twitter, é possível seguir outros Tumblrs. No Dashboard (painel), a página principal, aparecem os posts mais recentes, que você pode adicionar como favoritos ou reblogar (reproduzi-los em seu Tumblr).

CRESCIMENTO

O Tumblr demorou para engrenar, mas hoje exibe números impressionantes. Os acessos cresceram 1.540% em outubro, em relação ao mesmo período de 2009, segundo a comScore.

Em novembro, o Tumblr recebeu uma injeção de capital estimada pela “Fortune” em US$ 30 milhões.

Também têm aderido ao serviço celebridades, como o cantor John Mayer, e publicações como a “New Yorker” e a “Rolling Stone”, que usam a plataforma para destacar fragmentos de sua produção.

Sem citar números, o jovem Karp, 24, afirmou ao TechCrunch que o Tumblr tem conseguido acumular uma boa quantidade de dinheiro apenas com a venda de temas visuais. Segundo o fundador, o objetivo do site é se tornar “o melhor lugar do mundo para as melhores comunidades criativas”.

Com sede em Nova York, o Tumblr conta com apenas 16 funcionários -número que deve subir para 20 até o final deste ano. A infraestrutura de empresa diminuta, porém, tem se mostrado insuficiente para dar conta da popularidade em ascensão: ultimamente, começaram a acontecer no Tumblr problemas semelhantes aos que afligiam o Twitter meses atrás.

Enquanto esta reportagem era redigida, o site passava por um longo período fora do ar. Foram quase 24 horas, entre domingo e segunda-feira. Nesse ínterim, entusiastas do Tumblr usaram justamente o Twitter como muro de lamentações.

RAIO-X TUMBLR

ANO DE CRIAÇÃO 2007
FUNDADORES David Karp e Marco Arment
PRESIDENTE John Maloney SEDE Nova York
7,5 milhões de usuários (dado de setembro)
9,7 milhões de blogs hospedados (dado de outubro)

Rafael Capanema/Folha de S.Paulo