Artur da Távola – Versos na tarde – 17/03/2017

Quem namora Artur da Távola¹ Quem namora agrada a Deus. Namorar é uma forma bonita de viver um amor. Namorados que se prezem gostam de beijos, suspiros, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, beber no mesmo copo. Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar. ¹Paulo … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , ,

Lya Luft – Prosa na tarde – 14/12/2016

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]”A vida é maravilhosa, mesmo quando dolorida.  Eu gostaria que na correria da época atual a gente pudesse se permitir, criar, uma pequena ilha de contemplação, de autocontemplação, de onde se pudesse ver melhor todas as coisas: com mais generosidade, mais otimismo, mais respeito, mais silêncio, mais prazer. Mais senso da … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , ,

Tchecov – Prosa na tarde – 25/04/2016

“O homem extraordinário¹“ Tchecov¹ “Um reloginho de parede tiquetaqueia timidamente, como que embaraçado diante do homem estranho”. “O ar está silencioso, mas tão frio e enfarruscado que mal se podem ver até mesmo as luzes dos postes de iluminação. Debaixo dos pés a lama soluça”. “Ele não bate, não grita, tem muito mais virtudes que … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , ,

Shakespeare – Prosa na tarde – 01/02/2016

Fragmento ¹William Shakespeare Escutar é um raro acontecimento entre seres humanos. Você não pode ouvir a palavra sendo dita por alguém que esteja falando, se estiver preocupado com a sua aparência, em impressionar o outro ou tentando resolver o que vai dizer quando o outro parar de falar, ou mesmo questionando se o que está … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , ,

Clarice Lispector – Reflexões na tarde – 31/01/2016

O nascimento do prazer Clarice Lispector¹ O prazer nascendo dói tanto no peito que se prefere sentir a habituada dor ao insólito prazer. A alegria verdadeira não tem explicação possível, não tem a possibilidade de ser compreendida – e se parece com o início de uma perdição irrecuperável. Esse fundir-se total é insuportavelmente bom – … Continued

Postado na categoria: Brasil, Literatura - Palavras chave: , , , ,

Clarice Lispector – Prosa na tarde – 17/01/2016

“Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , ,

Crônica de uma separação

Ela passou o primeiro dia empacotando todos os seus pertences em Caixas, engradados e malas. No segundo dia, ela chamou os homens da transportadora que levaram a mudança. No terceiro dia, ela se sentou pela última vez na bela mesa da sala de jantar, à luz de velas, pôs uma música suave e se deliciou com uns … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , , ,

Jorge Luis Borges – Reflexões na tarde – 16/09/2014

O labirinto Jorge Luis Borges ¹ Este é o labirinto de Creta. Este é o labirinto de Creta cujo centro foi o Minotauro. Este é o labirinto de Creta cujo centro foi o Minotauro que Dante imaginou como um touro com cabeça de homem e em cuja rede de pedra se perderam tantas gerações. Este é … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,

Theófilo Silva – Reflexões na tarde – 18/01/2014

Os Passionais Theófilo Silva¹ “Paixão… Tornas possíveis as coisas que não são consideradas possíveis. Tu te comunicas com os sonhos… Ages de acordo com o irreal e fazes do nada teu associado”. Na peça Conto de Inverno, Leontes, rei da Sicília, o mesmo que pronuncia as palavras acima, está muito feliz porque seu amigo de … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , , ,