Por que a inclusão digital fará desaparecer as Lan Houses

Internet Softwares LanHouses 01 Blog do MesquitaEstudo feito pela Cisco em países emergentes mostra que LAN houses vão perder importância e sumir no futuro.

Um estudo feito com empresas e usuários de internet em 20 cidades de países emergentes como Brasil, México e Rússia mostra que as LAN houses tendem a perder importância conforme o processo de inclusão digital avança nestes mercados.

“As LANs exercem um papel-chave para inclusão digital. Para muitas pessoas, elas são o primeiro contato do usuário com um PC e atuam como formadores de novos internautas. Os estudos conduzidos em países emergentes, no entanto, mostram que conforme o usuário percebe a importância da web tende a comprar um computador para si”, diz o diretor de estratégias para emergentes da Cisco, Henrique Rueda-Sabater,

Para Sabater, a pesquisa apontam para o declínio das LAN houses conforme avancem esforços de inclusão digital, como a compra do primeiro PC pelos usuários de menor renda e o treinamento de novos internautas nas escolas e residências.

O mesmo estudo mostra que o baixo nível de educação é o principal obstáculo para ampliar o acesso à web nos países emergentes. Quando cidadãos que não usam a internet são perguntados sobre os motivos que os mantêm longe da web a resposta mais recorrente é a dificuldade de lidar com computadores e tecnologia.

Em segundo lugar aparece o custo (os usuários não têm dinheiro para pagar pelo acesso à internet) e, em terceiro lugar, a acessibilidade. Ou seja, os usuários encontram dificuldades de acesso à web, como viver numa região sem banda larga ou com poucos computadores disponíveis.

da Info


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

PC x TV – Ministro quer menos internet e mais TV

foto-ministro-helio-costa-comunicacao

 Ao participar da abertura do 25º Congresso Brasileiro de Radiofusão, anteontem (19) o ministro das Comunicações, Hélio Costa, fez uma declaração provocativa que desviou, por instantes, o foco do evento.

A fim de anunciar a consulta pública para a definição do padrão digital de rádio, no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, na capital federal, o político disse que o jovem brasileiro precisa tirar o foco da internet. Ou melhor, distribuir sua atenção em outros meios de comunicação.

“Essa juventude tem que parar de só ficar pendurada na internet. Tem que assistir mais rádio e televisão”, disse o ministro, conforme informaram sites noticiosos, como o Monitor Mercantil Digital.

E ele justifica isso pelo baixo faturamento do setor de rádio e TV. Segundo Hélio Costa, o setor de telecomunicação fatura R$ 110 bilhões por ano, sendo que somente R$ 1 bilhão está no rádio e R$ 12 bilhões vem das TVs. “O resto vocês sabem muito bem onde está”, pontuou.

Voltando ao tema principal, o ministro disse que se uma decisão sobre o rádio digital não for tomada ainda em 2009, a situação das rádios caminhará para “uma situação de insolvência”.

da Info

Video game Nintendo vira PC educacional de US$ 12

antigo-video-game-nintendo-vira-pc-educacional-de-us-12

Alunos da Universidade de San Diego, na Califórnia, trabalham no desenvolvimento de um computador educacional com preço de 12 dólares.

O modelo usa como base o microprocessador do videogame Nintendo de 8 bits, que fez muito sucesso na década de 80. O chip desse console,  lançado há 25 anos, tem a patente expirada. Além do mais, ainda encontra-se em produção e é muito barato.

Fora o chip, o computador educacional tem  teclado, mouse e controle de videogame. A tela é um aparelho de televisão qualquer, mesmo em preto e branco, e o software roda a partir de um cartucho.  Quando desenharam o produto, os alunos pensaram na classe média de países emergentes como a Índia, onde a maioria dos lares tem uma TV, mas não um PC.

Agora, os estudantes testam o computador – querem descobrir detalhes como resistência do equipamentos e possíveis problemas. Quando terminarem essa etapa, vão disseminá-lo para a educação de milhões de crianças na Índia, África e até mesmo Brasil, entre outros países em desenvolvimento.

Segundo os estudantes, o uso de computador no aprendizado é importante, porque, entre outras vantagens, desenvolve a habilidade de digitar e procurar informações, o que pode valorizar a pessoa do ponto de vista profissional.

O estudante Derek Lomas é o criador do projeto, que surgiu quando ele foi a Índia estagiar na fabricante de componentes Qualcomm. Recentemente, Derek fundou a Playpower.org, uma organização não-governamental composta por colegas da UC San Diego, do MIT, da Stanford, da USP e outras instituições. Os membros do Playpower.org trabalham de maneira virtual, e se mantêm conectados via wikis, videos e e-mail.

da Info

PCs e Tvs LCD, não ficarão mais caros, medida foi suspensa pelo Ministro da Fazenda

pcs-e-tvs-lcd-nao-ficarao-mais-caro-medida-foi-suspensa-pelo-ministro-da-fazenda

O governo desistiu do sistema de autorização para importações que afetaria a indústria de eletrônicos.

O Ministério do Desenvolvimento anunciou, esta semana, uma barreira não tarifária que aumentaria a burocracia para as importações brasileiras e causaria impacto direto sobre o mercado de eletrônicos, já que PCs, smartphones ou TVs LCD contam invariavelmente com componentes importados para sua fabricação no Brasil.
A medida exigia que todo importador obtivesse uma autorização do governo para trazer produtos do exterior. O sistema é semelhante ao praticado no país nas décadas de 70 e 80, quando o Brasil não tinha abertura comercial relevante.

A decisão foi interpretada como uma forma do governo bloquear importações e preservar as contas internacionais do Brasil, que nos últimos meses registra alta saída de dólares e menor entrada de moeda estrangeira.

O Ministério do Desenvolvimento, que editou a medida, nega esta intenção. Afirma que o sistema de autorizações visava apenas “melhorar as estatísticas” do governo sobre comércio exterior.

Em meio à forte polêmica, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, declarou no fim desta quarta-feira (28) que a medida será suspensa.

Mantega disse que nunca foi intenção do governo fechar a economia brasileira e que a medida foi “mal compreendida” pela indústria e pela sociedade.

A Abinee, associação que reúne as indústrias brasileiras de eletrônicos, comemorou a decisão.

O presidente da Abinee, Humberto Barbato, havia classificado a medida restritiva como “um retrocesso que pode agravar ainda mais a crítica situação do setor”.

Os fabricantes nacionais de eletrônicos apontaram que a restrição elevaria seus custos, o que faria aumentar o preço dos eletrônicos no país.

da Info

Design – Mixto de PC e piano

O compiano
Clique na imagem para ampliar

Você já ouviu falar em um “compiano”. Pois tem. Tem um prá vender no site do eBay.

Numa época em que tudo tende para o nano e os pcs, celulares, máquina fotógraficas e outros equipamentos diminuem quase a ponto de não permitir o manuseio, um PC é “vestido” por um enorme e espaçoso piano.

A criativa invenção – piano pós cibernético ou PC pré cibernético?, – tem oferta inicial na casa dos US$6 mil. Para que for apressadinho e não queira participar do leilão, se estiver disposto a pagar US$20 mil, leva a belezura antes do encerramento do leilão, marcado para o próximo dia 2 de dezembro.