Nelson Mota: os golpistas fracassaram

O compositor, jornalista e escritor Nelson Mota, sempre um crítico mordaz da política desde que o PT chegou ao poder, reconheceu que “os golpistas fracassaram.”

O compositor de consagrada “Saveiros” – música em parceria com Dori Caymmi e interpretada por Nana Caymmi, venceu a fase nacional do I Festival Internacional da Canção – afirmou que “apesar de tudo, a presidente tem 76% de aprovação popular”

Nelson Mota também se posiciona contra a chamada regulação das mídias.

Para Nelson Mota a tentativa de regular a imprensa de maneira geral é anacrônica, uma vez que a internet já democratizou a informação.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Morre Dorival Caymmi

Por Ludmilla Rabello,
JB Online

RIO – O cantor Dorival Caymmi morreu, na manhã deste sábado, aos 94 anos, em seu apartamento em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Caymmi faleceu por volta das 6h, por insuficiência renal e falência múltipla de órgãos.

Segundo seu produtor, Guto, o compositor morreu ‘de velhice’, e de uma maneira só dele, ‘dormindo’.

– A doença era controlada. Ele fazia os exames todos e voltava para casa. Não queria ficar em hospital de jeito nenhum – disse.

A família ainda não decidiu onde fará o enterro, e espera a chegada do filho Dori, que mora nos Estados Unidos. O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, providenciou o velório, que acontece na tarde deste sábado, na Câmara dos vereadores.

A neta mais velha de Dorival, Stella Caymmi, disse que a saúde do avô piorou quando ele soube que a mulher, a cantora Stella Maris, estava em coma, há duas semanas.

– Essa foi a segunda internação da minha avó. Nós não contamos que ela estava em coma, mas quando ele percebeu que ela parou de ligar do hospital, ele se abalou. parece que ele só estava esperando ela voltar – disse a neta, em entrevista à Globonews.

O cantor estava doente há muitos anos e em 1999 passou por uma cirurgia para a retirada de um dos rins. O compositor estava com câncer renal e tinha pedido a família que não fosse mais internado.

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, Bahia, em 30 de Abril de 1914. Caymmi foi um dos mais importantes compositores brasileiros, além de ser reverenciado como cantor e pintor.

Filho de Durval Henrique Caymmi e Aurelina Soares Caymmi, o compositor era casado com Adelaide Tostes, a cantora Stella Maris. Dessa união, surgiu uma família musical, já que os três filhos do casal, Dori Caymmi, Danilo Caymmi e Nana Caymmi, também são cantores.

Caymmi, que tinha uma ligação forte com o candomblé, era filho de santo de Mãe Menininha, para quem escreveu em 1972 a canção em sua homenagem: Oração de Mãe Menininha, que teve a gravação mais famosa interpretado por Gal Costa e Maria Bethânia.

Caymmi gravou cerca de 20 discos em quase 64 anos de carreira e influenciou gerações de músicos brasileiros. Junto com o escritor Jorge Amado, o compositor é um dos grandes responsáveis pela imagem que se tem da Bahia no Brasil e no mundo.

A música O que é que a baiana tem, incluída no filme Banana da terra e interpretada por Carmem Miranda, foi seu primeiro sucesso e talvez ainda hoje seja sua canção mais conhecida.


Caymmi canta “o que é que a baiana tem”

Ainda em Salvador, o Caymmi fez uma série de trabalhos, inclusive como jornalista, antes de tentar a sorte como cantor de rádio, e como compositor ganhou um concurso de músicas de carnaval em 1936. A chegada ao Rio de Janeiro aconteceu dois anos mais tarde, com o objetivo da viagem era participar do curso preparatório de Direito.

Entre as canções mais famosas de Caymmi, estão A Lenda do Abaeté, Promessa de Pescador, É Doce Morrer no Mar, Marina, Não Tem Solução, João Valentão, Maracangalha, Saudade de Itapuã, Samba da Minha Terra, Lá Vem a Baiana, Saudades da Bahia e Rosa Morena.

>> Biografia de Dorival Caymmi