Sansung lança rival do iPhone

Evento da empresa em Londres, onde muito provavelmente será anunciado o ‘Galaxy S3′, será transmitido ao vivo no Facebook.

De todos os smartphones Android que foram lançados nos últimos anos, a linha Galaxy S, da Samsung, é a que mais chegou perto de encarar o iPhone olho no olho.

Por isso, as atenções estão voltadas para o evento da empresa em Londres: o mais novo modelo da linha, que muito provavelmente será chamado Galaxy S3.

O repórter da coluna Link está em Londres para acompanhar o lançamento.

Sim, “muito provavelmente”, porque o nome do produto ainda não foi oficialmente confirmado.

A Samsung vem tratando o evento, marcado para as 15hs de Brasília, com muito mistério e quase nada de informação. Então, embora todo mundo já esteja falando em “Galaxy S3″, ninguém ouviu isso da boca da Samsung até agora.

Nomes à parte, é a mais poderosa arma da empresa em sua agressiva guerra contra a Apple (cujas batalhas incluem de brigas por patentes em tribunais ao redor do mundo a comerciais que debocham dos fãs da marca de Steve Jobs).

Não é a toa que o aparelho ganhou evento próprio esse ano, mudando o costume da empresa de desvendar produtos em grandes eventos como CES e Mobile World Congress.

Mudança obviamente inspirada na Apple, que nunca participa dessas feiras, num gesto cuja mensagem clara é “estamos acima do resto”.

A Samsung se tornou a maior vendedora de smartphones do mundo, com 93,5 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2012 (um em cada quatro comercializados), segundo estimativas divulgadas semana passada.

Esse sucesso estrondoso, que deixa lá atrás colegas de Android omo LG, Sony e Motorola, deve muito à linha Galaxy.

Num dos comerciais da empresa, as pessoas na fila do iPhone têm sua atenção desviada por um usuário de Galaxy que passa na rua. “O que é aquilo?” perguntam uns para os outros.

Os Galaxy realmente impressiona e já conta com grande número de fãs dedicados. Briga de igual para igual com o iPhone em muitos itens, quando não leva vantagem.

A câmera do Galaxy S2, por exemplo, já tinha 8 megapixels oito meses antes da Apple fazer o upgrade dos 5 MP do iPhone 4 para os 8 MP do 4S. E, enquanto o 4S tem um processador de 800 MHz, o S2 tem 50% mais, com seus 1,2 GHz. São especificações como essas que fizeram dos Galaxy um sucesso de mercado.

E o que virá na nova versão? Um processador de 1,5 GHz com quatro núcleos? Um carregador de bateria sem fio? Uma tela AMOLED de 4.6 polegadas? Será lançado junto com um computação em nuvem da Samsung?
São alguns dos boatos que circularam nos últimos meses.

Em algumas horas, saberemos… Acompanhe aqui pelo Link.
Por Camilo Rocha/Estadão

Tablets: Google irá lançar tablet próprio em 2012

Em uma entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, o ex-CEO do Google, Eric Schmidt, revelou que a empresa irá lançar um tablet próprio dentro dos próximos seis meses.

No entanto, Schmidt não deu detalhes de como será esse tablet, porém afirmou que o dispositivo será de alta qualidade para competir por igual com o iPad, da Apple.

Leia também:
Apple estuda criar versão menor do iPad
2011, o ano do Android
Primeiro tablet com Android 4.0 chega por US$ 99

“Nós, nos próximos seis meses, pretendemos comercializar um tablet de alta qualidade. E em comunicações móveis, mercado de smartphone, você vai ver a concorrência brutal entre a Apple e o Android do Google. Este é o capitalismo”, afirmou Schmidt.

Hoje o Google investe somente na produção de seu smartphone da linha Nexus, atualmente em parceria com a Samsung, porém após adquirir a Motorola é possível que a gigante de buscas planeje com esta empresa desenvolver seu primeiro modelo de tablet que viria com o novo sistema Android 4.0 (Ice Cream Sandwich).

Na mesma entrevista, Schmidt também elogia o ex-CEO da Apple, Steve Jobs, por sua criatividade e capacidade de inovação, especialmente por sua visão sobre o futuro dos dispositivos tablet.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

“Steve Jobs foi o Michelangelo do nosso tempo. Um amigo meu e um caráter único, capaz de combinar criatividade e gênio visionário com uma habilidade extraordinária de engenharia. Steve percebeu o potencial revolucionário do tablet e criou um produto surpreendente como o iPad”, expressou Schmidt.
Mônica Campi/Info

Tablets mais baratos

O governo vem anunciando a política para popularização dos tablets desde o início do ano.

Finalmente, os primeiros equipamentos com impostos reduzidos começam a chegar ao mercado.

A Motorola baixou o preço do tablet Xoom (foto) e a Samsung começou a vender neste sábado, 13, o Galaxy Tab 10.1.

As empresas estão entre as cinco que já tiveram o Processo Produtivo Básico (PPB) aprovado pelo governo. Sem isso, não é possível se beneficiar da redução de tributos.

As outras três são a Positivo Informática, a MXT e a Aiox.

Segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, existem mais quatro PPBs que estão para ser publicados.

“O tablet é um produto inovador, com aceitação muito grande”, disse o ministro.

“Até o fim do ano, haverá uma disputa que será muito interessante para o consumidor.”

Segundo Mercadante, 25 empresas já expressaram interesse em fabricar tablets no País.

Desde a terça-feira passada, a Motorola reduziu em R$ 300 o preço do Xoom.

O modelo com conexão Wi-Fi passou de R$ 1.899 para R$ 1.599 e o preço do modelo com Wi-Fi e 3G passou de R$ 2.299 para R$ 1.999.

“O mais provável é que essa redução gere um aumento direto na demanda”, disse Rodrigo Vidigal, diretor de marketing da Motorola Mobility.

A empresa tem fabricação local do Xoom desde o seu lançamento no País, em abril, mesmo sem os incentivos tributários.

O Galaxy Tab 10.1, da Samsung, custa R$ 1.999 sem subsídio.

Com tela de 10,1 polegadas, esse tablet só começou a ser vendido no Brasil ontem e, por isso, não dá para avaliar o impacto da redução de impostos.

Até o fim do mês, a Vivo oferece o Galaxy Tab 10.1 com exclusividade.

A queda de preço do modelo mais barato do Xoom foi de 16% e do mais caro, de 13%. A redução ficou abaixo dos 31% previstos pelo governo.

“Os preços dos tablets devem cair com o aumento da competição”, disse o ministro Aloizio Mercadante.

“Quem sai na frente acaba cobrando um pouco mais.”

Para Fernando Belfort, analista sênior da consultoria Frost & Sullivan, a redução de preço deve ficar mesmo na faixa de 15% a 20%. “Não acredito em 30% ou 40%”, disse Belfort.

“Apesar do corte de impostos, produzir no Brasil é caro.”

Ele enumerou problemas de logística, encargos sobre salários e as contrapartidas de investimento de pesquisa e desenvolvimento definidas pela política governamental.

blog do Renato Cruz/Estadão

Tecnologia: as telas do futuro

Até a pouco tempo previsões como essas eram consideradas invenções impossíveis do professor Pardal ou meras criações que habitavam o universo da ficção científica. A velocidade exponencial do avanço da tecnologia habilita a transição do imaginário para a realidade.
O Editor


[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Como serão as telas do futuro?

Se prever o dia de amanhã é tarefa impossível, somente especular como ele pode ser já não é tão difícil.

Pensando nas tecnologias hoje disponíveis em telas sensíveis ao toque (e em todas as pesquisas feitas na área), a empresa TAT elaborou um vídeo retratando o dia-a-dia num futuro não tão distante.

O princípio é simples: se hoje as telas capacitivas são comuns nos nossos aparelhos, muito em breve teremos displays maleáveis, duplos, telas embutidas em espelhos ligados via wi-fi ou em mesas, dotadas de holografia e até mesmo com a capacidade de se localizar em relação a outras telas.

O chamado “vídeo experiência” mostra a vida de um casal comum em 2014, quando todas essas tecnologias forem acessíveis e super divulgadas.

A TAT é uma empresa sueca de desenvolvimento de software e design para aparelhos portáteis. A companhia já participou da construção de mais de 300 aparelhos em todo o mundo, incluindo dispositivos da SonyEricsson, Motorola, S60, Samsung, Vodafone e Orange.

Info OnLine

Celular: como fazer backup dos dados do seu celular

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]A grande maioria de usuários de celulares e smartphones não faz backup – cópia de segurança – de seus contatos, agenda de compromissos, tarefas, notas, áudios, fotos e vídeos. Ou seja, se perder o aparelho ou se ele quebrar ou for roubado, as informações somem junto. Só quem já passou pela trabalheira de recuperar dados perdidos é que dá valor ao backup e se habituou a fazer as santas cópias com frequência. A palavra-chave é sincronizar – atualizar os dados nos dois sentidos. As informações novas no celular são copiadas para o PC e as novidades inseridas no PC são repetidas no celular. E o ideal é fazer isso diariamente…

A DIGITAL levantou os procedimentos para salvar os dados de aparelhos com base em informações fornecidas por nove fabricantes e cinco operadoras de telefonia celular.

Em geral, a opção mais prática é utilizar os serviços que permitem copiar os dados do celular para os servidores da operadora. Costuma ser um serviço pago, mas taí um gasto que vale a pena, especialmente para quem não tem lá muito jeito com instalação de software, cabos USB e Bluetooth.

Fabricantes

APPLE. Para salvar os dados de um iPhone basta sincronizá-lo usando o software gratuito iTunes. As instruções completas podem ser vistas num vídeo ( tinyurl.com/mpefo5 ), que requer o Quicktime 7, também gratuito ( tinyurl.com/lps73l ).

BLACKBERRY. É preciso instalar o BlackBerry Desktop Manager, software de sincronização, atualização e backup. [ad#Retangulo – Anuncios – Direita]Vide pré-requisitos de hardware no CD ou no site da RIM ( www.rim.com) na seção de softwares, em “BlackBerry Desktop Softwares”. A descrição detalhada do procedimento de backup está em tinyurl.com/l2u2lt.

HTC. O software para backup e sincronização é o Sprite Backup (manual em tinyurl.com/kpmfrs ). No site htc.com/br há um link para o Wiki, com instruções sobre como usar a ferramenta da Microsoft para backup de celular ( tinyurl.com/nbs4fo ) e sobre backupear os softwares instalados no aparelho ( tinyurl.com/my2bt8 ). O call center da HTC (4003-0482) tira dúvidas sobre como fazer o backup.

LG. O software para backup e sincronização é o PC Suite, que vem no kit do celular. Após instalá-lo é preciso informar o modelo do aparelho e a rede de telefonia do celular (GSM, CDMA ou WCDM). A empresa não forneceu um passo a passo ensinando o usuário leigo a salvar seus dados.

MOTOROLA. Celulares com cartão de memória podem ser conectados a um PC pelo cabo mini ou micro USB e o sistema passará a olhá-lo como um pendrive. Para compromissos, contatos ou transferência de arquivos de mídia a ferramenta é Motorola Phone Tools.No caso dos smartphones com o sistema Windows Mobile, use as ferramentas ActiveSync e Mobile Media Center. No portal MyMoto ( mymoto.com.br) aprende-se a configurar o telefone para copiar fotos e sincronizar compromissos e contatos do telefone com a internet, usando a rede de sua própria operadora. Essa opção depende da conexão de dados. Perguntas e respostas mais frequentes podem ser vistas em tinyurl.com/nnpn29 , buscando por palavras-chave, como “agenda”, “sincronização” ou “backup”.

NOKIA. Visite tinyurl.com/nxmrxy , selecione o modelo e baixe o Nokia PC Suite. Conecte o telefone ao PC via cabo USB ou Bluetooth e selecione a opção “backup de dados”. Pode-se backupear/recuperar dados num pacotão inteiro ou seletivamente (contatos, calendário, mensagens, dados do cartão de memória, configuração e memória interna). Ou então transferir vídeos ou de acessar a galeria de imagens. Algumas telas exemplificando um backup em um Nokia E66 podem ser vistas em tinyurl.com/nxpdcw .

PALM. Leia os procedimentos para sincronização de dados e backup dos seis modelos de smartphones da Palm (Treo Pro, Palm Centro, Treo 750, Treo 700, Treo 680 e Treo 650) em tinyurl.com/m3xvd4 .

SAMSUNG. O aplicativo PC Studio vem no CD do kit básico. No caso de smartphones, o sincronismo é automático quando o equipamento dispõe de plataforma Windows Mobile.Para baixar o software PC Studio, acesse tinyurl.com/m5tang, onde é preciso informar o modelo do celular. Clique em “download geral” e selecione a aba “software” ou “firmware”, conforme o tipo do aparelho.

SONY ERICSSON. O programa básico para backup/restauração é o PC Suite, que vem com o CD de instalação e pode ser baixado em tinyurl.com/kjmo2z , bastando selecionar o modelo. O manual traz instruções detalhadas, como por exemplo o do modelo W980 ( tinyurl.com/nsebwt), que explica em detalhe o procedimento de conexão e backup (USB e Bluetooth) nas páginas 25 a 30. Outra ferramenta de backup bem elegante é o software austríaco MyPhoneExplorer ( tinyurl.com/kth3jh – em inglês), grátis, versátil, flexível e muito poderoso, oferecendo até controle remoto via celular.

Soluções independentes

Vários fabricantes independentes oferecem aparelhos “universais” que permitem realizar backup dos dados de quase qualquer celular ou smartphone. Em geral, essas soluções consistem de um dispositivo com vários tipos de conectores para ligá-lo ao celular.

BACKUP-PAL. Não requer uso de PC, proporciona um backup de dados permanente e não precisa de software. Adaptadores intercambiáveis permitem conexão a quase todos os modelos de celulares no mercado. Custa US$ 49,99 e pode ser comprado no site www.backup-pal.com

Operadoras de telefonia celular

CLARO. A Claro tem uma solução universal, que pode ser utilizada em qualquer modelo de aparelho, para backup da agenda de contatos do SIM Card, que é o Claro Contatos. Para acessá-lo, basta clicar no Menu Claro do celular. Além disso, o serviço também é acessível no site www.claroideias.com.br , dentro da seção Facilidades. A primeira sincronização e a restauração dos contatos é tarifada em R$ 4, e sincronizações adicionais são tarifadas em R$ 0,50. Independentemente da quantidade de contatos sincronizados, o cliente paga apenas uma vez por evento realizado. Se o usuário preferir, também pode se dirigir às lojas próprias da Claro, onde os atendentes podem orientar o processo do backup.

NEXTEL. A empresa oferece o serviço Nextel Backup, mas apenas para salvar a lista de contatos. Neste serviço o usuário não precisa de cabos de conexão, basta apenas possuir o serviço ativado. Nos planos Quero Controle, Quero 0, Quero 100 e Quero 200, o Nextel Backup pode ser contratado por R$ 3,50 mensais. Nos planos Quero 400, Quero 800 e Quero 1200 o acesso ao Nextel Backup é ilimitado e sem custo adicional. Mais informações em tinyurl.com/nlcet6. É possível usar o cabo USB nos aparelhos com cartão de memória. O usuário deve salvar o arquivo no cartão e depois fazer a transferência para o PC usando o cabo de dados. Os aparelhos que possuem cartão (i9, i9 Wine, i876, i876w, i877, i877 red e Blackberry) já vêm com o cabo de dados no kit.

OI. Com o serviço Oi Agenda, o cliente da Oi pode reaver seus contatos a qualquer momento após mudar ou perder o Oi Chip. No menu do aparelho, acesse a opção Mundo Oi, Serviços Oi e clique na opção Atualizar. Durante a cópia da agenda, todos os números que estão no Oi Chip são transferidos para o site www.oi.com.br/oiagenda . O serviço custa R$ 2,49, para cada salvamento, atualização ou recuperação bem sucedida. Está disponível para as versões de chips 128kB e NOVO 128 kB. Para trocar um chip anterior o cliente pagará R$ 20 na loja. O novo Oi Chip também oferece a função Auto Sinc, que permite atualizar a agenda telefônica automaticamente.

TIM. O serviço TIM Agenda permite salvar, recuperar ou editar suas agendas via web. Pelo site www.tim.com.br , o cliente pode acessar a sua agenda armazenada, assim como editar, apagar, inserir novos contatos e enviá-los para o seu TIMChip. A operação também pode ser feita teclando *144 no celular. O serviço custa R$ 3,99 mais tributos pela primeira sincronização ou em caso de restauração da agenda de contatos. Atualizações posteriores custam R$ 0,49 mais tributos.

VIVO. Oferece o serviço Vivo Agenda, que sincroniza apenas os contatos gravados no SIM Card. Pode-se também sincronizar via SyncML ou cabo USB, abrangendo dados do Outlook, calendário, contatos, emails e tarefas. Não há assinatura do serviço. O primeiro sincronismo custa R$ 2,99. Depois, cada atualização sai por R$ 0,49.

G1 – Carlos Alberto Teixeira

Motorola e Microsoft lançam Moto Q11 no Brasil

Blog da Renata Leal

Acabo de voltar de uma reunião com o pessoal da Motorola e da Microsoft.

Eles adiantaram para a Época o lançamento mundial que será anunciado amanhã no Brasil: o Moto Q11 ou, como está sendo chamado por aí, MSN Mobile.

A estratégia de lançamento do smartphone Moto Q11 é agressiva e vai direto no bolso do consumidor: o pré-pago custará R$ 899.

Digo agressiva porque o aparelho tem GPS integrado, que funciona sem conexão de internet. Ou seja, mais barato que a maior parte dos modelos à venda no mercado.

No caminho entre a reunião e a redação, o GPS passou bem no teste.

O Q11 roda Windows Mobile 6.1 – o que justifica a parceria Motorola- Microsoft. [ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Focado no público jovem, o celular é o primeiro a ter MSN instalado de fábrica. O teclado Qwerty facilita a rápida troca de mensagens. “Foi um produto pensado para o Brasil, o país com maior base de usuários de MSN no mundo, com 39 milhões”, afirma Celso Winik, gerente geral da divisão de mobilidade da Microsoft Brasil.

O celular não é 3G, o que pode parecer estranho num momento em que o mercado recebe muitos aparelhos que permitem a troca rápida de dados pela internet. Mas num teste preliminar ele pareceu rápido, pelo menos no MSN. Para compensar, o telefone tem wi-fi, o que melhora a conexão e evita o gasto alto com planos de dados das operadoras.

A câmera é de 3.0 megapixels e tem zoom digital de 8 vezes com flash de led. O telefone funciona como tocador de mp3 e vem com um cartão de memória Micro SD de 1 GB, expansível a até 32 GB.

[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]O Q11 lê e edita documentos Office (Word, Excel e Power Point) e sincroniza emails com o Outlook. Além disso, tem o sistema push mail para o Hotmail também. Cada email novo no computador é sincronizado automaticamente para o celular. Você também poderá baixar emails de oito contas diferentes no celular. Vem com dois jogos embarcados, mas aceita downloads de jogos criados por terceiros.

“Até o fim do ano o Q11 será lançado em mais três países da América Latina e na Ásia. Na Europa e nos Estados Unidos ele chega no começo de 2009″, afirma Edson Bortolli, diretor de produto da Motorola.

Celulares: pressão do consumidor faz operadoras agirem

Campeão disparadas, e absolutas no péssimo tratamento dado aos consumidores, as operadoras de telefonia móvel, provavelmente pela quantidade de processos a que estão submetidas nos órgão de defesa do consumidor, começam a dar o mínimo de atenção aos tupiniquins que utilizam seus (delas) serviços.

Internet, MMS e 3G: fabricantes e operadoras de celulares esclarecem dúvidas de usuários. Celulares com cada vez mais recursos e usuários com menos tempo: especialistas esclareceram dúvidas mais comuns sobre serviços e recursos.

Daniele Neiva, O Globo Online

Celulares novos chegam às prateleiras praticamente a cada semana, e falta tempo aos usuários para acompanhar este ritmo e explorar adequadamente os aparelhos, bem como os recursos oferecidos, como MMS, SMS e roaming internacional, acesso à internet, download de vídeos, Bluetooth e geração 3G.

Para ajudar os leitores a não se perder neste mar de informações e entrar em 2008 em grande estilo, o GLOBO ONLINE reuniu especialistas de oito empresas , entre fabricantes e operadoras de telefonia móvel, em uma edição especial do Tire Suas Dúvidas (clique e confira todas as respostas publicadas) , canal de interatividade em que foram respondidas perguntas sobre serviços e recursos disponíveis no mercado brasileiro para celulares.

Participam gerentes, especialistas e executivos de empresas como TIM, Brasil Telecom, Claro, Oi, Vivo, Motorola, Sony Ericsson e Nokia.

Muitos foram os temas que despertaram a curiosidade dos leitores nas mais de 500 perguntas enviadas ao Tire Suas Dúvidas Como o fórum foi aberto em dezembro, ao longo do leilão de licenças 3G pela Anatel, as dúvidas sobre o potencial da nova geração de celulares estiveram em evidência. A convivência destes novos aparelhos com os atuais (2G e 2,5G) e a possibilidade de obter taxas de transmissão de dados superiores às atuais – o que favorece a velocidade de navegação e downloads de arquivos, além de criar serviços como vídeochamada, vídeomail e TV no celular – foram aspectos apontados pelos especialistas.

Confira abaixo a seleção de algumas das dúvidas mais freqüentes ou clique aqui e confira todas as respostas publicadas, na íntegra :

Acesso à internet e conexões sem fio

Qual a real velocidade de conexão à internet e quanto custa navegar pelo celular? Assim como ocorre com a internet em banda larga, os especialistas afirmam que existem muitas variáveis que podem determinar se o acesso à web a partir dos telefones móveis será mais ou menos veloz, começando pelas tecnologias de cobertura empregadas (GPRS, EDGE, 1xRTT e EVDO, dentre outras). Diversos aparelhos possibilitam o uso do celular como um modem para se conectar à internet , mas é preciso obter informações sobre preços junto a cada operadora.

– É possível configurar seu computador ou notebook para que ele faça uma discagem “dial-up” usando seu celular como modem, conectando os dois dispositivos por meio de cabo, infravermelho ou Bluetooth. Neste caso, um número de discagem (*99#), APN, usuário e senha (cada operadora possui uma configuração própria) precisam ser configurados no computador/notebook. Alguns fabricantes de celular já disponibilizam softwares para gerenciar essa conexão em aparelhos como o Motorola Phone Tools e o Nokia PC Suíte – explicou Rafael Magdalena, da Brasil Telecom.

A tecnologia Bluetooth (que permite a comunicação sem fio entre dispositivos eletrônicos a pequenas distâncias uns dos outros), foi citada diversas vezes como uma alternativa para usuários que desejam transferir fotos do celular para o computador, e teve sua eficácia comparada à transmissão de dados via infravermelho. Renato Citrini, gerente de Produtos de Mobile Devices da Motorola, lembrou que além de permitir o envio de arquivos – como sons, imagens e vídeos – para outros dispositivos, o padrão bluetooth permite o uso de acessórios como fones de ouvido sem fio para fazer ligações e ouvir músicas.

” É possível configurar seu computador ou notebook para que ele faça uma discagem dial-up usando seu celular como modem (Rafael Magdalena, da Brasil Telecom) ”

– Os equipamentos Bluetooth são padronizados e podem ser feitas conexões entre dispositivos de diferentes marcas, sem problemas – ressaltou Citrini.

Questões básicas ainda complicam a vida do usuário

Alguns leitores ainda questionam como encontrar manuais em português para seus aparelhos, como baixar jogos, toques musicais (ringtones) e músicas inteiras no celular, ou ainda quanto custam os serviços interurbanos de SMS e as ligações feitas no exterior, através de roaming. Outra dúvida levantada foi a diferença entre os SMS (mensagens de texto curtas ou Short Message Service, que permitem o envio de textos até 255 caracteres em GSM e 160, em CDMA) e os MMS (mensagens multimídia, acima do limite de 160 caracteres do SMS e enriquecidas com recursos audiovisuais como imagens, sons e gráficos).

Também foi amplamente discutida a questão do bloqueio de chips de celulares pelas operadoras, desta vez com novo enfoque: de acordo com o novo regulamento do Serviço Móvel Pessoal (SMP) da Anatel, em vigor a partir de fevereiro, o desbloqueio de aparelhos pelas operadoras será obrigatório e gratuito. A Oi, que já comercializa aparelhos não bloqueados, reafirmou sua política comercial.

TV móvel, localização e banda larga são metas dos clientes mais avançados

Quem estava ansioso para acessar a programação da recém-lançada TV digital brasileira no celular soube que vai ter que esperar. O sinal digital com imagens de alta definição ainda não pode ser captado pelos celulares à venda no Brasil e a saída, por hora, é se divertir com os conteúdos da TV móvel disponibilizados por algumas operadoras – há pequenos programas (como novelas) produzidos especialmente para plataforma móvel, além de alguns programas de canais tradicionais da TV aberta e por assinatura.

A tarifação sobre o uso de serviços de GPS em aparelhos de ponta gerou perguntas, assim como o funcionamento de localizadores de aparelhos celulares dentro de uma mesma rede.

– O serviço de GPS em si não é cobrado por nenhuma operadora, já que não utiliza a conexão de dados. As aplicações de localização, por sua vez, podem baixar alguns dados de mapas, o que pode incorrer em transferência de dados, e portanto, gerar custo para o usuário. A aplicação Nokia Maps permite que você instale os dados de mapas em seu aparelho, evitando assim o uso de dados da rede e a geração de custos – disseram os desenvolvedores do Fórum Nokia.

A Vivo listou diversos aplicativos relacionados à localização que combinam informações de satélite com dados da rede da companhia, como o localizador de amigos e familiares e o Vivo Co-piloto, para navegação veicular com GPS.

A relação entre o consumo de bateria dos aparelhos, a intensidade do sinal da rede (se ele for fraco, o consumo de bateria é maior) e o processamento de jogos 3D e aplicativos em Java, considerados pesados, também foi abordada pelos especialistas no Tire Suas Dúvidas sobre Celulares.

Outras questões também foram levantadas sobre a possibilidade de usar placas ou modems externos (via USB) com chips para permitir a conexão de celulares de terceira geração a uma rede de acesso à internet em banda larga.

>> Confira todas as respostas dadas