Lista do Fachin – Aloysio Nunes

Falta de aviso não foi

[ad name=”Retangulo – Anuncios – Esquerda”]Há quanto tempo escrevo aqui sobre esse comunista de ***** – foi, junto com a Dilma, da ALN e motorista do terrorista Calos Marighela – e sobre Soros, Bilderbergs, Conferência de Bretton Woods e Guerra Híbrida?

O listão do Fachin está longe de se esgotar.
Quantos entre os denunciado estarão dispostos a fazer novas delações? É fogo de serra acima, e água de morro abaixo.
Ps.Marina e Doriana sobreviverão até 2018? Enquanto isso ministra treina subir rampas.

Michel Temer e a República dos Velhacos

E assim será com todos os governos que carregarem para dentro deles essas figurinhas mais do que carimbadas.

A Folha nos presta um grande desserviço trazendo em sua página inicial de hoje as piores possibilidades para futuros presidente: Marina, Lula, Serra, Aécio, Alckmin

Pergunto, este país tem jeito com essa turma aí no poder?[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

Pois é. Enquanto a imprensa fica falando de Dilma, que Lula bla bla bla, assuntos já encaminhados, este grupo que tá mamando há muito tempo, inclusive na Petrobras já no governo FHC, estes senhores Jucá, o Caju, Renan o Justiça (vai ver que é porque foi ministro da Justiça do ilibado FHC), Padilha, Geddel e Temer, subiram a rampa para tentar fugir da Justiça.

A maioria da imprensa foi cúmplice disso e manifestante que saiu às ruas, com discurso de moralidade, gritando fora Dilma, se não sair agora vai revelar sua verdadeira face. Não se importa de ser roubado desde que não seja por petralhas. Estes serão a mais pura hipocrisia.

E notícias ruins de tucanos não ficam nem meia hora nas manchetes. Não são somente os políticos que são cínicos não.

E cadê a Fiesp, que tem um diretor e político citado, também, e cadê o MBL?

Aécio, Dilma e Marina silenciam sobre o São Francisco

bacia do rio São Francisco

Segundo a CEMIG, hoje entram 27 m3/s de água em Três Marias e saem 158,6 m3/s. Se não chover em um mês o rio São Francisco irá cortar num trecho de 40 km. Será a primeira vez em sua história conhecida.

Dizem os estudiosos que há milhões de anos atrás o São Francisco corria para o norte e desaguava no delta que hoje é do Parnaíba. A rota mudou a partir de Pilão Arcado. Dali ele ia para o Piauí.

Mudanças geológicas alteraram o curso do rio e ele desceu na direção do que hoje é Remanso, indo desaguar entre Alagoas e Sergipe.

Dilma esteve nas obras da Transposição, como que inaugurando algum trecho, assim ganhar votos com a promessa da água abundante. Não teve coragem de visitar o São Francisco, nem dar uma única palavra aos 13 milhões de brasileiros que estão vendo seu rio morrer a cada instante.

Aliás, em 4 anos de governo, Dilma manteve-se absolutamente infensa às demandas da população ribeirinha e do próprio rio.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

Aécio, o governador de Minas, que não mexeu uma palha em defesa de seus municípios mais prejudicados, também disse que vai concluir a Transposição. Ótimo. Só não diz como vai abastecer os dez municípios de seu estado que estão praticamente sem água. Assim, o santo vai fazer milagre em território alheio, mas como todo santo, não cuida dos deveres básicos de seu território.

E Marina? Esteve no Ceará e falou que vai concluir a Transposição. Num evento de educadores católicos em Brasília misturou a Transposição com o Bolsa Família, FIES e disse que vai concluir a obra. Não falou uma única palavra sobre o São Francisco.

Nenhum deles citou a revitalização e nenhum deles cita a situação crítica da água em todo território brasileiro. O desespero da população de Itu, já ameaçando invadir a câmara de vereadores local é apenas o prefácio das revoltas que se instalarão por todo país caso o milagre das chuvas – como é bom ver as corporações técnicas e políticas invocando São Pedro! – não lhes salvar a pele.

Porém, o retorno das chuvas apenas aliviará a tragédia, mas o problema retornará cada vez mais constante e severo, ainda mais com as mudanças climáticas em andamento. Vamos pagar um preço incalculável pela exploração predatória de nossos rios.

Assim, seja qual for o eleito, se o São Francisco depender de alguma política pública – e tantos outros rios brasileiros -, a finalização de seu assassinato é questão de tempo.

Roberto Malvezzi (Gogó), Articulista do Portal EcoDebate, possui formação em Filosofia, Teologia e Estudos Sociais. Atua na Equipe CPP/CPT do São Francisco.

Eleições 2014 e pesquisas eleitorais

Pesquisas Blog do MesquitaNão preciso, mas irei declarar que não censuro ninguém.

Degolo os comentários dos intolerantes e os mal-educados.

Aliás, o deseducado. Por que aqueles, os mal-educados receberam ao menos uma má educação, ao contrário desses, os deseducados, que não receberam educação nenhuma.

Pois bem! Façam-me um favor: não publiquem no meu mural nada sobre pesquisas eleitorais.

Já me nasceram há tempos os dentes sisos, foram-se os cabelos, tenho dois netos, portando é passado o tempo no qual eu acreditava em Papai Noel.

Ps. Nessa trajetória por esse vale de lágrimas, jamais fui pesquisado sobre qualquer coisa, através de qualquer meio, nem nunca conheci alguém que tenha respondido a uma pesquisa.

Desejo que toda a tralha – D.Dilma, Aécio, Serra, Marina, Eduardo Qualquer Coisa, ‘Emaeis’ outras porcarias que ainda apareçam pedindo votos – danem-se.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Morre Dorival Caymmi

Por Ludmilla Rabello,
JB Online

RIO – O cantor Dorival Caymmi morreu, na manhã deste sábado, aos 94 anos, em seu apartamento em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Caymmi faleceu por volta das 6h, por insuficiência renal e falência múltipla de órgãos.

Segundo seu produtor, Guto, o compositor morreu ‘de velhice’, e de uma maneira só dele, ‘dormindo’.

– A doença era controlada. Ele fazia os exames todos e voltava para casa. Não queria ficar em hospital de jeito nenhum – disse.

A família ainda não decidiu onde fará o enterro, e espera a chegada do filho Dori, que mora nos Estados Unidos. O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, providenciou o velório, que acontece na tarde deste sábado, na Câmara dos vereadores.

A neta mais velha de Dorival, Stella Caymmi, disse que a saúde do avô piorou quando ele soube que a mulher, a cantora Stella Maris, estava em coma, há duas semanas.

– Essa foi a segunda internação da minha avó. Nós não contamos que ela estava em coma, mas quando ele percebeu que ela parou de ligar do hospital, ele se abalou. parece que ele só estava esperando ela voltar – disse a neta, em entrevista à Globonews.

O cantor estava doente há muitos anos e em 1999 passou por uma cirurgia para a retirada de um dos rins. O compositor estava com câncer renal e tinha pedido a família que não fosse mais internado.

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, Bahia, em 30 de Abril de 1914. Caymmi foi um dos mais importantes compositores brasileiros, além de ser reverenciado como cantor e pintor.

Filho de Durval Henrique Caymmi e Aurelina Soares Caymmi, o compositor era casado com Adelaide Tostes, a cantora Stella Maris. Dessa união, surgiu uma família musical, já que os três filhos do casal, Dori Caymmi, Danilo Caymmi e Nana Caymmi, também são cantores.

Caymmi, que tinha uma ligação forte com o candomblé, era filho de santo de Mãe Menininha, para quem escreveu em 1972 a canção em sua homenagem: Oração de Mãe Menininha, que teve a gravação mais famosa interpretado por Gal Costa e Maria Bethânia.

Caymmi gravou cerca de 20 discos em quase 64 anos de carreira e influenciou gerações de músicos brasileiros. Junto com o escritor Jorge Amado, o compositor é um dos grandes responsáveis pela imagem que se tem da Bahia no Brasil e no mundo.

A música O que é que a baiana tem, incluída no filme Banana da terra e interpretada por Carmem Miranda, foi seu primeiro sucesso e talvez ainda hoje seja sua canção mais conhecida.


Caymmi canta “o que é que a baiana tem”

Ainda em Salvador, o Caymmi fez uma série de trabalhos, inclusive como jornalista, antes de tentar a sorte como cantor de rádio, e como compositor ganhou um concurso de músicas de carnaval em 1936. A chegada ao Rio de Janeiro aconteceu dois anos mais tarde, com o objetivo da viagem era participar do curso preparatório de Direito.

Entre as canções mais famosas de Caymmi, estão A Lenda do Abaeté, Promessa de Pescador, É Doce Morrer no Mar, Marina, Não Tem Solução, João Valentão, Maracangalha, Saudade de Itapuã, Samba da Minha Terra, Lá Vem a Baiana, Saudades da Bahia e Rosa Morena.

>> Biografia de Dorival Caymmi