Temer sobe para 53/%. Ddesaprovação

Após entrevista, reprovação de Temer cresce 24,28% e chega a 53,75% nas redes sociais.Renan Calheiros, Michel Temer e Rodrigo Maia em entrevista no domingo

Renan Calheiros, Michel Temer e Rodrigo Maia em entrevista no domingo

Índice de aprovação caiu 18,71%, chegando a 11,08%

Após a coletiva de imprensa, domingo (27) com os presidentes da República, Michel Temer, do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sobre a polêmica envolvendo as denúncias do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, e também após a entrevista do próprio Calero, o índice geral de aprovação de Michel Temer caiu em 18,71%, em comparação ao dia 20 de novembro.

O índice de indecisos reduziu em 18,44% e o índice de reprovação aumentou em 24,28%, com a migração, em sua maioria, de indecisos.

Os dados são da Ripjar.com – empresa que criou uma plataforma de inteligência de dados que analisa, interage e visualiza dados em tempo real na internet.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

Gilmar Mendes: Gravação de Calero é inusitada

Ministro do STF minimizou acusações a GeddelGilmar Mendes afirmou que a atitude de Calero de gravar a conversa com Temer deveria ir para o Guiness caso realmente tenha acontecido

 O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou nesta sexta-feira (25) que, se o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, realmente gravou a conversa com o presidente Michel Temer, seria “um fato que vai para o Guiness (livro de recordes)”.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

Além disso, Gilmar minimizou as acusações que envolvem o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, afirmando que elas “estão sendo magnificadas”.

O ministro fez as declarações antes de saber da demissão de Geddel. As informações são do G1.

Mendes participa de um seminário na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista, no qual debateu os 20 anos da lei de arbitragem no país.

“As coisas acho que a meu ver estão sendo magnificadas. Na verdade há uma grande confusão. Hoje lendo em diversos jornais eu vejo algo assim inusitado, a história de que o ministro teria gravado o presidente da República”, disse.

Gilmar Mendes afirmou que a atitude de Calero de gravar a conversa com Temer deveria ir para o Guiness caso realmente tenha acontecido.

“De fato, se isso ocorreu é um fato que vai para o Guinness, alguma coisa realmente inusitada e claro absolutamente despropositada.

Um profissional, do ministério, do Itamaraty, tenha este tipo de conduta, suscita realmente bastante preocupação”, disse Mendes no seminário da Fiesp.

“Mas eu acredito que este episódio será tratado pelos meios adequados e terá o devido encaminhamento. Nós temos crises maiores e temos desafios maiores do que um episódio relativo a um flat longínquo numa praia aí da Bahia”, adicionou Mendes, tentando minimizar a importância do caso.
JB