José Albano – Versos na tarde – 04/06/2015

Esparsa José Albano ¹ Há no meu peito uma porta A bater continuamente; Dentro a esperança jaz morta E o coração jaz doente Em toda parte onde eu ando, ouço este ruído infindo: São as tristezas entrando E as alegrias saindo ¹ José Albano * Fortaleza, CE. – 12 de Abril de 1882 d.C + … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , ,

Versos na tarde – José Albano – 24/11/2012

Esparsa José Albano¹ Há no meu peito uma porta A bater continuamente; Dentro a esperança jaz morta E o coração jaz doente Em toda parte onde eu ando, ouço este ruído infindo: São as tristezas entrando E as alegrias saindo ¹José Albano * Fortaleza, CE. – 12 de Abril de 1882 d.C + Montauban, França … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , ,

José Albano – Versos na tarde

Esparsa José Albano¹ Há no meu peito uma porta A bater continuamente; Dentro a esperança jaz morta E o coração jaz doente Em toda parte onde eu ando, ouço este ruído infindo: São as tristezas entrando E as alegrias saindo ¹José Albano * Fortaleza, CE. – 12 de Abril de 1882 d.C + Montauban, França … Continued

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , ,