Clique Aqui>> Um olhar fora da bolha: Fatos & Fotos 14/07/2020

Gripezinha & Resfriadinho para idiotas.

Com a Covid-19 morreram 72.100 pessoas no Brasil (até agora). Essa catástrofe equivale, em mortos, aos soldados franceses e russos trucidados na Batalha de Borodino em 1812, durante a #invasão napoelônica à Rússia.
Lamntável que bicada de avestruz…

*****

Hoje, 231 anos de um dos maires blefes da história.

A Tomada da Bastilha foi incentivada pela burguesia, e foi o estopim da “Revolução” Francesa. Houve somente troca de guarda. Saíram Nobreza e Clero, assumiu a burguesia. O povo?, hahahaha!, até hoje “leva fumo”!

*****

Da série: Monalisas LX

*****

Aldemir Martins – “Jaca”
Acrílica sobre tela,1992 – 35 x 85 cm

*****

A luta anônima de três Brasileiros contra
sites de fake news

Atuando no anonimato desde maio, idealizadores do movimento Sleeping Giants Brasil estimam ter feito com que páginas propagadoras de notícias falsas tenham deixado de embolsar R$ 448 mil por mês. Por temerem ameaças como as sofridas pelo criador da versão original e sua família nos Estados Unidos, os idealizadores do projeto brasileiro não dão nenhuma pista de suas identidades. Eles só toparam conversar via mensagens diretas no Twitter, não aceitando passar nenhuma outra forma de contato.

*****

A trolha é deste tamanho!

Janaina Paschoal tenta impedir que CPI das Fake News envie relatório ao MP. Investigações sobre fake news podem atingir diretamente o PSL, partido da deputada estadual Janaína Paschoal.

*****

A Enluarada, A Divina. Escolha um adjetivo. Elizeth Cardoso faria 100 anos neste 16 de julho.
Ouçam Elizeth Cardoso em “Samba em Preludio”, em dueto com Baden em 1975, obra prima de Vinícios de Moraes e Baden Powell.

*****

Escultura de Marc Perez

*****

Trash Riot – s/t – s/d
ArtesPlásticas Surrealismo

*****

Falta de investimento na infância é uma tragédia no Brasil.

Após 30 anos de vigência do Estatuto da Criançae do Adolescente, ECA, o país falhou em tratar infância como política prioritária e em proteger menores da violência. Mais de 10 mil adolescentes, especialmente adolescentes negros, são assassinados todos os anos. Isso ganhou uma característica de extermínio da população negra e jovem e muito pouco foi feito para enfrentar essa tragédia social. O Estado brasileiro precisa garantir o fim da impunidade dos responsáveis pelos assassinatos de adolescentes e jovens.
É preciso mais investimento ou corremos o risco de perder tudo o que foi feito nos últimos 30 anos.

*****

*****

Henri Matisse
Nu couché aux yex bleus,1936

*****

Brasil da série:
“A vida como não deveria ser”!

São 4,4 milhões de crianças vivendo na miséria.
Crianças que vivem na pobreza extrema enfrentam uma dura realidade, marcada pela fome, o maior risco de contrair doenças e, muitas vezes, o trabalho infantil

Abandono, crueldade, miséria e ausênicias, fantasia e realidade, soberba e submissão, avareza e dom de mentir são apenas algumas das características que haverão de marcar essas crianças por toda a vida.

*****

A TVBobo adotou duas cláusulas pétreas: o Juegues e o Goro.

*****

*****

Cerâmica de Alan Wallwork

*****

Pintura de FlorianoTeixeira

*****

Michel Reale Jr. deixa o PSDB batendo na tucanada

Autor do pedido de impeachment deixa o PSDB e fala em “túmulo” do partidoReale diz que desistiu do PSDB "diante de tantas vacilações e fragilidades"

Reale diz que desistiu do PSDB “diante de tantas vacilações e fragilidades”

Saída ocorre após tucanos decidirem permanecer na base aliada do governo Temer
[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

“Espero que o partido encontre um muro suficientemente grande que possa servir de túmulo”, disse Reale, ao jornal O Estado de S.Paulo, acrescentando que sua saída do partido será oficializada nesta terça-feira (13) por meio de carta ao diretório nacional.

Para o jurista, que já chegou a defender o impeachment de Michel Temer, o PSDB foi fraco eticamente e que sua saída do partido se dá, portanto, “diante de tantas vacilações e fragilidades”.

“Foi difícil sair de um partido do qual fui vice-presidente em São Paulo, amigo de todos seus dirigentes, compartilhei ideais e esperanças, mas desisti diante de tantas vacilações e fragilidades onde não se pode ser fraco que é diante da afronta à ética”, completou.

Após a decisão do PSDB, na noite desta segunda-feira (12), o presidente nacional interino do PSDB,  senador Tasso Jereissati (CE), disse que o partido segue na base de apoio ao governo Michel Temer, mas que serão feitas avaliações diárias dos cenários políticos.

Contudo, Tasso defendeu que o partido recorra da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que absolveu a chapa Dilma-Temer. Ele disse que os advogados do partido vão aguardar a publicação do acórdão e depois submeter a decisão à executiva.

“Eu, como presidente, penso que devemos recorrer. O advogado quer esperar a publicação [do acórdão]. Vamos continuar no governo Temer, sem deixar de lado as nossas convicções. E eu estou convicto de que houve corrupção na eleição de 2014”.

Perguntado se essa posição não seria incoerente, o tucano reconheceu que sim, mas que prefere seguir suas convicções. “Com certeza há uma incoerência nisso, mas foi a história que nos impôs. Esse não é o meu governo, nem o governo dos meus sonhos. Não votei nele [Temer] nem nela [Dilma]. Estamos juntos para dar a estabilidade que o país precisa. Estaria mais confortável com alguém do PSDB [na Presidência]”.

Integrantes do PSDB decidiram na noite desta segunda-feira (12) continuar no governo Temer
Integrantes do PSDB decidiram na noite desta segunda-feira (12) continuar no governo Temer

Aliança

“Vamos avaliar [o governo] diariamente. Todos os dias têm surgido fatos novos e vamos estar atentos”, disse o senador ao final da reunião da executiva nacional, que durou mais de seis horas.

Segundo Jereissati, não houve deliberação do partido sobre a permanência no governo, mas a maioria da legenda entende que um eventual desembarque agora iria prejudicar as reformas. “O partido está unido, mas tem divergências. O partido não tem dono, nem é autoritário. Quem é mais velho lembra que ja tivemos crise e no momento exato seguiremos unidos”, disse.

Denúncia

Sobre uma eventual denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer, Jereissati disse que o partido não fechará questão e os deputados ficarão livres para votar ( a Câmara é quem decide se autoriza a abertura do processo de investigação contra o presidente). “Vai ser uma decisão da Câmara e cada deputado vai votar da maneira que quiser. Não existe nada de fechar questão em relação a isso. A bancada tem opiniões diferente, vai ser um voto de consciência e não uma decisão partidário. Se tiver um acontecimento muito grave, a opinião vai ser diferente e vamos chamar a bancada e conversar sobre isso”, disse.

Com Agência Brasil

Dra. Janaína: Legalizar o tráfico?

Eminente Mestra, Professora Doutora em Direito Penal, Excelentíssima Sra. Janaína Paschoal, perdoe a audácia desse mero, e medíocre bacharel em direito, em admoestar tão ilustre rábula, brilhante estela – é estela mesmo – de todos os saberes, gestada nos seculares bancos da Salamanca do Largo de São Francisco.

janaina-paschoalblog-do-mesquita


Mas, senhora, se é tráfico não é possível legalizá-lo. Pode-se legalizar o uso, e aí deixa de ser tráfico.

Legalizar o tráfico seria uma jurisprudência espantosa.

[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]