Karl Marx era melhor que Nostradamus

Que centúrias que nada!

Nostradamus, Mãe Dinah, Irmã Jurema, Pai Ambrósio, como videntes e advinhos, não dão nem pro começo diante do velho, e sempre atual, Karl Marx.

Olha só o que o barbudo alemão escreveu em 1867 no célebre “O Capital”:

“Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado”.

A bola de cristal, quer dizer, os neurônios do filósofo do socialismo, deviam ser mesmo de alta resolução.