Tópicos do dia – 25/08/2012

11:55:10
Eleições 2012. Propaganda eleitoral.

Assisto, misto de masoquismo e consciência de cidadania, propaganda eleitoral na TV.
Não há diferença entre essa turma. Não há fidelidade a partidos, ideologia, ética, convicção, pricípios ou compromisso com o povo. Somente há interesse pessoal e dos grupos que os financiam. Por que não fico admirado? Ou nauseado?

11:56:04
Barrichello: no Brasil é assim.

– Piloto com a carreira mais longa da história da F1
– Presente no melhor momento da historia, da equipe mais tradicional da F1
– Reconhecido e respeitado na Europa pela altissima capacidade em acertos de carros
– Quinto piloto da história em número de pontos
– Muitas vezes Vice-Campeão Mundial, perdendo “apenas” para o melhor piloto de toda a história
– Passou a carreira toda com a responsabilidade de substituir um ídolo insubstituível
– Foi declarado praticamente aposentado, a 1 mês do ínicio da temporada de 2009 aceitou convite de uma equipe estreante, equipe no qual se recuperou no meio da temporada e brigou pelo título até a ultima prova.
– TODA ESSA INSISTÊNCIA, SENDO ZOMBADO SOMENTE PELO PAÍS QUE DEFENDE, E QUE REPRESENTA ! E VOCÊ? SERIA CAPAZ?
Retirado de Lotse. De: N.Driver

13:05:18
Brasil: da série “O tamanho do buraco”.

Criado mais um ralo, onde o seu, o meu, o nosso sofrido dinheirinho irá ser sugado. Silente como um fio d’água, o governo aprovou, via Medida Provisória – uma excrescência constitucional -, a criação de mais uma, mais uma; mais uma; empresa estatal. A SEGUROBRAS.
O nome oficial do pantagruélico monstrengo é Agência Brasileira Gestora de Fundos e Garantias. Na MPO, são esses os objetivos do novo cabide para empregos e armazém de maracutaias:
“… viabilizar as apólices e as garantias de obras de infraestrutura”. Então tá!
PS. A ‘empresa’ poderá competir com as seguradoras privadas em ramos como habitação, crédito estudantil, exportação e até o de veículos, o maior do país.

14:34:37
PT pegue com a mão na cumbuca. A conexão paraibana.

Cacete. Não tem fim. Putz! Como é que ainda tem candidato desse partido – nem pior nem melhor que as outras porcarias de partidos – que ainda têm o desplante de apregoarem moralidade e a insuportavelmente midiática, “transparência”? Leiam isso:
A conexão paraibana
A Polícia Federal reabre uma investigação sobre suspeitas de desvios em contrato de R$ 27 milhões da Infraero com uma agência de publicidade da Paraíba ligada ao PT -> mais aqui

19:04:54
Confissão liga vice de Serra a ‘máfia da Mooca’

A investigação da Policia Federal sobre a “Máfia da Mooca”, que controla o milionário fornecimento de uniformes e kits escolares à prefeitura de São Paulo, ganhou o reforço com as revelações de Djalma S. Silva, ex-diretor da Diana Paolucci, empresa do esquema, comprometendo o ex-secretário de Educação Alexandre Schneider, vice na chapa de José Serra (PSDB) à prefeitura paulistana.

Aval tucano
Alexandre Schneider, segundo a denúncia, deu aval para a atuação da suposta máfia no período em que ocupou a Secretaria da Educação.

Negócio da China
O esquema vendeu kits (mochilas, com cadernos e lápis) por R$ 80, à prefeitura de São Paulo, comprados na China por um dólar.
coluna Claudio Humberto 


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

FHC: Dilma espanta ‘fantasmas’ da privatização

A privatização dos aeroportos pode não ser o avanço aclamado pelo governo, com não é, também, necessariamente, a estagnação de mais um setor da economia, como argumentam setores sindicais, que ainda dizem que será mais um setor vital brasileiro que vai ficar sob o controle dos capitalistas privados.

O certo mesmo, e aí onde mora o perigo da ineficiência, é que a estatal Infraero participará das principais decisões por ser acionista relevante.
José Mesquita – Editor


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso levou à web um comentário sobre a primeira grande privatização da Era petista.

Em tom de desabafo, disse que a concessão de aeroportos à iniciativa privada “desmistifica essa questão”.

Desaparece de cena, segundo ele, a tese segundo a qual é “o demônio que privatiza”.

Ele celebra: “Tudo isso são fantasmas que estão desaparecendo, porque o Brasil está mais maduro.”

Sempre alvejado pelo PT por ter levado ao martelo a mineradora Vale e as companhias telefônicas, FHC comparou: “Quantas críticas eu ouvi de que o BNDES participava das provatizações. E agora? Continua participando. Tem que participar, para financiar.”

Prosseguiu: “Outras críticas, também no meu tempo: Ah, mas tem dinheiro dos fundos pensão [de empresas estatais]. Fundos de pensão são pra isso. São pra investir. E agora que as taxas de juros estão caindo, tem que investir mas. Não há nada de errado nisso.”[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

A manifestação de FHC foi veiculada no site ‘Observador Político’, vinculado ao instituto que leva seu nome.

Foi ecoado também na página que o ex-presidente mantém no Facebook.

De vidraça, FHC converteu-se em estilingue:
“Espero que, agora, os aeroportos comecem a funcionar. E que dê tempo de fazer tudo isso até a Copa.”

Ele realça o papel fiscalizador das agências regulatórias.

“Se as empresas que ganharam [os leilões de Brasília, Cumbica e Viracopos] não forem competentes vai ter problemas, mas tem as agências [para fiscalizar]”.

PMDB vai meter a mão na verba de duas Argentinas

Brasil: da série “Acorda Brasil”!

Veja só, meu desavisado e caro, bote caro nisso, leitor. Você aí, ainda encantado com o gol que o Robinho enfiou na “azzura”, com o frangaço, ops, fracasso, do Filipão no Chelsea, nem desconfia quem, como e onde, mete a mãozona, a boca e tudo mais que servir, no seu, no meu, no nosso sofrido dinheirinho.

Com essa turma — quem sabe não acabem enquadrados no crime de formação de quadrilha?que está citada na reportagem aí abaixo, só gritando “Valha-me Deus”!

PMDB vai administrar mais de duas Argentinas
Orçamento nas mãos dos peemedebistas corresponde a mais do que o dobro do dinheiro público gasto pela Argentina em 2008

O dinheiro público administrado pelo PMDB em 2009 ultrapassa em mais de duas vezes o orçamento federal da Argentina. Sem contar as prefeituras, o partido controla cerca de R$ 258,9 bilhões, divididos em seis ministérios, sete governos estaduais, a Câmara e o Senado.

Com muito dinheiro na mão, os peemedebistas se fortalecem para a disputa de 2010. As eleições de José Sarney e Michel Temer para o comando do Legislativo têm o objetivo de assegurar também o domínio político.

A Argentina tem um orçamento federal correspondente a R$ 106 bilhões. O caixa bilionário administrado pelo PMDB equivale a 16,1% de todo o dinheiro previsto para ser gasto este ano pelo governo federal, R$ 1,6 trilhão, sem contar o corte de R$ 37 bilhões anunciado pelo Ministério do Planejamento.

Apesar do tesouro nas mãos, o partido quer mais. A voracidade do PMDB por cargos e verbas aparece nos sinais emitidos por senadores e deputados ligados aos grupos de Sarney, no Senado, e Temer, na Câmara. As duas alas travam, também, uma disputa interna por postos já ocupados por peemedebistas.

Na Infraero, por exemplo, o PMDB concorre com o PTB, partido do senador Gim Argello (DF), um dos articuladores da vitória de Sarney. Os petebistas estão de olho na diretoria comercial da estatal, mas os peemedebistas querem a presidência e demais diretorias da empresa, subordinada ao Ministério da Defesa, pasta sob o comando de Nelson Jobim, do PMDB.

Internamente, o nome mais cotado para o lugar do brigadeiro Cleonilson Nicácio é Rogério Abdala, atualmente na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), também na cota do PMDB. O nome de Abdala já teria aval duplo de Sarney de Temer, além da aprovação de Jobim.

Câmara

Com a vitória de Temer, o grupo comandado pelo deputado Eduardo Cunha (RJ) ganhou força nas disputas para ocupar as presidências das comissões temáticas mais importantes da Câmara. Pela composição do bloco que elegeu Temer, o PMDB tem na sua mão as primeiras doze escolhas das vinte comissões permanentes.

Continue lendo

Internet gratuita em aeroportos do Brasil

Doze aeroportos terão internet sem fio gratuita, diz Infraero. Serviço deverá estar disponível em dezembro.
Investimento para instalação é de cerca de R$ 1 milhão.

Do G1, em São Paulo

A partir de dezembro, 12 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) darão acesso gratuito à internet em todas as áreas, inclusive nas salas de embarque. Segundo a Infraero, inicialmente, a implantação da infra-estrutura wireless vai beneficiar passageiros que passarem por Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Santos Dumont (RJ), Congonhas (SP), Salvador (BA), Recife (PE), Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Curitiba (PR) e Belém (PA).

O investimento para a instalação do serviço é de cerca de R$ 1 milhão. A Infraero informa que outros 20 terminais aéreos devem oferecer rede sem fio em 2009.

O presidente da empresa, Sergio Gaudenzi, disse, por meio de nota, que os usuários serão os maiores beneficiados. “Os aeroportos já se preparam para a alta estação e, sem dúvida, este é um dos serviços que facilita a vida de quem estiver embarcando, fazendo conexões ou simplesmente transitando pelos nossos aeroportos.”

Ainda de acordo com a Infraero, o sistema terá capacidade de detectar pontos de acesso intrusos, anulando-os e controlando as potências irradiadas dos pontos autorizados para que não interfiram uns nos outros.

Brasil – Da série “só dói quando eu rio”

Leio que funcionários da Infraero “ameçam paralisação caso não recebam bônus de fim de ano”.

Uáu!

Bônus, é prêmio por desempenho. Os funcionários devem estar achando que têm prestado excelentes serviços aos usuários do transporte aéreo no Brasil.

Zê Bêdêu, o derradeiro abestado crédulo da Praça do Ferreira, disse que vai até o aeroporto Pinto Martins só para perguntar aos funcionários locais da Infraero: “e prá beber vão querer o quê?”