Dilma dá entrada no hospital depois de sentir fortes dores

foto-ministra-dilma-rousseff-cancer
Dilma Rousseff chega ao predio do CCBB, em Brasília, nesta segunda.

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, passou mal nesta segunda-feira em reação ao tratamento de quimioterapia preventiva contra câncer, segundo um primeiro diagnóstico de seus médicos.

Ela se sentiu mal no começo da tarde. Ao final do dia, queixando-se do aumento da intensidade da dor, foi a um hospital e tomou medicamento contra a dor. Por volta das 22h, seus médicos providenciavam um transporte aéreo para que ela fosse levada ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para avaliação mais detalhada. No mesmo horário, o governo preparava uma nota para informar o estado de saúde da ministra.

Em 25 de abril, Dilma anunciou a retirada de nódulo de 2,5 centímetros da axila esquerda. O tratamento, considerado preventivo, deverá durar quatro meses. Segundo os médicos, as chances de cura são superiores a 90%.

Ao longo do dia, a ministra teve uma rotina bastante atípica em Brasília. Chegou por volta das 9h30 na sede temporária da Presidência da República em Brasília, no Centro Cultural Banco do Brasil. Segundo assessores, ela se reuniu com o presidente em exercício, José Alencar, e com técnicos dos ministérios do Planejamento e Integração Nacional.

Por volta de 11h30, a ministra deixou o local de trabalho, sem dar entrevista. Só voltou pouco antes das 16h, para uma reunião com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Menos de uma hora depois, a ministra deixou novamente a sede da Presidência, desta vez por uma portaria lateral e acompanhada da secretária-executiva, Erenice Guerra.

Na sexta-feira passada, em entrevista coletiva na base aérea de Brasília, ela disse estar se sentido muito bem. “Olha, eu, eu… eu não tenho outro jeito de falar o seguinte, hoje eu estou muito bem, vocês podem ver, eu estou me sentindo bem, não tenho enjoo, não tenho nenhum cansaço. Então, a minha químio saiu muito bem, obrigada”, disse ela, na ocasião.

do Folha OnLine

Chiquinho Scarpa deu entrada no Hospital Sírio Libanês

foto-empresario-chiquinho-scarpa-hospital-sirio-libanes-internado
Empresário está no Hospital Sírio Libanês, na região central.
Família não divulgou o motivo da internação.

O empresário Chiquinho Scarpa está internado em São Paulo, no Hospital Sírio Libanês, na região central. A família não autorizou o hospital a dar informações sobre o paciente e nem o motivo da internação.

Por telefone, a mãe dele, Patsy Scarpa, informou no início da tarde desta quarta-feira (29) que Scarpa “não está em coma”, mas não quis dizer por que ele foi levado ao Sírio Libanês. “Ele está melhorando. Está sedado para não sentir dor. Não tem coma nenhum”.

do G1

Clodovil sofre queda e é internado em estado grave

Deputado Federal Clodovil que foi absolvido pelo TSE na quinta-feira(12) teve na madrugada de hoje(16) um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

O deputado federal Clodovil Hernandes, do Partido da República (PR), foi internado na madrugada desta segunda-feira (16), na UTI de um hospital particular de Brasília (DF). De acordo com informações de sua assessoria de imprensa, ele teria caído da cama e batido com a cabeça no chão, mas as últimas informações confirmam que antes da queda, Clodovil teve um AVC.

Clodovil teve hemorragia no lado esquerdo do cérebro e, em princípio, os médicos avaliaram que não se trata de caso para cirurgia e fazem a retirada de coágulos por meio de um catéter. O estado de saúde dele é considerado grave e ele está sedado e com pressão alta.

do G1

Direito de Morrer – Mulher Italiana em coma há 17 anos, sofrerá eutanásia

direito-de-morrer-mulher-italiana-em-coma-ha-17-anos-sofrera-eutanasia-eluana-englaro

Eluana Englaro, de 37 anos, deve sofrer eutanásia.
Procedimento ocorrerá após dez anos de polêmicas e de disputa judicial.

Eluana Englaro, a italiana que se tornou um símbolo do movimento pró-eutanásia, foi transferida nesta terça-feira (3) para um hospital da cidade de Udine onde vai morrer pacificamente.

A ambulância que levou Eluana, de 37 anos, deixou a clínica onde ela estava em Lecco, próximo a Milão, desde que entrou em estado vegetativo após sofrer um acidente de carro 17 anos atrás.

Um grupo de manifestantes contrários à eutanásia tentou evitar a saída do veículo. Eles gritavam “Não a matem“, segundo a agência Ansa.

A decisão de permitir o fim da vida de Eluana gerou um imento debate na Itália, com o Vaticano apoiando os adversários do “direito de morrer“.

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Em 21 de janeiro, um tribunal de Milão derrubou uma decisão de autoridades regionais que impedia os hospitais da região de cooperar com o fim da vida de Eluana. Isso encerrou a batalha judicial de dez anos travada pelo pai de Eluana, Beppino.

Um clínica geriátrica de Udine ofereceu-se para encerrar a vida de Eluana, dizendo-se preparada para os procedimentos.

No domingo, o Papa Bento XVI rejeitou a eutanásia como uma “falsa resposta” ao sofrimento, dizendo que aqueles que estão com dor deveriam ter ajuda para enfrentá-la. O pontífice apoiou a campanha da Igreja Católica contra a eutanásia de Eluana.

Os médicos calculam que, retirada a sonda, Eluana deve demorar 15 dias para morrer.

do G1

Jovem internada com infecção grave no Mato Grosso do Sul. Sushi estragado pode ser o motivo

Após acompanhar na ultimas semanas o drama do caso da modelo Mariana Bridi, surge outro caso de infecção por bactérias. O motivo, apesar de não confirmado, pode ter sido a ingestão de sushi (comida japonesa feita com peixe crú) estragado.

Veja mais abaixo:

Jovem intoxicada depois de comer sushi contaminado continua internada

Ainda não tem previsão de alta a jovem de 20 anos, que comeu um sushi com suspeita de estar contaminado segue em estado grave em hospital de Campo Grande.

O estado dela é considerado muito grave pelos médicos. A moça que trabalha em um shopping da Capital, está sedada e respira com a ajuda de aparelhos.


YouTube: Vídeo com a matéria do jornal MS Record

A filha de Dona Lucy luta contra uma infecção generalizada causada por alimentos contaminados por coliformes fecais. Apreensiva, ela tem esperanças que a jovem melhore.

“Ela [Paula] apresentou uma pequena melhora em alguns órgãos”, disse a mãe de Paula, Lucy Cáceres Santana.

Segundo os médicos, o estado de saúde de Paula Santana, de 20 anos, é grave. Ela foi hospitalizada com quadro de insuficiência renal. Está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos.

A jovem está internada na UTI de um hospital de Campo Grande há mais de uma semana. A família suspeita que Paula contraiu a infecção depois de comer sushi, um prato da culinária japonesa feito com peixe cru.

O namorado de Paula, o representante comercial Anderson Mendonça Machado conta que comprou o sushi em um supermercado e foi almoçar em um shopping. Ele preferiu comer sanduíche.

A médica responsável pelo atendimento confirma que o quadro é de infecção alimentar, mas não tem como precisar o quê desencadeou o problema. Paula está com vários órgãos afetados e ainda corre risco de morrer.

“Sem o tratamento adequado, a jovem não sobreviveria”, finalizou a médica Thaís Vendas.

Fonte: MS Record

Óctuplos – Mulher deu a luz a 8 bebês

1, 2, 3, 4, 5, 6 ,7 …. 8… OITO? Essa notícia é no mínimo curiosa…
O oitavo bebê não era esperado.

veja matéria abaixo:

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Os médicos que participaram da cesariana dos óctuplos nascidos na segunda-feira em Los Angeles, na Califórnia, disseram que esperavam o nascimento de apenas sete bebês.

“Foi um choque, principalmente com o oitavo bebê”, disse a médica Karen Maples.

A mãe, os seis meninos e as duas meninas estão em bom estado.

Segundo os médicos, os bebês pesam entre pouco mais de meio quilo e um quilo e meio.

“As crianças gritavam e choravam muito vigorosamente. Sua mãe se encontra muito bem.

As expectativas são boas”, disse Harold Henry, um dos médicos do hospital.

Os médicos do hospital têm esperança de que os oito bebês sobrevivam, embora tenham esclarecido que as próximas 72 horas serão cruciais.

“Teremos que prestar muita atenção e ter muito cuidado nos próximos dias”, frisou Henry.

Segundo o “Los Angeles Times”, o primeiro parto de óctuplos nos EUA ocorreu em Houston, no Texas, em 1998.

Na ocasião, foram seis meninas e dois meninos. Uma das crianças morreu uma semana depois.

O hospital disse que não vai divulgar o nome e a procedência da mãe, nem se ela passou por inseminação artificial.

Fonte: G1