EUA autoriza primeiro medicamento fabricado com impressora 3D

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) autorizou o primeiro medicamento fabricado com uma impressora 3D, informou o laboratório Aprecia Pharmaceuticals, que produz pílulas solúveis para tratar crises de epilepsia.

A companhia, com sede em Oslo, informou em um comunicado publicado em seu site, que seu sistema de impressão 3D pode produzir doses com até 1.000 miligramas por comprimido.

O remédio, o Spritam (Levetiracetam), já é vendido em outras formas.

Sistema de impressão 3D pode produzir doses com até 1.000 miligramas por comprimido
Sistema de impressão 3D pode produzir doses com até 1.000 miligramas por comprimido.

Segundo o comunicado, o laboratório informou que pretende desenvolver outros medicamentos através da tecnologia 3D nos próximos anos.

A FDA já havia aprovado a comercialização de materiais médicos, como próteses, fabricados por impressoras 3D.
Fonte: Jornal do Brasil


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]