EUA teme ataque de hackers russos no dia das eleições

O governo dos Estados Unidos teme um ataque massivo de hackers russos no dia das eleições presidenciais, em 8 de novembro.

De acordo com a emissora NBC, foi criada uma força-tarefa sem precedente coordenada pela Casa Branca e pelo Departamento de Segurança Nacional, com apoio do Pentágono e das principais agências de segurança, da CIA à NSA. [ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

Nos últimos meses, fontes do governo norte-americano acusaram hackers russos de invadirem sistemas e divulgarem informações confidenciais.

Um desses ataques teria violado o sistema do Pentágono.

Além disso, a candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, diz que a Rússia apoia o seu adversário, o republicano Donald Trump.

Washington está se preparando para o pior cenário, o qual envolveria um ciberataque total ou parcial que derrubasse a rede elétrica ou a conexão à Internet nos Estados Unidos.

Mas os agentes também estão trabalhando para montar ações contra manipulação e desinformação nas redes sociais, como Twitter e Facebook, onde poderiam ser publicados documentos falsos.

TSE aponta suspeitas de irregularidades na chapa Dilma-Temer

A Corregedoria-Geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu o laudo de peritos que identificou que as empresas Rede Seg, VTPB e Focal não apresentaram documentos hábeis a comprovar que os gastos eleitorais contratados pela chapa presidencial eleita em 2014 (Dilma Rousseff e Michel Temer) foram entregues em sua integralidade à campanha vitoriosa. TSE aponta suspeitas de irregularidades na chapa Dilma-Temer

Por outro lado, o laudo pericial indicou que a Editora Gráfica Atitude não foi contratada pela chapa presidencial eleita em 2014, como chegou a suspeitar o PSDB em sua ação impetrada no Tribunal logo após a eleição presidencial.

O documento, de 220 páginas, foi entregue à ministra Maria Thereza de Assis Moura, corregedora do TSE. A ministra juntou o laudo às ações, marcou as datas de depoimentos de delatores e autorizou que sejam ouvidois dirigentes da Andrade Gutierrez, assim como outros delatores e colaboradores na força-tarefa da Lava Jato.
[ad name=”Retangulo – Anuncios – Duplo”]

Lula a Alckmin: Seria mais proveitoso explicar desvios no metrô e na merenda

Alckmin declarou que ” Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção”

Brasil,Políticos,Lula,Alkmin,Petrolão,Metrõ de São Paulo,Corrupção,Blog do Mesquita

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu às críticas do governador de São Paulo (PSDB), Geraldo Alckmin, neste sábado (30).

O tucano havia destacado mais cedo que “Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção”.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

“Seria mais proveitoso para a população de São Paulo se a imprensa perguntasse e o governador explicasse os desvios nas obras do metrô e na merenda escolar, a violência contra os estudantes e os números maquiados de homicídios no estado, ao invés de tentar desviar a atenção para um apartamento que não é e nunca foi de Lula”, disse a assessoria de imprensa do Instituto Lula por meio de nota.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, também criticou a declaração de Alckmin, e sugeriu que em vez de atacar Lula Alckmin cuide do seu governo, “que está tirando comida da boca das crianças”.

Alckmin declarou em entrevista que ” Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção, sem compromisso com as questões de natureza ética, sem limites”.

O governador ainda se disse “triste” com as recentes denúncias que tentam envolver o nome do ex-presidente Lula.

“É muito triste o que nós estamos vendo, e o que a sociedade espera é que seja apurado com rigor e que se faça justiça”, disse o tucano.
JB

Política canibal: Senadores fazem exigências para reconduzir Temer ao comando do PMDB

Eunício e Renan querem presidência do Senado e liderança de bancada em troca de apoio a TemerCaciques do PMDB já consideram não lançar candidatura alternativa à de Michel Temer, atual presidente nacional do partido, e apoiar o vice-presidente da República para se reeleger na eleição de março.

Há, porém, uma lista de exigências colocadas na mesa sobretudo por senadores peemedebistas.

Eunício e Renan querem presidência do Senado e liderança de bancada em troca de apoio a Temer

De acordo com o jornal “Folha de S.Paulo” desta terça-feira (19), o senador Romero Jucá (RR) deve ser designado para a primeira vice-presidência do partido.

Os pedidos a Temer incluem, ainda, o apoio à eleição de Eunício Oliveira (CE) para a presidência do Senado em 2017, quando Renan, após dois mandatos, deixará o posto e ficará impedido de se reeleger.

Renan, então, pelo acordo, se tornaria o líder da bancada do PMDB no Senado.

Como Valdir Raupp é o atual primeiro vice-presidente e não foi contemplado na cúpula do comando do partido, a ele seria destinada a presidência da Fundação Ulysses Guimarães, hoje sob o comando de Moreira Franco.

O impasse, que só deve ser decidido às vésperas da convenção do partido, é se Temer renunciaria ao cargo, como quer o grupo de Renan Calheiros, ou se apenas se licenciaria, deixando Jucá no comando da sigla interinamente, como quer o próprio Temer.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Internet – Obama em números!!!!

todos-os-gadgets-do-presidente-obama-eua

Todos os GadGets do Presidente!!!

– 510 promessas eleitorias feitas durante a campanha, segundo o site Politifact.com. Todas serão acompanhadas pelo medidor “Obameter

– 750 milhões de dólares arrecadados na campanha, recorde histórico superior à combinação do total das arrecadações dos indicados pelo dois maiores partidos do EUA quatro anos atrás. George W.Bush e John Kerry somaram US$ 653 milhões em 2004, incluindo fundos públicos.

– 24 mil sites são administrados diretamente por algum órgão oficial americano

– 13 milhões de nomes e e-mails no banco de dados da campanha de Obama

– 50 milhões  – A grife Blackberry aumentou em cerca de US$ 50 milhões seu valor de mercado, segundo especialistas, por conta da exposição nas mãos de Obama

– 1 milhão de “amigos” no Myspace

– 280 mil “seguidores” no Twitter

– 164 mil inscritos no canal de Obama no YouTube

– 5 milhões de fãs no Facebook

da Galileu

Internet. Propaganda eleitoral não é regulada pelo TSE

Embora os partidos políticos não tenham ainda dado a importância devida à internet como meio de propaganda eleitoral, alguns políticos, poucos saliente-se, já fazem uso dessa mídia como eficaz meio de divulgação de suas idéias.

O TSETribunal Superior Eleitoral – decidiu nesta terça-feira (10) manter sem regulamentação específica a propaganda eleitoral pela internet. Por quatro votos a dois, os ministros do tribunal não reconheceram consulta que questionava se serão permitidas campanhas em blogs, links patrocinados e redes sociais, como Orkut e MySpace.

A decisão dos ministros é de que as análises devem ser feitas pela Justiça Eleitoral a partir de casos concretos, ou seja, os casos serão analisados um a um. Na decisão desta terça-feira, o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto¹, defendeu a liberação do uso da web pelos candidatos em razão da liberdade de comunicação e concordou com o voto do ministro Joaquim Barbosa, que defendeu a análise caso a caso. O voto foi acompanhado pelos ministros Felix Fischer e Caputo Bastos.

>> ¹ Biografia do Ministro Carlos Ayres Britto

Artigo – Eleições americanas

Do jornalista Lucas Mendes, BBC.

Nas barbas, mais do que molho.

Nesta campanha presidencial americana temos, de cara, uma mulher, um negro, um mórmon (Mitt Romney), um pastor evangélico (Mike Huckbee), um italiano (Rudy Giuliani), um ator (Fred Thompson), tivemos um latino (Bill Richardson) e talvez pinte um judeu (Michael Bloomberg).

Barbudo? Nem pensar! Nem bigodudo. Os cabelos sumiram das caras dos políticos americanos desde Willliam Taft em 1916 e, na próxima eleição em novembro, o país vai comemorar 108 anos de cara limpa na presidência.

A barba presidencial americana começou com Lincoln, que recebeu uma carta de uma menina de 11 anos dizendo que ele ficaria mais bonito com pêlos no rosto. Ele venceu a eleição ainda de cara limpa, depois seguiu o conselho da menina e foi um dos maiores presidentes dos Estados Unidos. E um dos mais feios, com ou sem barba.

Depois de Lincoln, sete dos nove presidentes americanos seguintes usaram pêlo na cara, quase todos republicanos, mas a partir de Taft, a barba política caiu em desgraça.

Não há uma boa explicação. Uma das teorias é que a barba parece esconder alguma coisa. Fica melhor em pintura do que fotografia ou televisão.

Você já deve ter notado que muitos presidentes americanos não só têm pinta de galã como um deles, Ronald Reagan, fez a transição da tela para o cinema. Este ano pelo menos dois candidatos poderiam fazer o caminho inverso: o republicano Mitt Romney e o democrata John Edwards são ídolos de matinê, mas nenhum dos dois jamais deixaria um fio de barba interferir na boniteza deles.

Continue lendo

Brasil – Da série “Cumequié”?

Suas (deles) excelências, não dormem; “dão uma no prego e outra na ferradura”.

Agora, ou por isso, ou apesar disso, ou é porque é assim mesmo, um inacreditável parlamentar, – estou procurando “identificar o elemento” -, inacreditavelmente (a redundância é necessária para a dimensão do acinte) apresentou projeto na Câmara que – se segure aí – “transfere o controle das urnas eletrônicas dos tribunais eleitorais para o próprio Congresso”.

Uáu! Argh!

Zê Bêdêu, o derradeiro abestado crédulo da Praça do Ferreira, “lascou”: “raposa tomando conta das galinhas. Égua!”