Internet. Rei do spam mata família e se suicida

A notícia não é um spam.

Felipe Zmoginski, do Plantão INFO

SÃO PAULO – Após fugir da cadeia nos Estados Unidos, spammer é encontrado morto. Polícia vê suicídio.

Uma tragédia abateu-se sobre o americano Eddie Davidson, conhecido em seu país como “rei do spam no Colorado”. Eddie faturou mais de US$ 3,5 milhões entre 2000 e 2004 com um esquema de envio de mensagens não solicitadas.

Mas, ano passado, acabou condenado a 21 meses de prisão por envio de spam, falsificação de e-mail e fraude fiscal. Há uma semana, o programador escapou da prisão de Florence, no Colorado, onde cumpria pena.

De acordo com os jornais locais e agências de noticias, Eddie foi encontrado morto próximo de sua casa, com uma arma nas mãos. Em sua residência, sua esposa e seu filho de 3 anos também estavam mortos.

A polícia concluiu que o spammer matou sua família e, depois, suicidou-se.

Trajetória

O programador ficou famoso por criar contas falsas no provedor AOL, muito popular nos Estados Unidos, e enviar mensagens a milhões de internautas americanos.

As mensagens continham publicidade de diversas empresas locais, que pagavam a Eddie um percentual de suas vendas com comércio eletrônico.