Uma mente “brilhante” na Câmara Federal

Brasil: da série “só doi quando eu rio!”

Sua (dele) ex-celência o deputado federal Manato (PDT-ES) teve projeto rejeitado nesta quinta feira, na Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara.

A mente brilhante do nobre parlamentar capixaba elaborou um projeto de lei que, acredite, obrigava a todos os noivos plantar dez mudas de árvores para casar.

Achou pouco? Pois tem mais!

Em caso de divórcio a multa, agrícola(?), ecomulta(?), aumentaria para 25 mudas.

Depois os caras dizem que não sabem por que os Tupiniquins não valorizam o trabalho dos parlamentares.