The Pirate Bay Condenado – 1 ano de prisão e multa milhonária

Os responsáveis pelo site de direcionamento para downloads gratuitos via redes P2P, The Pirate Bay, recebem pena de um ano de prisão e terão que pagar uma indenização milhonária!

Leia matéria abaixo!

responsaveis-pelo-pirate-bay-condenados-na-suecia

As agências de noticias mundiais acabam de divulgar o veredito do Tribunal Distrital de Estocolmo para o caso The Pirate Bay.

O tribunal condenou Fredrik Neij, Gottfrid Svartholm, Peter Sunde e Carl Lundstroem – a pagar uma indemnização de 30 milhões de coroas (2,72 milhões de euros / 3,56 milhões de dólares ou aproximadamente 7,7 milhões de reais) e a um ano de prisão, por violação de direitos autorais.

Os quatro negaram qualquer irregularidade.

Em comunicado oficial depois do julgamento, John Kennedy, o presidente e CEO da International Federation of Phonographic Industries (IFPI), uma das associações que processou o TPB, declarou que o veredicto se trata de “uma boa notícia a todos, na Suécia e internacionalmente, que estão ganhando a vida e fazendo negócios de atividade criativa e que precisa saber que seus direitos são protegidos por lei”.

Peter Sunde, um dos condenados, postou em seu Twitter oficial: “Fiquem calmos – nada vai aconteceu ao TPB, a nós pessoalmente ou ao compartilhamento de arquivos tampouco. Isso só é um teatro para a mídia”.

Anteriormente, o mesmo Peter Sunde havia declarado que, caso perdesse no resultado de hoje,o The Pirate Bay recorreria da decisão.

 

– História –

Fundada em Estocolmo em 2004, o site The Pirate Bay é considerado o principal site do mundo para compartilhar filmes, música, jogos e programas, e estima-se que conta com entre 22 e 25 milhões de usuários no mundo todo. A Procuradoria sueca abriu um caso contra o site em 2005 e, em maio do ano seguinte, a polícia deteve três dos acusados em uma operação na qual foram confiscados todos os servidores. Os quatro responsáveis foram acusados formalmente em janeiro de 2008.

 O julgamento contra o site The Pirate Bay foi considerado decisivo na disputa mundial sobre o download gratuito de música, filmes, software e outros produtos digitais.