A crise no Rio, os porcalhões responsáveis e os guardanapos

Os responsáveis pela crise no Rio de Janeiro, que fez com que o governador em exercício decretasse estado de calamidade pública – o que já repercute na imprensa internacional -, são aqueles porcalhões que se sujaram dos pés à cabeça em uma festa milhardária no exterior, e tiveram que lavar a cabeça com guardanapo, enquanto riam e gargalhavam do sofrimento do povo fluminense.

Corrupção,Políticos,Partidos Políticos,concurso, contas, crise, educação, empreiteiras, escândalo, greve, guardanapo, impeachment, petróleo, rio de janeiro, saúde, zika,estado de calamidade,Sérgio Cabral,Pezão

Em entrevista, o governador destacou que se o Estado do Rio de Janeiro fosse uma empresa, iria ser fechada. Mas, e o povo, como fica com isso?

O jornal inglês The Guardian deu destaque na noite desta sexta-feira (17) ao decreto de calamidade pública, destacando que a medida ajuda a engrossar a lista de outros problemas que o país já precisava enfrentar, como impeachment da presidente Dilma, Zika, investigações sobre corrupção e dificuldades econômicas.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

“A maior preocupação para os 500 mil visitantes esperados para os Jogos é o corte no orçamento da segurança pública, o que contribui para os problemas enfrentados pela ‘pacificação’ de favelas e para um ressurgimento de crimes violentos. Isto em meio a advertências de que terroristas teriam o evento como alvo”, diz o jornal inglês.

>> ‘The Guardian’: Calamidade pública no Rio é embaraço para anfitrião da Olimpíada

Entre os personagens daquela festa milhardária estava o antigo secretário da Fazenda do Estado, que foi ministro da Fazenda no governo Dilma e hoje engana o mundo ao dirigir organismo internacional na área financeira. Outros que estavam ali enganam empresários, se empregando em suas empresas, talvez para fazer lobby de cobrança. E outro, da área de saúde, deve estar enganando ou tentando também com lobby para receber o que, quando secretário, ficou devendo a essas empresas.

Em agosto de 2010, Sérgio Cabral já dizia: “Ganhamos as Olimpíadas, que parecia um sonho impossível. Estamos mudando o Rio”. Ele tinha razão, ele já sabia que o Rio ia quebrar, mas na mão de outros. Mais tarde, em novembro do mesmo ano, Cabral declarou: “Ganhamos as Olimpíadas de 2016 não foi para termos 21 dias de alta cobertura de segurança dos convidados. Ganhamos para dar à população do Rio.”

E o povo, como fica?

É obrigado a assistir a tudo isso calado.

O próprio decreto fala em necessidade de atender às áreas de segurança, saúde e educação, basicamente.

Na segurança pública, o cidadão é assaltado e morto.

Na saúde, o enfermo tem como expectativa a morte. O acidentado no trânsito e o pobre doente em casa, se necessitarem do Samu, vão morrer, na ausência de ambulâncias, médicos e remédios.

Na educação, o aluno do colégio público, como não pode estudar, corre o risco da delinquência ou da sobrevivência sofrida.

Os servidores não recebem seus salários.

E La Nave Va…

E a Justiça não dará a esses senhores nem uma ‘tornozeleirinha’. Eles, os responsáveis por questões desde a queda de helicópteros com crianças mortas até o superfaturamento de empresas terceirizadas de todas as áreas, que não recebem do governo estadual mas também não reclamam, o que indica que os contratos firmados devem ter sido bem vantajosos para os envolvidos.

E o povo, como fica?

Depois que eles financiaram a Olimpíada, o povo se limita a trafegar por vias engarrafas, correndo o risco de perderem o emprego, os que ainda têm um, por não conseguirem chegar aos locais de trabalho na hora certa.

E o povo, como fica?

Os cientistas políticos e os sociólogos fazem suas previsões sobre o que pode vir a acontecer com esse povo. Eles concluem, por exemplo, que os policiais que vão para as ruas para tentar defender o estado e as famílias saem de casa conscientes de que suas próprias famílias podem perder o provedor. Os criminosos estão mais armados. Já a família precisaria esperar dois ou seis meses para receber os proventos do policial que morreu.

E o povo, como fica?

Enquanto o Brasil sofre, eles já providenciaram suas passagens e passaportes para viverem nas residências que devem ter no exterior.
JB

Fotografias – Concurso “A beleza da Ciência”

Concurso de fotografias científicas Image Awards 2011.

Detalhe da perna de um besouro.
Foto: Spike Walker/Wellcome Images

Promovido pela Fundação britânica Wellcome, premia as imagens mais informativas, e com melhor qualidade técnica feitas por cientistas e médicos de todo o mundo.

Esta imagem de uma vespa está entre as premiadas em 2011.
Foto: Spike Walker/Wellcome Images

 

A retina de um peixe paulistinha (Brachydanio rerio) com apenas três dias de idade rendeu esta bela imagem.
Foto: Kara Cerveny/Wellcome Images

 

Esta imagem mostra diversas proteínas fluorescentes no caule de uma planta da espécie Arabidopsis thaliana.
Foto: Fernan Federici e Lionel Dupuy/Wellcome Images

 

Esta simulação computadorizada mostra neurônios piramidais sintéticos idênticos aos encontrados nos cérebros de mamíferos.
Foto: Michael Häusser e Hermann Cuntz/Wellcome Images

A Fundação possui um dos maiores arquivos de imagens médicas do mundo. São mais de 180 mil documentos entre manuscritos, livros raros, pinturas e raios-X de décadas passadas até os tempos atuais.

Na foto, um embrião de peixe cinco dias após a fertilização.
Foto: Monica Folgueira/Wellcome Images

As imagens vencedoras da edição da 2011 estão expostas na galeria Wellcome Collection, Londres.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Concursos públicos – Inscrições abertas neste domingo têm quase 28 mil vagas

Uma grande oportunidade para quem ver o emprego público como uma forma segura de estabilidade no trabalho.

Os pelo menos 35 concursos públicos que estão com inscrições abertas neste domingo (28) oferecem quase 28 mil vagas em todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 17,7 mil. Veja abaixo quadro com informações dos concursos.

LISTA DE CONCURSOS COM INSCRIÇÕES ABERTAS EM 28/12/08
Inscrições Total de vagas Salário máximo
Agência Nacional de Águas ABERTAS

até 12/01/09

152 R$ 8.389,60 veja edital
Companhia de Habitação Popular da Paraíba ABERTAS

até 13/01/09

124 R$ 1.286,39 veja edital
Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul ABERTAS

até 08/01/09

28 R$ 3.541,47 veja edital
Corpo de Bombeiros de Minas Gerais ABERTAS

até 30/12/08

1.169 R$ 1.614,02 veja edital
Corpo de Bombeiros de Rondônia ABERTAS

até 11/01/09

150 R$ 1.513,04 veja edital
Defensoria Pública de São Paulo ABERTAS

até 14/01/09

cadastro R$ 5.000,00 veja edital
Departamento de Trânsito do Distrito Federal ABERTAS

até 04/01/09

125 R$ 5.849,75 veja edital
Eletrobrás Termonuclear (Eletronuclear) ABERTAS

até 09/01/09

cadastro R$ 4.257,57 veja edital
Eletrosul Centrais Elétricas S.A. ABERTAS

até 31/12/08

33 + cadastro R$ 3.138,59 veja edital
Governo do Tocantins ABERTAS

até 22/01/09

1.218 R$ 3.727,08 veja edital
Instituto Nacional de Propriedade Industrial ABERTAS

até 04/01/09

120 R$ 7.269,67 veja edital
Instituto Tecnológico de Aeronáutica ABERTAS

até 20/02/09

26 R$ 8.905,08 veja edital
Ministério da Justiça (1) ABERTAS

até 15/01/09

600 R$ 3.254,04 veja edital
Ministério da Justiça (2) ABERTAS

até 15/01/09

56 R$ 3.401,00 veja edital
Ministério do Desenvolvimento Agrário ABERTAS

até 18/01/09

202 R$ 2.588,51 veja edital
Ministério das Relações Exteriores ABERTAS

até 12/01/09

150 R$ 4.818,38 veja edital
Polícia Civil do Rio de Janeiro ABERTAS

até 09/01/09

300 R$ 1.676,76 veja edital
Polícia Civil do Rio Grande do Norte ABERTAS

até 28/12/08

438 R$ 9.185,40 veja edital
Polícia Militar do Espírito Santo ABERTAS

até 30/12/08

680 R$ 1.833,92 veja edital
Polícia Militar de Rondônia ABERTAS

até 04/01/09

500 R$ 1.513,04 veja edital
Polícia Militar de Santa Catarina ABERTAS

até 12/01/09

35 R$ 3.753,61 veja edital
Prefeitura de Bebedouro ABERTAS

até 09/01/09

452 R$ 6.200,00 veja edital
Prefeitura de Ipojuca ABERTAS

até 11/01/09

439 R$ 502,55 veja edital
Prefeitura de Salvador ABERTAS

até 11/01/09

1.471 R$ 4.500,00 veja edital
Prefeitura de Suzano ABERTAS

até 23/01/09

115 R$ 4.562,72 veja edital
Prefeitura de Porto Alegre ABERTAS

até 26/12/08

318 R$ 1.573,30 veja edital
Secretaria da Educação do estado de São Paulo ABERTAS

até 31/12/08

11.749 R$ 654,86 veja edital
Secretaria da Educação do Distrito Federal ABERTAS

até 29/12/08

6.000 (estimativa) R$ 15,54 por hora veja edital
Secretaria de Saúde do estado da Bahia ABERTAS

até 18/01/09

850 R$ 3.832,73 veja edital
Secretaria de Saúde do Distrito Federal (1) ABERTAS

até 07/01/09

35 R$ 1.510,84 veja edital
Secretaria de Saúde do Distrito Federal (2) ABERTAS

até 07/01/09

155 R$ 2.489,76 veja edital
Tribunal de Contas do estado do Piauí ABERTAS

até 05/01/09

4 R$ 5.500,00 veja edital
Tribunal de Justiça do estado do Amapá ABERTAS

até 16/01/09

10 R$ 17.785,34 veja edital
Tribunal de Justiça do estado do Tocantins ABERTAS

até 18/01/09

187 R$ 2.617,12 veja edital
Universidade Federal de São Paulo ABERTAS

até 16/01/09

312 R$ 6.497,05 veja edital

do G1